Conjunto Habitacional: Entenda Sua Origem e Por Que Influenciou a Arquitetura Moderna

Conjunto habitacional é um tipo de moradia destinado à população de baixa renda que não tem acesso aos mecanismos normais do mercado imobiliário. Os imóveis podem ser alugados ou comprados com financiamentos subsidiados pelo governo.

Quando falamos sobre o que é conjunto habitacional, é essencial voltar na história para mostrar sobre qual contexto social e político esse conceito surgiu.

Após a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, os países começaram a investir na reconstrução das cidades e em moradias para os ex-combatente de guerra e sua famílias. Diante desse cenário, também começou a nascer o movimento arquitetônico mais importante do século XX. Quer descobrir qual foi?

No post de hoje, vamos explicar com mais detalhes o que significa conjunto habitacional e mostrar a obra mais famosa do Brasil. Acompanhe!

O que é um conjunto habitacional?

Conjunto habitacional é um tipo de moradia destinado à população de baixa renda que não tem acesso aos mecanismos normais do mercado imobiliário. Os imóveis podem ser alugados ou comprados com financiamentos subsidiados pelo governo.

O conceito de conjunto habitacional existe em vários países, em nações desenvolvidas ou não.

O que significa conjunto habitacional: Redondinhos, projeto de Ruy Othake

O que significa conjunto habitacional: Redondinhos, projeto de Ruy Othake

Veja também: Gentrificação – Entenda o Que é e Porque Está Longe de Ser Resolvido

Conjunto habitacional: história

Problemas habitacionais sempre estiveram presentes na história da humanidade, mas essa questão ganhou força a partir da Revolução Industrial (1760 – 1840).

Com o crescimento do processo de urbanização das cidades, houve a necessidade de começar a abrigar os trabalhadores em zonas urbanas. Como os salários eram baixos e a condição de vida, precária, os governos precisaram começar a intervir para fornecer condições básicas de moradia.

Mas essa intervenção governamental, desde o início dos conjuntos habitacionais, não foi o suficiente para suprir as necessidades da população.

O que é Conjunto habitacional: Revolução Industrial estimulou a criação de Vilas Operárias para os trabalhadores (foto: InfoEscola)

O que é conjunto habitacional: revolução industrial estimulou a criação de vilas operárias para os trabalhadores (foto: InfoEscola)

Em vários casos, os próprios trabalhadores ou grupos não-governamentais uniam-se para criar as vilas operárias, que eram os primórdios do que conhecemos hoje como conjunto habitacional.

Em 1825, por exemplo, um grupo de industriais ingleses criou um conjunto de vilas operárias na região das cidades de Bradford, Halifax e Leeds.

Mas o primeiro conjunto habitacional do mundo foi criado em Helsinki, na Finlândia, em 1909. Nos anos seguintes, iniciativas semelhantes foram colocadas em prática nos EUA e na Europa Ocidental.

A Primeira e a Segunda Guerra Mundial fizeram os países pensar sobre o conceito de conjunto habitacional com intensidade e colocar algumas ações em prática.

Principalmente na Europa, houve a preocupação de reconstruir as cidades e oferecer moradia aos ex-combatentes de Guerra e suas famílias.

É diante desse contexto econômico, social e político que a arquitetura moderna surge.

A habitação social esteve em discussão nas primeiras edições dos Congressos Internacionais de Arquitetura Moderna (CIAM).

Os arquitetos discutiam questões como a padronização das obras, a altura ideal para as moradias, organização interna dos ambientes, o desenho do mobiliário, entre outras soluções para conjunto habitacional.

Entre esses arquitetos estava Le Corbusier. Uma de suas obras mais famosas é o Unite d’habitation de Marselha, conjunto habitacional construído em 1952, na França.

O que significa Conjunto Habitacional: Unité d’Habitation Marselha, de Le Corbusier

O que significa conjunto habitacional: Unité d’Habitation Marselha, de Le Corbusier

Com 100 metros de comprimento, 15 andares e 337 apartamentos, esse conjunto habitacional traduz os 5 pontos da arquitetura moderna.

Agora que você aprendeu mais sobre o surgimento do conceito de conjunto habitacional no mundo, veja como ele nasceu no Brasil.

