Conheça o Francis Kéré, o arquiteto que trabalha para a qualidade de vida nas comunidades africanas

Diébédo Francis Kéré é o primeiro filho de uma família muito pobre. Ele nasceu em Gando, uma aldeia com cerca de três mil habitantes, localizada em Burkina Faso, na Nigéria. Lá, a maioria das pessoas vive em cabanas feitas de lama, com telhados de lata ou palha. A falta de educação, a baixa renda e a pouca expectativa de vida são só alguns dos problemas mais graves existentes na região.

francis-kere-comunidade-africana

francis kéré: comunidade africana

Quem diria que desse cenário, tão desfavorável, brotasse um dos maiores gênios da arquitetura! Kéré tem uma história de vida que até parece conto de fadas, mas, na verdade, é fruto de muito esforço e boa vontade.

Atualmente, ele é um dos profissionais que realiza trabalhos de mais alta qualidade arquitetônica no mercado.

Hoje, Francis Kéré é um arquiteto que se dedica a criar propostas que melhoram as condições de vida das pessoas em comunidades pobres da África.

Ele não só criou belos edifícios como propostas sustentáveis e visionárias que contribuem, realmente, para a melhoria das condições de vida das pessoas. Seu foco principal é tratar de questões relevantes, como pobreza e mudanças climáticas – sem jamais se esquecer do seu país.

Veja a biografia de outros arquitetos  defendem causas sociais:

A trajetória do arquiteto Francis Kéré

 

Francis Kéré já apresentava interesse pela construção civil desde criança, quando auxiliava seu tio em um negócio de desmonte de edifícios.

Nos anos 2000, ele recebeu uma bolsa de estudos da Carl Duisberg Society. Estudou na Universidade Técnica de Berlim, onde se formou, no ano de 2004, em arquitetura.

Em 2005, conseguiu fundar sua empresa, a Kéré Architecture, com sede em Berlim.

Ainda quando estudante, Kéré sentiu que era sua obrigação ajudar comunidades mais pobres. Assim surgiu, em 1998, a ideia de criar a associação Schulbausteine ​​für Gando.

francis-kere-escola-primaria-de-gando

francis kéré: escola primária de gando

francis-kere-escola-primaria-de-gando-interior

francis kéré: escola primária de gando interior

Com isso, foram levantados fundos para a construção da primeira escola primária para a aldeia de Gambo. Esse projeto fez o arquiteto receber o prêmio internacional Aga Khan, em 2004 – algo destinado a reconhecer obras islâmicas, sobretudo com conotação social.

Depois disso, Francis Kéré teve seu trabalho premiado inúmeras vezes.

Conheça os prêmios mais relevantes de Francis Kéré:

 

  • Ele recebeu o Global de Arquitetura Sustentável, em 2009;
  • O BSI Swiss Architectural Award, em 2010;
  • O Schelling Architecture Award, em 2014.

Em 2017, foi convidado a projetar um pavilhão para a prestigiada Serpentine Gallery, em Londres.

Além disso, o profissional leciona na Universidade de Harvard e na Associação Schulbausteine ​​für Gando.

Quer aumentar a divulgação de seu trabalho?

ciclo-do-encatamento

Características marcantes dos projetos de Francis Kéré

 

francis-kere-biblioteca-da-escola-de-gando

francis kéré: biblioteca da escola de gando

Uma expressão que poderia definir o trabalho de Keré é “engajamento social”.

O arquiteto tem buscado desenvolver uma forte parceria com as comunidades para as quais constrói. Ele sempre demonstra uma sensibilidade especial ao local, às condições, sociais, econômicas e climáticas.

francis-kere-escola-secundaria-de-dano

francis kéré: escola secundária de dano

O envolvimento das pessoas lhe ensina o modo certo de fazer a arquitetura. E nas artes, sua inspiração tem sido os trabalhos de Mies van der Rohe e Louis Khan.

Minha experiência de crescer em uma aldeia remota do deserto incutiu uma forte consciência das implicações sociais, sustentáveis ​​e culturais do design. Acredito que a arquitetura tem o poder de surpreender, unir e inspirar, ao mesmo tempo em que intermedeia aspectos importantes como a comunidade, a ecologia e a economia

– Francis Kéré, em reportagem de Casa Vogue.

Projetar é um ato social e deve ser concretizado segundo o princípio mais com menos

– Kéré, no Fórum do Futuro, em Porto, Portugal.

Observar a natureza, analisar o comportamento dos recursos naturais e explorar novos usos para os materiais tradicionais é traço fundamental da arquitetura de Kéré.

francis-kere-materiais

francis kéré: materiais

O resultado é um trabalho tão simples quanto esteticamente perfeito. Vê-se muito o emprego de velhas técnicas, como a construção de tijolos, só que de um jeito inovador. Não faria sentido propor soluções industrializadas em locais onde quase não se tem eletricidade, por exemplo.

Francis Kéré quer desenvolver formas de construção – principalmente mais econômicas – que funcionem melhor em países como o seu.

Conheça outros arquitetos que valorizam o uso criativo dos materiais e se inspiram na natureza:

Francis Kéré: obra em destaque

 

francis-kere-parque-nacional-de-mali

francis kéré: parque nacional de mali

Francis criou projetos para países do mundo todo, como Mali, Iêmen e China, muitos deles premiados.

Durante anos, sua atenção esteve voltada para a África, e em como criar edifícios mais verdes, que pudessem mudar a paisagem arquitetônica desse continente.

Há pouco tempo, ele trabalhou com um projeto ainda mais especial. Tratou-se de um pavilhão temporário para a Serpentine Gallery, no parque Kesington Gardens, em Londres.

Com foi o projeto de Francis Kéré para a Serpentine Gallery

 

francis-kere-serpentine-pavilion-azul

francis kéré: serpentine pavilion azul

O prédio projetado por Francis para a galeria londrina possui um design que lembra muito uma grande árvore de Gando.

Sua estrutura é composta por paredes curvas sob um telhado em aço, madeira e policarbonato.

francis-kere-serpentine-pavilion

francis kéré: serpentine pavilion

O óculo central serve para captar a água da chuva, simbolizando a vida humana. Já o azul índigo, da base, remete às padronagens dos tecidos e ao tom de cor muito utilizado pelos africanos em ocasiões especiais.

O conceito foi simples. Eu me inspirei na folha de uma árvore na paisagem.

(…) de forma inocente, nós queríamos continuar conectados com a natureza. Quando você entrar no pavilhão, você verá as árvores, você entrará nesse vácuo e você terá a conexão com o céu

– Francis Kéré, em reportagem de Casa Claudia.

Como você viu, graças a muito estudo e capacitação Francis Kéré se tornou um dos mais renomados arquitetos da atualidade.

Que tal usar a internet e fazer cursos online focados no uso do marketing em sua área de atuação? Conheça o Viva Decora PRO Academy e comece agora mesmo a divulgar seu trabalho e conquistar mais clientes.