Art Decó: conheça o estilo artístico que influenciou a arquitetura nos anos 20

Art Decó é um estilo artístico que surgiu na Europa nos anos 20 e influenciou as artes, moda, cinema, arquitetura, design de interiores, entre outras áreas. Entre as suas características estão o uso de formas geométricas, ornamentos e design abstrato.

Conhecido também como estilo anos 20, o Art Decó na arquitetura teve seu ápice com a construção dos arranha-céus americanos. No Brasil, ele aparece com frequência em teatros, estações ferroviárias e imóveis nas grandes cidades.

E falando nisso, você sabia que a capital da Art Decó na América Latina fica no Brasil? Descubra qual é e aproveite para conhecer a história completa desse estilo tão marcante!

O que é Art Decó?

Art Decó é um estilo artístico que surgiu na Europa nos anos 20 e influenciou as artes, moda, cinema, arquitetura, design de interiores, entre outras áreas. Entre as suas características estão o uso de formas geométricas, ornamentos e design abstrato.

Todo movimento artístico tem um marco, aquele momento que representa o seu nascimento, não é mesmo? No caso do Art Decó, esse acontecimento foi a Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas, realizada em Paris em 1925.

Foi daí que veio o termo Art Decó, que nada mais é do que uma abreviação de “arts décoratifs” (Artes Decorativas, em francês).

Em 1875, o nome “Artes Decorativas” foi criado para definir o trabalho de artistas que faziam design de móveis, moda, joias e atuavam com artes aplicadas.

A exposição de 1925 reuniu 15.000 expositores de 15 países e mostrou ao mundo o novo estilo artístico que vinha fazendo sucesso entre a burguesia europeia.

Art Decó: Cartão-postal da Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas em Paris (1925) - foto: Wikipédia

Art Decó: Cartão-postal da Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas em Paris (1925) – foto: Wikipédia

Nesse primeiro momento da Art Decó, o estilo era mais luxuoso e usava materiais muito caros como marfim, prata e pedras preciosas.

A partir de 1934, com a exposição Art Déco no Metropolitan Museum de Nova York, o estilo se aproximou da produção industrial.

O Art Decó passou a fazer parte também da vida cotidiana e começou a ser aplicado na publicidade, objetos de uso doméstico, joias, bijuterias, moda, mobiliário, entre outras áreas.

Com o sucesso, o Art Decó se espalhou pelo mundo, chegando nos EUA e alcançando seu ápice na arquitetura dos Arranha-Céus. Ele também chegou em outros países como o Brasil, conforme vamos mostrar ao longo do texto.

Veja também: Edifício Martinelli – Descubra 11 Curiosidades Sensacionais Sobre a Obra

Quais são as principais características da Art Decó?

O início do Art Decó foi marcado pelo uso de muitas cores, brilho e estampas florais. Mas com o passar do tempo o estilo foi recebendo a influência do cubismo, e passou a valorizar mais as formas geométricas.

Já no final dos anos 20, com a aproximação da Grande Depressão, o Art Decó foi ficando ainda mais modesto e sem muitos ornamentos.

É interessante notar como, apesar de buscar cada vez mais a simplicidade, o Art Decó foi um estilo que sempre teve sua extravagância. É por isso que muitas pessoas o consideram contraditório.

Quando falamos sobre as características do Art Decó em esculturas, vale destacar que as obras eram puramente decorativas.

Ou seja: não era projetadas para exposição em museus, e sim para a decoração de prédios, edifícios governamentais, praças públicas e salões privados. As esculturas quase sempre representavam figuras heroicas ou alegóricas relacionadas ao propósito do edifício.

Uma curiosidade é que umas das esculturas de Art Decó mais conhecidas (e provavelmente a maior) é o Cristo Redentor, do escultor francês Paul Landowski.

Art Decó: Cristo Redentor, obra de Paul Landowski

Art Decó: Cristo Redentor, obra de Paul Landowski

Veja um resumo das caraterísticas do Art Decó:

  • Luxuosidade
  • Uso de formas geométricas
  • Design abstrato
  • Emprego dos materiais: marfim, jade e laca
  • Linhas retas e circulares estilizadas
  • Temas comuns: animais e mulheres
  • Presença marcante na Arquitetura

Veja também: Descubra os fatos mais curiosos sobre as 7 maravilhas do mundo

Confira exemplos sensacionais de Art Decó

 

  • Pintura
Art Decó: Portrait of E.I. Autoria: Finogenova Zinaida Evgenievna Serebriakova - foto: Wikipédia

Art Decó: Portrait of E.I. Autoria: Finogenova Zinaida Evgenievna Serebriakova – foto: Wikipédia

  • Escultura
Art Decó: Estátua de Atlas, em frente ao Rockefeller Center em Nova (Lee Lawrie) foto: Wikipédia

Art Decó: Estátua de Atlas, em frente ao Rockefeller Center em Nova (Lee Lawrie). foto: Wikipédia

  • Artes Gráficas
Art Decó: Cartaz do Moulin Rouge por Charles Gesmar (1925). Foto: Wikipédia

Art Decó: Cartaz do Moulin Rouge por Charles Gesmar (1925). Foto: Wikipédia

  • Móvel
Art Decó: Penteadeira e cadeira de mármore e madeira encrustada, lacada e deslizante. Artista: Paul Follot (1919-1920). Foto: Wikipédia

Art Decó: Penteadeira e cadeira de mármore e madeira encrustada, lacada e deslizante. Artista: Paul Follot (1919-1920). Foto: Wikipédia

  • Design
Art Decó: Rádio Philips Art Deco (1931) - (foto: Wikipédia)

Art Decó: Rádio Philips Art Deco (1931) – (foto: Wikipédia)

  • Joia
Art Decó: Fivela de ouro com diamantes e ônix esculpido, lápis-lazúli, jade e coral, de Boucheron (1925) - foto: Wikipédia

Art Decó: Fivela de ouro com diamantes e ônix esculpido, lápis-lazúli, jade e coral, de Boucheron (1925) – foto: Wikipédia

Veja também: Belle Époque – Conheça as Obras de Arquitetura Mais Lindas

Qual a diferença entre Art Decó e Art Nouveau?

Devido a semelhança dos termos, é comum que se confunda o Art Decó com a Art Nouveau.

Mas além da diferença nos nomes, existem outras características bem diferentes entre os estilos.

O Art Nouveau, que surgiu antes, prezava pela irregularidade das curvas e a assimetria. Além disso, os artistas faziam muitas representações de elementos da natureza como folhagens, flores e animais. Também era comum ver figuras femininas.

Art Decó: obra de Art Nouveau - Mesa e cadeira por Hector Guimard, 1909-12 (foto: Wikipédia)

Art Decó: obra de Art Nouveau – Mesa e cadeira por Hector Guimard, 1909-12 (foto: Wikipédia)

Já o Art Decó, apesar de também representar figuras femininas e de animais, priorizava linhas retas e figuras geométricas.

O estilo artístico tem forte influência do construtivismo, futurismo e cubismo. Já o Art Nouveau foi diretamente influenciado pelo movimento Arts and Crafts.

Vale destacar também é que o Art Nouveau é um movimento, já que foi influenciado por questões sociais, enquanto o Art Decó se resume a um estilo decorativo.

Art Decó: Artistas

  • Emil Nolde (1867-1956) – pintor alemão
  • Erich Heckel (1883-1970) – pintor e ilustrador alemão
  • Ernst Ludwig Kirchner (1880-1938) – pintor alemão
  • Fritz Bleyl (1880-1966) – designer alemão
  • Joost Schmidt (1883-1948) – designer gráfico alemão
  • Karl Schmidt-Rottluff (1884-1976) – pintor e gráfico alemão
  • László Moholy-Nagy (1895-1946) – designer e pintor húngaro
  • Maurice Ascalon (1913-2003) designer industrial israelense

A presença marcante do Art Decó na Arquitetura

O Théâtre des Champs-Élysées (Teatro dos Campos Elísios) (1910-1913), de Auguste Perret, foi o primeiro edifício Art Déco de referência concluído em Paris

Art Decó: Théâtre des Champs-Élysées, de Auguste Perret

Art Decó: Théâtre des Champs-Élysées, de Auguste Perret

A Art Decó na arquitetura era representada pelo uso do concreto armado, de linhas retas e formas retangulares bem marcadas.