Conjunto habitacional no Brasil: quando começou?

Entre o fim do século XIX até aproximadamente a década de 1930, a industrialização no Brasil passou por um período de grande expansão. Consequentemente, houve um crescimento populacional das zonas urbanas.

Diante dessa realidade, a iniciativa privada começou a facilitar os valores de aluguel para os trabalhadores urbanos com a ajuda de incentivos legais e fiscais do Estado.

Em 1917, foi concluída a primeira vila operária da cidade de São Paulo, chamada Vila Maria Zélia. A curiosidade é que até hoje algumas casas estão de pé naquela região.

Conjunto Habitacional: antiga escola da Vila Maria Zélia (foto: Wikimédia)

Conjunto habitacional: antiga escola da Vila Maria Zélia (foto: Wikimédia)

Entre a década de 1930 e 1964, o Estado brasileiro entrou de fato na produção de conjunto habitacional.

Na Era Vargas, em meio ao desenvolvimentismo e à criação das leis trabalhistas, o poder público passou a investir diretamente na habitação social, como uma das frentes da promoção de um Estado de bem-estar.

As ideias de Le Corbusier e outros arquitetos modernistas já ecoavam pelo mundo nesse período, influenciando o trabalho de arquitetos brasileiros.

Um dos nomes mais importantes desse período foi Affonso Eduardo Reidy, que projetou o icônico Conjunto Residencial Prefeito Mendes de Moraes – conhecido como Pedregulho.

Vamos conhecer mais sobre esse conjunto habitacional que marcou a história da arquitetura brasileira?

Conjunto Habitacional Pedregulho: O mais famoso do Brasil!

O Conjunto Residencial Prefeito Mendes de Moraes, conhecido como Pedregulho, fica localizado em São Cristovão (RJ).

O conjunto habitacional, projetado em 1946, teve como objetivo abrigar funcionários públicos do estado.

O prédio tem 260 metros de comprimento e 328 apartamentos divididos em 3 blocos.

Conjunto Habitacional Pedregulho, de Affonso Eduardo Reidy

Conjunto habitacional Pedregulho, de Affonso Eduardo Reidy

O que chama a atenção logo de cara nesse conjunto habitacional icônico é o seu formato serpenteante, que trouxe movimento para um tipo de moradia que, geralmente, apresentava apenas linhas retas.

Na fachada, os brises e cores contrastantes (azul nos peitoris, vermelha nas paredes de fundo dos terraços e amarela nas persianas) também tornaram-se marca registrada do conjunto habitacional.

Conjunto Habitacional Pedregulho: detalhe da fachada do Pedregulho

Conjunto habitacional Pedregulho: detalhe da fachada do Pedregulho

É possível notar no conjunto habitacional conceitos abordados por Le Corbusier como o controle da luz e da ventilação e a facilidade de circulação.

O conjunto habitacional Pedregulho também inovou ao trazer áreas de serviço em comum como lavanderia, quadras, piscina e até mesmo ambiente escolar para os filhos dos funcionários públicos.

A inclinação do terreno do conjunto habitacional – o alto de uma encosta – foi driblado com o uso de pilotis, um dos 5 elementos da arquitetura moderna definidos por Le Corbusier.

Como é criado um projeto de conjunto habitacional?

Você tem um escritório de arquitetura e se interessa em projetos de conjunto habitacional? Ainda não trabalha na área mas quer saber mais sobre o assunto? Vamos te explicar como criar esse tipo de projeto.

A Caixa Econômica Federal tem um documento que determina todas as regras para a construção de obras do programa Minha Casa, Minha Vida. Trata-se do Caderno de Orientações Técnicas da Caixa

De modo geral, o projeto arquitetônico de conjunto habitacional precisa seguir as principais normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Veja alguns exemplos:

  • NBR 6122 Projeto e execução de fundações
  • NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão
  • NBR 5626 Instalação predial de água fria
  • NBR 10844 Instalações prediais de águas pluviais
  • NBR 8160 Sistemas prediais de esgoto sanitário

E você, tem vontade de criar um projeto arquitetônico para conjunto habitacional? Compartilhe com a gente nos comentários!