Descubra como conseguir conforto térmico em qualquer ambiente!

Uma pessoa entra num espaço residencial e logo pensa em como esse ambiente é mais confortável do que outros em que esteve. A impressão visual que tem é agradável.

Ela se sente mais à vontade, tranquila e com energia, mas não sabe o porquê. Bem, o motivo disso é o conforto térmico, algo muito importante e que os arquitetos e engenheiros civis devem levar em conta na hora de construir uma edificação.

Em países como o Brasil, que possui temperaturas altas durante a maior parte do ano, é difícil manter os ambientes sempre confortáveis. Será que há meios de garantir que uma casa fique nem tão fria e nem tão quente?

Neste artigo, você vai conferir o que é o conforto térmico e quais são os materiais mais indicados. Acompanhe!

Confira mais dicas para dar um up no seu projeto:

O que é conforto térmico?

Antes de ir em busca de informações sobre como deixar uma edificação termicamente mais confortável é preciso entender o que é conforto térmico.

O arquiteto Victor Olgyay definiu, em 1973, esta condição como “aquele ponto no qual a pessoa necessita consumir a menor quantidade de energia para se adaptar ao ambiente circunstante”. E ainda existe outra definição interessante da ASHRAE.

Um estado ou condição de sentir satisfação com relação ao ambiente térmico em que a pessoa se encontra

Se o resultado das trocas de calor a que o corpo da pessoa se encontra submetido for nulo, e a temperatura da pele e suor estiverem dentro alguns limites aceitáveis, é possível dizer que a pessoa sente Conforto Térmico

– Sociedade Americana dos Engenheiros de Aquecimento, Refrigeração e Ar-Condicionado.

Resumindo, conforto térmico significa que uma pessoa não sente nem muito frio e nem muito calor.

Tratando-se de construção civil, é quando um ambiente apresenta uma temperatura adequada – condição que vai depender de uma série de fatores, incluindo a umidade relativa do ar, a entrada de ventilação, o isolamento de calor e mais. Obviamente, isso interferirá nas estruturas, fechamentos e acabamentos.

De acordo com algumas normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), uma zona de conforto térmico aceitável seria por volta de 20 a 23 graus celsius no inverno.

Ou de 23 a 26 graus célsius durante o verão – pensando em como as pessoas poderiam se sentir mais bem dispostas, inclusive para o trabalho. Esse é um tipo de parâmetro que pode guiar os projetos de edificações.

Como criar conforto térmico nos projetos de edificações?

Existem várias formas de se obter mais conforto térmico em projetos de arquitetura e engenharia civil. A primeira delas é fazer, adequadamente, a implantação do edifício no terreno.

Por exemplo, no hemisfério sul todas as fachadas voltadas para o sul vão ser menos ensolaradas; e no inverno, todos os ambientes que estiverem na parte da frente do prédio serão mais úmidos e frios. Como resolver essa questão?

Durante a concepção da planta baixa, o projetista precisará refletir em como organizar os ambientes de modo a deixar aqueles que necessitam de mais luz para o norte.

E nos demais, fazer aberturas que permitam a melhor incidência direta do sol. Outro fator importante é como se comportam os ventos. Tudo isso guiará a disposição dos espaços assim como a inserção de elementos arquitetônicos, como brises e beirais.

Veja também: Gosta de luz natural? Saiba como a iluminação zenital pode transformar um ambiente

Conforto térmico: casa com beiral

Conforto térmico: casa com beiral

É importante orientar as aberturas dos ambientes (portas e janelas) na direção dos ventos predominantes, que são diferentes no inverno e no verão.

– arquiteta Érika Figueiredo, em reportagem de Mapa da Obra.

Os projetistas também sabem que o ar quente tende a subir. Por isso, muitos propõem fazer entradas de ar nas partes inferiores das edificações, para captar o frio.

Outra alternativa é fazer aberturas nas coberturas, para ajudar a dissipar o calor. Já os isolantes térmicos no telhado barram o calor da luz solar. E as plantas e fontes dos jardins ajudam a umidificar e resfriar a temperatura ao redor da construção.

