Embarque em uma viagem no tempo e desvende tudo sobre os Castelos Medievais

Quem nunca sonhou em morar em um castelo e ter uma vida de rei ou rainha?

Sem dúvidas, essas grandes obras sempre despertaram a imaginação das pessoas. Além de suas histórias, outra característica que chama a atenção é a sua arquitetura.

Grande parte dos castelos que existem no mundo hoje são um registro valioso da arquitetura medieval, que reúne os estilos bizantino, românico e gótico.

Neste post, vamos contar a história dos castelos medievais, explicar como eles eram construídos e mostrar belos exemplos dessas obras. Acompanhe!

Gosta de história da arquitetura? Aproveite para ler também:

História dos Castelos Medievais

 

Durante a Idade Média (século V ao XV), a Europa viveu um período de muitas guerras.

Os senhores feudais, reis e nobres preocupavam-se com a sua segurança e a proteção de suas terras. Foi a partir daí que eles começaram a construir os castelos medievais.

Eles eram construídos em grandes montes para que os guardas pudessem enxergar de longe a aproximação do inimigo e se prepararem para o ataque.

Os castelos medievais também tinham outra função: mostrar o poder dos reis e senhores feudais para o povo.

Arquitetura dos Castelos Medievais

 

É impossível observar os castelos medievais e não se impressionar com sua grandiosidade. Mas, afinal, como eles eram construídos?

Durante os primeiros séculos da Idade Média, essas obras eram erguidas em pontos altos do feudo e construídas com a madeira retirada das florestas. Essas fortificações se chamavam “motte and bailey”.

Essa foi a primeira solução encontrada pelos reis, já que não havia tanta riqueza na época e eles tinham pressa na construção das fortalezas, devido ao rápido ataque dos Vikings.

castelos medievais ilustração de motte and bailey

Castelos Medievais: Ilustração de Motte and Bailey

Já a partir do século XI, os castelos começaram a ser construídos com blocos de pedra e passaram a ter muralhas e torres.

Os muros de proteção mediam entre 6 a 10 metros de altura. Para garantir que eles não fossem derrubados, tinham uma espessura de 2 a 3 metros.

Os operários construíam dois muros de pedra e o espaço no meio era preenchido com entulhos, areia e mais pedras.

Em alguns deles, é possível observar que há buracos. Não se trata de defeitos, e sim espaços criados de forma intencional.

Eles serviam para fixar andaimes de madeira para subir as pedras durante a construção dos castelos medievais. Para içar as pedras até os andaimes, eram utilizadas polias.

castelos medievais polia usada na construção dos castelos

Castelos Medievais: Ilustração de polia

Os muros grossos não eram a única estratégia adotada para a segurança dos castelos. Alguns tinham fossos em sua volta, para dificultar ainda mais a entrada dos inimigos.

Eles podiam ser cheios de água ou secos (nesse caso, eram forrados com estacas pontiagudas de madeira). Além disso, armadilhas, buracos e muros internos também ajudavam a impedir as invasões.

Veja também: Os desafios e polêmicas na construção da maior ponte do mundo!

Castelos Medievais na Europa

 

  • Castelo de Hohenwerfen, Áustria
Castelos Medievais: Castelo de Hohenwerfen, Áustria

Castelos Medievais: Castelo de Hohenwerfen

  • Castelo de Butrón, Espanha
Castelos Medievais: Castelo de Butrón, Espanha

Castelos Medievais: Castelo de Butrón

castelos medievais Castelo de Butrón Espanha interior

Castelos Medievais: Castelo de Butrón (interior)

  • Castelo de Warwick, Inglaterra
Castelos Medievais: Castelo de Warwick, Inglaterra

Castelos Medievais: Castelo de Warwick

castelos medievais castelo de warwick inglaterra interior

Castelos Medievais: Castelo de Warwick (interior)

  • Castelo de Montaigne, França
Castelos Medievais: Castelo de Montaigne, França

Castelos Medievais: Castelo de Montaigne

  • Castelo de Malbork, Polônia
Castelos Medievais: Castelo de Malbork Polônia

Castelos Medievais: Castelo de Malbork

  • Castelo de Loarre, Espanha
castelos medievais castelo de Loarre Espanha

Castelos Medievais: Castelo de Loarre

castelos medievais castelo de Loarre Espanha dentro

Castelos Medievais: Castelo de Loarre (interior)

  • Castelo de Eltz, Alemanha
castelos medievais castelo de eltz alemanha

Castelos Medievais: Castelo de Eltz

  • Castelo de Chillon, Suiça
castelos medievais Castelo de Chillon suiça

Castelos Medievais: Castelo de Chillon

castelos medievais Castelo de Chillon suiça interior

Castelos Medievais: Castelo de Chillon (Interior)

  • Castelo de Burg, Alemanha
castelos medievais Castelo de Burg Alemanha

Castelos Medievais: Castelo de Burg

  • Castelo de Bonnétable, França
castelos medievais Castelo de Bonnétable França

Castelos Medievais: Castelo de Bonnétable

  • Castelo de Bodiam, Inglaterra
castelos medievais castelo de bodiam Inglaterra

Castelos Medievais: Castelo de Bodiam

castelos medievais castelo de bodiam Inglaterra interior

Castelos Medievais: Castelo de Bodiam (interior)

Como são os castelos medievais por dentro?

