Conheça as 11 melhores áreas da arquitetura e descubra qual combina com você!

O mercado de arquitetura, apesar das suas dificuldades, é bastante amplo.

São tantas as opções de carreira que, muitas vezes, estudantes ou até mesmo quem já está na área desconhece o que pode ser feito.

Será que você conhece todas as áreas da arquitetura mais interessantes? Nesse post, separamos 11 carreiras incríveis que você pode seguir. Acompanhe!

Conheça a história de grandes arquitetos brasileiros:

  • Gustavo Penna: o arquiteto brasileiro que criou o melhor projeto comercial do mundo
  • As curvas de Ruy Ohtake: o arquiteto brasileiro que chamou a atenção do mundo

As 11 melhores áreas da arquitetura

 

1 – Planejamento urbano

Vamos começar nossa lista com uma das áreas de atuação de arquitetura e urbanismo mais importantes: o planejamento urbano.

O arquiteto que atua nessa área realiza o planejamento de regiões, bairros ou cidades inteiras, sempre buscando oferecer conforto, bem-estar e qualidade de vida à população.

Vale lembrar que o planejamento urbano está intimamente ligado a questões políticas, desafio que envolve grande responsabilidade.

E porque ele está em alta nos últimos tempos?

Áreas da arquitetura: planejamento urbano (Barcelona)

Áreas da arquitetura: planejamento urbano (Barcelona)

Com o constante crescimento populacional e o surgimento de novos problemas urbanos, pensar no crescimento organizado das cidades é uma necessidade urgente.

Caso você se interesse pelo assunto, confira: Entenda porque as cidades planejadas no mundo são decisivas para o futuro da humanidade.

Descubra também o que é uma smart city e como a tecnologia pode solucionar problemas urbanos.

2 – Paisagismo

Paisagismo é a área que cria espaços que harmonizam a interação do meio ambiente com o homem. O paisagista pode atuar com projetos de paisagens naturais e urbanas, como residências, comércios e locais públicos.

Entre as suas atividades está a análise da topografia do lugar, a busca pela aprovação do projeto junto a órgãos ligados ao governo e a coordenação da execução do projeto.

Áreas da arquitetura: paisagismo

Áreas da arquitetura: paisagismo

É comum que profissionais de outras formações também atuem como paisagistas, como agrônomos, biólogos ou engenheiros florestais, mas o arquiteto se destaca pelo seu olhar diferenciado.

Além da área verde, ele também pode contribuir na criação da iluminação mais agradável, no revestimento correto do piso externo, entre outros pontos importantes da decoração.

Conheça a biografia e os projetos de Roberto Burle Marx, o maior paisagista brasileiro.

3 – Restauro de edifícios

Essa é uma das áreas de atuação na arquitetura para quem é apaixonado por história.

O arquiteto que se especializa em restauro de edifícios não trabalha apenas no reparo de construções, mas também de documentos, objetos e obras artísticas no geral.

É importante que o profissional saiba identificar a importância de cada material restaurado e tenha o domínio de assuntos mais técnicos referentes à umidade, temperatura, tintas, entre outros.

Áreas da arquitetura: restauração do Museu do Ipiranga (SP)

Áreas da arquitetura: restauração do Museu do Ipiranga (SP)

Veja também: Quinta da Boa Vista – conheça o parque que ajuda a contar a história do Brasil!

4 – Arquitetura promocional

A arquitetura promocional é uma área de atuação voltada para eventos, feiras e projetos comerciais. Ela consiste na criação de stands, decoração de lojas e desenvolvimento de espaços destinados à divulgação de uma marca.

De acordo com a ICCA (Associação Internacional de Congressos e Convenções), somos o país que mais recebe eventos na América Latina.

Diante dessa realidade, essa pode ser uma carreira bastante promissora para arquitetos e designers de interiores.

A arquitetura cenográfica também faz parte da área promocional e é voltada para produções artísticas.

Áreas da arquitetura: stand da marchon

Áreas da arquitetura: stand da marchon

5 – Luminotécnica

Quem faz arquitetura também pode buscar especialização em Lighting Design. Trata-se de uma área destinada ao desenvolvimento da iluminação de ambientes, focando tanto na parte estética como funcional.

Um light designer é responsável pela análise do ambiente, o cálculo luminotécnico, a escolha das lâmpadas e outras atividades que proporcionam o conforto e beleza do local.