Conforto térmico: jardim vertical ajuda a umidificar o ambiente

Conforto térmico: jardim vertical ajuda a umidificar o ambiente

Conforto térmico: varanda com árvores é ótima opção

Conforto térmico: varanda com árvores é ótima opção

Quer aprender mais sobre conforto térmico? Veja como a orientação solar pode transformar o seu projeto

Conforto térmico: como escolher os materiais certos?

O conforto térmico das edificações também pode ser obtido com a escolha correta de materiais na hora de construir ou reformar.

Essa é uma exigência que parte não só dos arquitetos e engenheiros civis como também de seus clientes, que estão mais informados, conscientes e exigentes em termos de consumo de energia.

Ser sustentável não é mais uma moda, mas uma necessidade da era contemporânea. Por isso, é fundamental ter consciência do que é conforto térmico.

Veja, pelos exemplos a seguir, como os materiais podem contribuir nessa questão!

Confira também: Veja 7 dicas incríveis para promover a arquitetura sustentável e decolar nesse novo nicho de mercado

Telhas cerâmicas e metálicas

Quando falamos de materiais que ajudam no conforto térmico, as telhas cerâmicas são um dos mais indicados.

Porém, telhados construídos com esse material vão necessitar de maior inclinação e também instalação de um forro com isolamento, de lã de vidro ou rocha.

Quanto às telhas metálicas, as melhores são aquelas que possuem isolante térmico em suas camadas inferiores, como um sanduíche.

Há também as que possuem faces aluminizadas – chamadas de subcoberturas – que exercem o papel de barreira radiante. Elas emitem menos radiação para baixo e refletem a radiação térmica para cima, gerando um conforto térmico perfeito nos interiores da edificação.

Conforto térmico: telhas cerâmicas

Conforto térmico: telhas cerâmicas

Veja também: Confira 26 inspirações com estrutura metálica e surpreenda o cliente

Drywall

Em termos de conforto térmico, o Drywall oferece bem mais vantagens se comparado à alvenaria tradicional. O material tem ótimo desempenho, não absorvendo a temperatura externa do ambiente.

O segredo disso está em sua camada de isolamento interno – também em lã de vidro ou rocha -, que ainda aumenta o conforto acústico do ambiente.

Conforto térmico: forro de drywall

Conforto térmico: forro de drywall

Madeira

A madeira possui uma característica que poucos materiais têm, nem mesmo o cimento ou a cerâmica. Trata-se da baixa condutividade térmica. Ou seja, é um dos melhores isolantes naturais que existe.

Por isso é tão utilizada como matéria-prima para a construção civil e a decoração de interiores – estando presente desde em caixas de distribuição elétrica às coberturas de pisos.

Conforto térmico: sala de jantar com revestimento de madeira

Conforto térmico: sala de jantar com revestimento de madeira

Casas construídas ou revestidas de madeira costumam ter uma temperatura interna muito agradável. Em dias de clima quente, as paredes absorvem pouco o calor.

Já em dias de clima frio, as paredes esfriam bem menos do que se fossem construídas em alvenaria tradicional. O mesmo bom desempenho vale para as portas e janelas feitas nesse mesmo material.

Conforto térmico: estrutura rústica de madeira

Conforto térmico: estrutura rústica de madeira

Só um lembrete: apesar de a madeira ser um isolante térmico de alta qualidade, todos os demais cuidados citados anteriormente devem ser tomados.

Você deve ficar atento quanto à orientação da construção, as aberturas para ventilação, o uso de um bom sistema de fechamento de cobertura e mais.

Se todas essas medidas forem tomadas não tem como a edificação não ficar confortável!

Quer incluir madeira em seus projetos? Confira mais dicas:

Conhecer detalhes sobre materiais é importante para criar um bom projeto, mas esse não é o único cuidado na hora de se relacionar com o cliente.

Este post foi escrito pela Duratex, a maior produtora de painéis de madeira industrializada do Hemisfério Sul

Para saber mais sobre conforto térmico, veja nosso infográfico:

Infográfico - Conforto Térmico

Infográfico – Conforto Térmico

Copie o código abaixo e compartilhe este infográfico no seu site