 

Muitas pessoas têm curiosidade de saber como são os castelos medievais por dentro, afinal, eles eram luxuosos e confortáveis, não é mesmo? Bem, não necessariamente.

Os castelos eram construídos com o objetivo de ser uma fortaleza contra o inimigo. Diante dessa realidade, o conforto dos habitantes era uma preocupação menor.

Geralmente, os cômodos eram mal iluminados e úmidos, e as condições de higiene eram muito precárias.

A cozinha era afastada dos outros ambientes para evitar incêndios e, em alguns castelos, existia um andar reservado para o armazenamento dos alimentos.

Castelos Medievais Janelas pequenas traziam pouca iluminação natural para o ambiente

Castelos Medievais: Janelas pequenas traziam pouca iluminação natural para o ambiente

Mas os cômodos reservados à realeza eram mais confortáveis e luxuosos, já que os senhores feudais recebiam convidados e faziam negócios no castelo.

Também era comum a presença de uma capela perto do salão principal ou no subterrâneo das obras.

É difícil localizar imagens que retratam os cômodos originais daquela época, afinal, eles foram modificados ao longo do tempo. Mas vários castelos abertos para visitas trazem representações fieis de como era o interior dos cômodos.

castelos medievais interior de um castelo

Castelos medievais: cômodo com tapeçaria, móveis de madeira, lareira e armadura de soldados

Castelos Medievais: interior de um castelo

Castelos Medievais: quarto de castelo com decoração medieval

Castelos medievais: interior de um castelo

Castelos medievais: sala de jantar de castelo com decoração medieval

Castelos medievais: interior de um castelo

Castelos medievais: quarto de castelo com decoração medieval

Histórias de Castelos Medievais

 

Os castelos medievais despertam a imaginação das pessoas por conta das lendas e da literatura.

Como já vimos nesse texto, o luxo e a tranquilidade desses locais ficam por conta da ficção, mas alguns castelos realmente têm histórias curiosas. Confira:

Castelo de Bran – O Castelo do Drácula

 

Castelos medievais: Castelo de Bran

Castelos medievais: Castelo de Bran

Esse castelo fica localizado na cidade de Sighisoara, na região histórica da Transilvânia, Romênia. É lá que nasceu Vlad Tepes, um monarca sanguinário do século XV.

Ele teria inspirado o escritor Bram Stocker a criar um dos personagens mais famosos da literatura mundial: o Conde Drácula.

Apesar de sua fama, o castelo não tem nada de assustador. Assim como todos os outros construídos na Idade Média, ele servia como fortaleza. A obra tem mais de 600 anos e 57 cômodos distribuídos em quatro andares.

Trata-se de um dos pontos turísticos mais visitados da Romênia e um dos imóveis mais caros do mundo.

Castelo de Windsor – O castelo habitado mais antigo da Europa

 

Castelos Medievais: Castelo de Windsor

Castelos Medievais: Castelo de Windsor

O Castelo de Windsor fica localizado na cidade de mesmo nome, no condado de Berkshire, Inglaterra. Essa grandiosa obra tem 900 anos de história e é uma das residências oficiais da realeza britânica.

Quando ele foi construído, sua principal função era proteger o domínio normando no país.

Ao longo dos séculos, o Castelo de Windsor passou por várias mudanças. É por isso que ele tem diferentes estilos arquitetônicos, como o gótico, o barroco e o rococó.

A primeira dessas modificações aconteceu no século XIII, durante o reinado de Henry III. Ele mandou construir um palácio luxuoso dentro do castelo, e foi nesse momento que o local começou a ser utilizado como residência real.

Em 1848, no reinado da Rainha Vitória, o Castelo de Windsor foi aberto à visitação pública. O local foi escolhido para o casamento do príncipe Harry com a atriz norte-americana Meghan Markle.

Mont Saint-Michel – A obra medieval cercada pelas maiores marés da Europa

 

Castelos medievais: Mont Saint-Michel

Castelos medievais: Mont Saint-Michel

O Mont Saint-Michel é uma ilha localizada na Normandia, Paris. Apesar desse nome estar sempre presente nas listas de castelos medievais mais belos do mundo, o local abriga uma abadia (abadia do Monte Saint-Michel) e um santuário em homenagem ao arcanjo São Miguel.

Durante a Guerra dos Cem Anos, o Monte foi uma fortaleza e símbolo da resistência da França. Após o fim das ordens religiosas ditadas pela Revolução Francesa, o local foi utilizado como prisão.

Uma das curiosidade do Monte Saint-Michel é que ele é rodeado pelas maiores marés da Europa. Com a maré baixa, é possível chegar até ele andando, mas a subida da água é tão rápida que o local pode ficar alagado em um pouco mais de uma hora.

Esse fenômeno atrai turistas do mundo todo.

E aí, qual foi o Castelo Medieval que mais chamou sua atenção? Compartilhe com a gente nos comentários!