Áreas da arquitetura: luminotécnica

Áreas da arquitetura: luminotécnica

6 – Acompanhamento e Administração de Obra

O arquiteto especialista nessa área acompanha a obra após a entrega do projeto executivo. É ele o responsável pela fiscalização do cumprimento das leis, a compra correta dos materiais, a entrega no prazo, entre outras etapas da construção.

É interessante buscar especialização nessa área, pois ela complementa o trabalho do arquiteto na realização de um projeto.

Esse pode ser um diferencial na hora de conquistar vários tipos de clientes, que podem se sentir mais seguros ao contar com um profissional que vai acompanhar de perto toda a construção.

Áreas da arquitetura: acompanhamento e administração da obra

Áreas da arquitetura: acompanhamento e administração da obra

Se você se interessou em saber mais sobre esse trabalho, confira: Saiba o que é e como gerenciar obras – garanta o andamento do projeto!

7 – Carreira acadêmica

Busca uma área de atuação na arquitetura que traga mais estabilidade e maior rendimento financeiro? A carreira acadêmica pode ser uma boa opção.

Ela permite que o profissional atue como professor ou pesquisador e é indicada para quem quer se aprofundar nos estudos da área.

Também existem outras atividades envolvidas, como a participação em eventos universitários, apresentação de pesquisas em congressos e publicação de artigos científicos.

Áreas da arquitetura: carreira acadêmica

Áreas da arquitetura: carreira acadêmica

8 – Especialista em BIM

O uso dos programas de arquitetura tornou-se fundamental para a criação de projetos.

Com o desenvolvimento da tecnologia voltada à construção, vimos o surgimento do BIM, que possibilitou atingir um nível maior de detalhamento e facilitou o trabalho de todos os envolvidos no projeto.

Diante desse contexto, cada vez mais grandes escritórios de arquitetura buscam profissionais especialistas no uso de programas como o Revit.

Áreas da arquitetura: projeto feito em bim

Áreas da arquitetura: projeto feito em bim

9 – Fotografia

A fotografia e a arquitetura estão intimamente ligadas, afinal é importante registrar com detalhes o trabalho de arquitetos e designers de interiores.

Quem se especializa nessa área pode trabalhar para escritórios ou profissionais autônomos, que precisam de um ótimo material para divulgar seu trabalho na internet.

Caso você queira tornar-se um fotógrafo de arquitetura, o Senac disponibiliza um curso ideal para começar na área.

Áreas da arquitetura: fotografia

Áreas da arquitetura: fotografia

10 – Design de videogame

Os amantes de arquitetura e videogame sabem como alguns jogos se destacam por suas cidades, composição de ambientes e até mesmo a representação de grandes obras históricas (como o Assassin’s Creed, por exemplo).

A boa notícia para quem se interessa por essa área é que atuar como designer de videogame pode ser uma opção cada vez mais viável.

De acordo com o estudo Global Games Market Report, realizado pela Newzoo, o Brasil está crescendo no mercado mundial de games. Estamos em 13º lugar no ranking das empresas que mais geram receita no setor.

Esse crescimento vem chamando a atenção do governo e de empresas, que vão cada vez mais investir em equipes desenvolvedoras de games.

Áreas da arquitetura: design de videogame

Áreas da arquitetura: design de videogame

Aproveite para conhecer 8 jogos de arquitetura para testar ideias, descontrair e criar projetos sensacionais.

11 – Empreendedorismo

O empreendedorismo na área de arquitetura é o principal objetivo de muitos profissionais. Mas assim como acontece em outras profissões, é um desafio abrir o próprio negócio e mantê-lo ativo e rentável.

Quem é arquiteto pode começar atuando de forma autônoma trabalhando em home-office ou usando espaços de coworking. Para atrair os primeiros clientes é importante investir no marketing digital, criando um site ou divulgando trabalhos nas redes sociais.

Abrir um escritório de arquitetura é o próximo passo, que deve ser dado com bastante planejamento e conhecimento do mercado.

Por isso, o arquiteto que deseja ser empreendedor precisa investir em networking e cursos que o ajudem a expandir seu conhecimento sobre negócios.

Áreas da arquitetura: empreendorismo

Áreas da arquitetura: empreendorismo

E aí, com qual área você se identifica mais?

Aproveite para conferir mais dicas sobre carreira: