Rino Levi: A História do Arquiteto Que Elevou a Arquitetura Moderna Brasileira

Rino Levi foi um dos arquitetos mais influentes da arquitetura moderna brasileira e teve um papel ativo como representante da classe profissional.

Além de criar obras que influenciaram diretamente na metropolização da cidade de São Paulo, ele participou ativamente de órgãos de classe internacionais comprometidos com o fomento e a difusão da profissão.

Seu trabalho era muito versátil e ia desde obras residenciais até projetos de arquitetura hospitalar. Mesmo atuando em obras tão diferentes, a qualidade de seus projetos era exemplar e sempre oferecia conforto para os usuários.

Quer conhecer mais sobre essa trajetória inspiradora? No post de hoje, vamos mostrar algumas obras de Rino Levi e curiosidades sobre sua biografia. Acompanhe!

Um breve resumo da biografia de Rino Levi

Rino Levi nasceu em São Paulo no dia 31 de dezembro de 1901. Filho de imigrantes italianos, ele estudou arquitetura em Milão e Roma no começo dos anos 20.

Em 1925, ainda estudante, Rino Levi publicou uma carta no jornal o Estado de S. Paulo com o título “Arquitetura e Estética das Cidades”. Essa publicação é considerada uma das primeiras manifestações por uma arquitetura moderna no Brasil.

Rino Levi (foto: Archtrends Portobelo)

Rino Levi (foto: Archtrends Portobelo)

Ao retornar para o Brasil, em 1926, Rino Levi começou a trabalhar na Companhia Construtora de Santos ocupando a vaga que já tinha sido de Gregori Warchavchik, seu colega de estudos em Roma.

No ano seguinte, Rino Levi começou sua carreira independente ao abrir o escritório Rino Levi Arquitetos Associados. Devido a sua proximidade com a comunidade de imigrantes italianos, ele começa a criar projetos residenciais para famílias de origem italiana.

Sua primeira obra moderna construída é o Pavilhão da L. Queiroz (1931), na Feira de Amostras do Parque da Água Branca, mas é de 1934 um de seus projetos mais emblemáticos, o Edifício Columbus.

Ele foi o primeiro edifício residencial de luxo em São Paulo. A obra veio ao encontro do momento da cidade, que via surgir seus primeiros arranha-céus (como o Edifício Martinelli, inaugurado em 1929). O edifício Columbus tinha nove andares, esquadrias metálicas e aquecimento central. Infelizmente, ele foi demolido em 1971 para a construção de uma obra viária.

Rino Levi: Edifício Columbus (foto: Pinterest)

Rino Levi: Edifício Columbus (foto: Pinterest)

Depois do edifício Columbus, Rino Levi passou a projetar uma série de edifícios residenciais. Já em 1936, o arquiteto fez seu primeiro edifício de cinema, o Cine Ufa-Palácio.

Devido ao sucesso do projeto, que contemplou com perfeição as necessidades técnicas e acústicas, Rino Levi foi convidado para criar outros projetos de cinema: Cine Universo (1936), o Cine Art-Palácio de Recife (1937) o Cine Ipiranga (1943) e o Teatro Cultura Artística (1942). As obras tiveram destaque internacional e foram publicadas nas revistas Architettura (Itália) e Architecture d’Aujourd’Hui (França).

Rino Levi: Cine Ipiranga (foto: Wikipédia)

Rino Levi: Cine Ipiranga (foto: Wikipédia)

Sua trajetória seguiu com grande relevância para a consolidação da arquitetura moderna no Brasil. Rino Levi integrou o 1º Congresso Brasileiro de Arquitetos, realizado em São Paulo em 1945, mesmo ano em que tornou-se membro do Congresso Internacional de Arquitetura Moderna (Ciam).

Rino Levi também participou da formação do Instituto de Arquitetos do Brasil e, inclusive, participou do projeto para construção do edifício-sede de São Paulo. Vale destacar que Rino Levi também participou da reestruturação da FAU-USP em 1957, mesma faculdade onde atuou como professor até 1959.

Uma grande curiosidade sobre a carreira de Rino Levi é que ele participou do concurso que escolheu o projeto de Brasília e ficou em 3º lugar.

Rino Levi faleceu em 29 de setembro de 1965, acompanhando Burle Marx em uma expedição botânica no interior da Bahia, em Morro do Chapéu. O paisagista foi seu grande amigo e participou dos seus projetos mais importantes.

Rino Levi: principais obras

Rino Levi contribuiu muito para a Escola Paulista de Arquitetura Moderna e criou obras icônicas na cidade de São Paulo. Com seus projetos, ele ajudou na verticalização do centro e atuou diretamente na metropolização da cidade. As obras de Rino Levi também podem ser vistas no interior de São Paulo e em outros estados.

Vale lembrar que os projetos de Rino Levi vão desde residências até hospitais, o que mostra a versatilidade do trabalho do arquiteto. Em todos eles, ele tinha um cuidado excepcional com o conforto dos usuários e entregava ambientes com conforto térmico e acústico.

Abaixo, destacamos 3 projetos que marcam a trajetória do profissional.

Casa Olivo Gomes

A casa de Olivo Gomes fica em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Trata-se de um projeto de Rino Levi e Roberto Cerqueira César. Concluída em 1951, ela foi construída em meio a um parque que foi valorizado com o trabalho paisagístico de Burle Marx.

Rino Levi: Casa Olivo Gomes - fachada (foto: CasaCor)

Rino Levi: Casa Olivo Gomes – fachada (foto: CasaCor)

Rino Levi: Casa Olivo Gomes - pilotis (foto: ArchDaily Brasil)

Rino Levi: Casa Olivo Gomes – pilotis (foto: ArchDaily Brasil)

A casa tem 8 quartos com um banheiro a cada par, escritório, salão de jogos, piscina, garagem coberta para 6 carros e uma área de serviço. Entre os destaques da Casa Olivo estão a linda escada helicoidal que dá acesso à parte inferior da residência e o mural de azulejos feito por Rino Levi e Burle Marx.

Rino Levi: Casa Olivo Gomes - escada helicoidal (foto: Archdaily)

Rino Levi: Casa Olivo Gomes – escada helicoidal (foto: Archdaily)

Edifício Porchat

Assim como o Edifício Columbus, o Edifício Porchat foi criado como um prédio residencial de luxo em São Paulo. Inaugurado em 1940, ele foi tombado em 2018 pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp).

Rino Levi: Edifício Porchat (foto: Diário do Comércio)

Rino Levi: Edifício Porchat (foto: Diário do Comércio)

Rino Levi: folheto do Edifício Porchat (foto: Quando a Cidade)

Rino Levi: folheto do Edifício Porchat (foto: Quando a Cidade)

Hospital Central do Câncer

O Hospital Central do Câncer foi inaugurado na cidade de São Paulo em 1953. Rino Levi foi um dos primeiros arquitetos, logo após a Segunda Guerra Mundial, que se interessou pela arquitetura hospitalar moderna. Ele passou a estudar as melhores formas de separar as áreas de circulação e proporcionar aos pacientes, médicos e acompanhantes um conforto maior.

Rino Levi: Hospital Central do Câncer (Foto: Grupo Mídia)

Rino Levi: Hospital Central do Câncer (Foto: Grupo Mídia)

Veja mais obras de Rino Levi

 

  • Paço Municipal (Santo André – SP)
Rino Levi: Paço Municipal (foto: Nelson Kon)

Rino Levi: Paço Municipal (foto: Nelson Kon)

  • Hospital Albert Einstein (São Paulo – SP)
Rino Levi: Hospital Albert Einstein (foto: Hospital Albert Einstein)

Rino Levi: Hospital Albert Einstein (foto: Hospital Albert Einstein)

  • Edifício Sul-Americano (São Paulo -SP)
Rino Levi: Edifício Sul-Americano (foto: ArchDaily)

Rino Levi: Edifício Sul-Americano (foto: ArchDaily)

  • Edifício Prudência (São Paulo – SP)
Rino Levi: Edifício Prudência (foto: Refúgios Urbanos)

Rino Levi: Edifício Prudência (foto: Refúgios Urbanos)

Qual dessas obras do Rino Levi mais te impressionou? Compartilhe com a gente nos comentários.