A ornamentação era usada de forma pontual. As cores neutras nas fachadas e a simetria da obras também são exemplos de características desse estilo.

O ápice do estilo Art Decó foi o surgimento dos arranha-céus americanos, que representaram um avanço gigante na engenharia e exibiram uma sociedade moderna e tecnológica.

Os principais arquitetos de Art Decó em Paris na década de 20 foram Auguste Perret e Henri Sauvage.

Uma curiosidade é que Le Corbusier, na época com 21 anos, trabalhou junto com Perret e aprendeu técnicas de concreto armado.

Essa experiência foi essencial para a carreira do arquiteto, que mais tarde tornou-se o principal nome da arquitetura moderna no século XX.

Obras de Art Decó na arquitetura

Art Decó: Viaduto do Chá

Art Decó: Viaduto do Chá

Art Decó: Pavilhão polonês em Paris (1925) - foto: Wikipédia

Art Decó: Pavilhão polonês em Paris (1925) – foto: Wikipédia

Art Decó: O American Radiator Building em Nova York por Raymond Hood (1924) (Imagem: Wikipédia)

Art Decó: American Radiator Building, em Nova York por Raymond Hood (1924) (Imagem: Wikipédia)

Art Decó: Empire State Building, em Nova York

Art Decó: Empire State Building, em Nova York

Art Decó: edifícios de South Beach, em Miami

Art Decó: edifícios de South Beach, em Miami

Art Decó: Edifício Santa Elisa

Art Decó: Edifício Santa Elisa, em Miami

Art Decó: Chrysler Building, Nova York, 1930

Art Decó: Chrysler Building, Nova York, 1930

Art Decó: Celino South Beach, em Miami

Art Decó: Hotel Celino South Beach, em Miami

Art Decó no Brasil

O Art Decó chegou ao Brasil na década de 20, mas sua difusão ocorreu entre os anos 30 e 40.

É possível encontrar obras arquitetônicas com o estilo principalmente nas grandes capitais, como São Paulo, Goiânia, Belo Horizonte, Campo Grande e Porto Alegre.

O Rio de Janeiro se destaca como a capital do Art Decó na América Latina, tendo cerca de 400 imóveis nesse estilo, além de várias obras de arte.

Art Decó: Estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro

Art Decó: Estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro

O Art Decó influenciou principalmente a arquitetura, mas, além do Cristo Redentor, é possível encontrar outras esculturas famosas que seguem o estilo no Brasil. Um exemplo é o Monumento às Bandeiras, localizado na cidade de São Paulo.

Art Decó: Monumento às Bandeiras, em São Paulo

Art Decó: Monumento às Bandeiras, em São Paulo

Exemplos de Art Decó na arquitetura do Brasil

Art Decó: Viaduto do Chá

Art Decó: Viaduto do Chá

Art Decó: Teatro Municipal em Goiânia (GO)

Art Decó: Teatro Municipal em Goiânia (GO)

Art Decó: Estação Ferroviária em Goiânia

Art Decó: Estação Ferroviária em Goiânia

Art Decó: Elevador Lacerda em Salvador

Art Decó: Elevador Lacerda em Salvador

Art Decó: Edifício Gracez, primeiro arranha-céu de Curitiba (1929)

Art Decó: Edifício Gracez, primeiro arranha-céu de Curitiba (1929)

Art Decó: edifício em Sorocaba (SP) - foto: São Paulo Antiga

Art Decó: edifício em Sorocaba (SP) – foto: São Paulo Antiga

Art Decó: Edifício Biarritz. no Rio de Janeiro

Art Decó: Edifício Biarritz. no Rio de Janeiro

Sem dúvida, o Art Decó representou uma grande evolução na arquitetura.

Se você gosta de conhecer a história dos estilos e movimentos arquitetônicos, aproveite para conferir também: