Santiago Calatrava, e a arquitetura do espetáculo

Polêmico, ousado e dono de um estilo próprio e inconfundível que alguns rotulam de “neoestruturalista”, Santiago Calatrava mistura magistralmente a modernidade do aço e do vidro com formas de inspiração orgânica que lembram de esqueletos a asas de pássaros em movimento.

Não raro, suas obras apresentam intrincadas articulações, hastes e cabos, proporcionando um movimento ao conjunto arquitetônico, muitas vezes no sentido literal da palavra.

Confira a trajetória e as principais obras de Santiago Pevsner Calatrava Valls.

Santiago Calatrava: um arquiteto que busca ser livre

 

Sem dúvida a liberdade é um sentimento que se enxerga claramente nas obras de Santiago Calatrava.

Nascido em Valência, na Espanha, em 28 de julho de 1951, formou-se arquiteto pela universidade de sua cidade natal, no ano de 1974.

Em seguida, seguiu para a Suíça, onde se formou engenheiro civil pela Universidade de Zurique, em 1979, e na sequência doutorou-se pela mesma instituição, em 1981.

Talvez pela influência técnica da engenharia civil, Santiago Calatrava não se contenta em desenhar esboços e croquis para suas elaboradas obras arquitetônicas.

Nada mais preciso que maquetes, réplicas perfeitas de suas edificações, são construídas especialmente para cada projeto, em uma fábrica mantida por ele próprio, na Suíça.

Lá, uma equipe técnica especializada de engenheiros é responsável pela criação destes modelos em escala, que chegam a medir 2 metros de altura, com o objetivo de testar as juntas, hastes e engrenagens que compõem seus edifícios inspirados na natureza.

Mas a busca pela perfeição não para por aí. Para que cada detalhe funcione perfeitamente, programas de computador também são usados, trazendo mais este componente em auxílio de um resultado que parece desafiar o senso comum, depois de pronto.

Veja também a trajetória de Lina Bo Bardi e como ela revolucionou a arquitetura no Brasil.

Pontes entre a arte e a técnica

 

Não são apenas os magníficos edifícios-escultura, que vamos listar em breve, que fazem parte da longa lista de obras deste arquiteto, que, aliás, já é considerado um mestre.

Santiago Calatrava foi responsável pelo projeto de mais de 40 pontes ao redor do mundo, todas elas idealizadas com o toque de beleza formal e orgânica que ele tanto valoriza em suas idealizações.

Dentre estas pontes, vale citar algumas das mais inspiradoras, tais como:

  • Ponte da Paz, em Alberta, no Canadá
santiago-calatrava-ponte-da-paz

santiago calatrava: ponte da paz

  • Ponte del Alamillo, em Sevilha, na Espanha
santiago-calatrava-ponte-del-alamillo

santiago calatrava: ponte del alamillo

  • Ponte da Mulher, sobre o Rio da Prata, em Buenos Aires, na Argentina
santiago-calatrava-ponte-da-mulher

santiago calatrava: ponte da mulher

  • Ponte Bac de Roda, em Barcelona, na Espanha
santiago-calatrava-ponte-bac-de-roda

santiago calatrava: ponte bac de roda

  • Ponte Margaret Hunt Hill, em Dallas, Texas, nos Estados Unidos
santiago-calatrava-ponte-margaret-hunt-hill

santiago calatrava: ponte margaret hunt hill

Principais obras de Santiago Calatrava

 

Um verdadeiro complexo de obras de Calatrava se concretizou na chamada Cidade das Artes e Ciências, em Valência, sua cidade natal.

santiago-calatrava-cidade-das-artes-ciencias-valencia

santiago calatrava: cidade das artes ciências

Este ambicioso projeto se constitui de nada menos que 8 enormes construções marcadas por seu estilo inconfundível, a começar pelo planetário que ele idealizou para que lembrasse um olho humano, com pálpebras e tudo.

Além deste, compõem a Cidade das Artes e Ciências:

  • Museu de Ciências Príncipe Felipe, com mais de 40 mil metros quadrados
santiago-calatrava-museu-de-ciencias-principe-felipe

santiago calatrava: museu de ciencias principe felipe

  • L’Hemisfèric, um complexo que engloba cinema, planetário e outras estruturas
santiago-calatrava-lhemisferic

santiago calatrava: L’Hemisfèric

  • L’Umbracle, uma trilha para se apreciar esculturas enquanto se caminha
santiago-calatrava-lumbrace

santiago calatrava: L’Umbracle

  • L’Oceanogràfic, o maior aquário marinho da Europa
santiago-calatrava-loceanografic

santiago calatrava: L’Oceanogràfic

  • O Palácio das Artes Rainha Sofia, para apresentações de ópera
santiago-calatrava-palacio-das-artes-rainha-sofia

santiago calatrava: palácio das artes rainha sofia

  • A Ponte de I’Assut de l’Or
  • A Praça Principal
  • 3 Torres de arranha céus

Além dessa famosa “cidade”, algumas das obras de Santiago Calatrava que se destacam são a Estação de Trens do Oriente, em Lisboa, com colunas inspiradas em palmeiras que sustentam sua cobertura; o Museu de Arte de Milwaukee, com seu “pássaro”, que abre as asas conforme a posição do sol; o impressionante Auditório de Tenerife; o Complexo das Olimpíadas de Atenas, na Grécia; O edifício residencial Turning Torso com suas curvas orgânicas incríveis, em Malmõ, na Suécia; a Estação PATH, próxima ao antigo World Trade Center, em Nova Iorque, cuja cobertura é inspirada nas mãos de uma criança libertando uma pomba; e o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, que fez parte do projeto de revitalização da região portuária da cidade, conhecido como Projeto Porto Maravilha.

santiago-calatrava-estacao-do-oriente

santiago calatrava: estação do oriente

santiago-calatrava-museu-de-arte-de-milwaukee

santiago calatrava: museu de arte de milwaukee

santiago-calatrava-auditorio-tenerife

santiago calatrava: auditório tenerife

santiago-calatrava-turning-torso

santiago calatrava: turning torso

santiago-calatrava-estacao-path

santiago calatrava: estação path

santiago-calatrava-museu-do-amanha

santiago calatrava: museu do amanhã

Um artista acima de tudo

 

Em contraste com a tecnicidade das maquetes construídas especialmente para seus projetos arquitetônicos, Santiago Calatrava inicia cada uma de suas obras com uma série de esboços cuidadosos feitos em aquarela.

Aos poucos, vai criando aquilo que deseja construir, acrescentando mais detalhes e inspiração a cada pincelada.

Só depois que essa massa de criatividade se consolida em sua mente é que ele dá início ao projeto, e na maioria das vezes, transforma a coleção de esboços em um livro, para ilustrar o processo criativo de cada obra.

Pintor e escultor reconhecido, Santiago Calatrava tem obras expostas regularmente em diversos museus do mundo e, apesar de críticas sobre estouros de orçamento, de disseminar uma “arquitetura espetáculo” e até falhas técnicas em projetos, uma coisa é certa: suas edificações são, com certeza, verdadeiras esculturas monumentais a adornar a paisagem.

Como ele mesmo diz: “A arquitetura é a rate que determina a identidade do nosso tempo e melhora a vida das pessoas”.

Conheça também o trabalho de outros profissionais de mudaram a história do mundo na arquitetura e paisagismo: