Neoplasticismo: Descubra o Movimento Artístico que Inspirou a Arquitetura Moderna

O Neoplasticismo é um movimento de arte abstrata que surgiu em 1917 e teve como principais representantes os pintores Piet Mondrian e The Van Doesburg.

Inspirado no simbolismo, esse movimento busca alcançar a harmonia universal por meio da arte.

O conceito inovador de representar tudo que existe através de linhas retas e cores primárias influenciou artistas gráficos, designers, estilistas e arquitetos.

Curioso para descobrir a influência do Neoplasticismo na arquitetura? No post de hoje, vamos mostrar a história do movimento e exemplos de obras inovadoras. Acompanhe!

O que é Neoplasticismo?

Neoplasticismo é um movimento de arte abstrata que surgiu em 1917 e teve como principais representantes os pintores Piet Mondrian e The Van Doesburg.

Mondrian foi influenciado pela teosofia e pelo simbolismo para dar início a esse movimento que, junto com Suprematismo, deu origem ao abstracionismo geométrico.

Neoplasticismo: Piet Mondrian

Neoplasticismo: Piet Mondrian

O pintor começou sua carreira praticando a arte figurativa, pintando rostos e outros temas comuns na época.

Foi durante uma temporada em Paris, em 1912, que o artista teve intenso contato com o cubismo de Pablo Picasso e Georges Braque.

Essa experiência foi o ponta pé para mudanças no seu estilo de pintura, que mais tarde daria origem ao Neoplasticismo.

O artista Theo Van Doesburg aparece ao lado de Mondrian como precursor do Neoplasticismo. Além de pintor, ele também artista plástico, designer gráfico, poeta e arquiteto.

Neoplasticismo: Theo Van Doesburg

Neoplasticismo: Theo Van Doesburg

O Neoplasticismo foi intensamente divulgado pelo De Stijl (do holândes, o estilo), um grupo de pintores, arquitetos e designers holandeses criado por Piet Mondriam e The Van Doesburg.

A associação de artistas fundou um jornal de mesmo nome na cidade de Leida, em 1917. Foi nele que os conceitos do Neoplasticismo foram divulgados ao grande público, e é por isso que o movimento também é chamado de De Stijl.

As últimas publicações do De Stilj foram realizadas em 1928, quando o Neoplasticismo começou a entrar em declínio.

Veja também: Quem foi Ernst Neufert? Conheça o autor da “Bíblia da Arquitetura”

Quais são as características do Neoplasticismo de Stijl?

Despimos a natureza de todas as suas formas e só ficará o estilo

– Theo Van Doesburg

Podemos afirmar que o Neoplasticismo é um movimento de contraponto às artes figurativas, um estilo artístico que se baseia na representação das formas, seja de seres humanos, objetos, animais, paisagens, entre outros.

O propósito dos criadores do Neoplasticismo é encontrar uma nova forma de expressão artística, compostas de elementos mínimos que formam figuras assimétricas de perfeito equilíbrio.

Para Mondriam, tudo o que existe tem uma essência por trás da aparência, e essa essência está em harmonia com o universo.

Diante desse contexto, o Neoplasticismo busca revelar essa “alma” oculta e harmonia universal criando um equilíbrio perfeito da composição sem os excessos de cor, linhas ou formas.

Neoplasticismo: obra artística criada por Mondrian no início do século XX. (imagem extraída de Atelier)

Neoplasticismo: obra artística criada por Mondrian no início do século XX. (imagem extraída de Atelier)

Esse equilíbrio perfeito, segundo o movimento, pode ser alcançado por meio de linhas, ângulos retos e cores puras.

Diante desse contexto, o Neoplasticismo busca a limpeza das formas e a redução de detalhes ao essencial.

Por esse motivo, as figuras geométricas, cores primárias – azul, vermelho e amarelo, além do preto, branco e cinza são as principais características das obras de Neoplasticismo.

Veja um resumo das características do Neoplasticismo:

  • Depuração das formas até chegar nos componentes fundamentais: linhas, planos e cubos
  • Formas assimétricas com grande sentido de equilíbrio
  • Cores primárias saturadas ou tons neutros (branco, preto e cinza)
  • Ângulos retos

Veja também: 6 curiosidades sobre o Guggenheim Bilbao – um ícone da arquitetura desconstrutivista

Quais foram os principais artistas do Neoplasticismo?

Piet Mondrian e The Van Doesburg são os principais artistas do Neoplasticismo.

A principal diferença entre a obra dos dois é que Doesburg também aplicava linhas diagonais em seus trabalhos, característica que incomodava Piet Mondrian.

Outro diferencial de The Van Doesburg é que ele se aventurou no projeto de casas seguindo o Neoplasticismo, mas elas não saíram do papel.

Veja alguns exemplos de obras de Piet Mondriam e The Van Doesburg:

Obras de Piet Mondriam

Neoplasticismo: composição com vermelho, amarelo, azul e preto. Quadro de Piet Mondrian - 1921

Neoplasticismo: composição com vermelho, amarelo, azul e preto. Quadro de Piet Mondrian – 1921

Neoplasticismo: obra Broadway Boogie Woogie, Piet Mondrian, 1943

Neoplasticismo: obra Broadway Boogie Woogie, Piet Mondrian, 1943

Neoplasticismo: quadro New York City I, Piet Mondrian - 1942

Neoplasticismo: Quadro New York City I, Piet Mondrian – 1942

The Van Doesburg

Neoplasticismo: Simultaneous Counter Composition The Van Doesburg - 1929

Neoplasticismo: Simultaneous Counter Composition The Van Doesburg – 1929

Neoplasticismo: Counter-Composition V - The Van Doesburg - 1924

Neoplasticismo: Counter-Composition V – The Van Doesburg – 1924

Neoplasticismo: contra composition of dissonances The Van Doesburg - 1925

Neoplasticismo: Contra Composition Of Dissonances The Van Doesburg – 1925

Outros artistas do Neoplasticismo:

  • Gerrit Rietveld
  • Ilya Bolotowsky
  • Marlow Moss
  • Jan Wils

Qual foi a influência do neoplasticismo na arquitetura?

Além da pintura, o Neoplasticismo influenciou também a arquitetura. O uso de linhas e ângulos retos exaltados no movimento influenciou consideravelmente a arquitetura moderna.

The Van Doesburg, um dos criadores do Neoplasticismo, chegou a criar projetos arquitetônicos aplicando as caraterísticas do movimento. O Café L’Aubette, construído na França em 1926, é um de seus projetos conhecidos.

Neoplasticismo: mesas, cadeiras e luminárias do Café L’Aubette

Neoplasticismo: mesas, cadeiras e luminárias do Café L’Aubette

Mas vale destacar que a primeira vez que as ideias do Neoplasticismo passaram para um objeto tridimensional foi em 1917, por meio do arquiteto e designer de produto Gerrit Rietveld.

Ele é o criador da famosa cadeira Red and Blue. De forma puras e primárias, ela é uma mistura de mobiliário e obra de arte.

Neoplasticismo: cadeira Red and Blue, de Gerrit Rietveld

Neoplasticismo: cadeira Red and Blue, de Gerrit Rietveld

Gerrit Rietveld também é o responsável pela primeira obra arquitetônica influenciada pelo Neoplasticismo, a Casa Schröder.

Construída na cidade holandesa de Utrecht em 1924, a residência foi solicitada pela designer de interiores Truus Schröder-Schräder.

É comum que as pessoas que conhecem a casa se surpreendam com a data de sua construção, afinal ela traz características inéditas e ousadas para a época.

A casa é feita a partir de um volume simples cúbico com diversos planos de ângulos retos.

Os planos quadrados e retangulares, pintados com tons neutros contrastam com as cores primárias dos elementos lineares de ligação.

Neoplasticismo: detalhes externos da Casa Schröder, de Gerrit Rietveld

Neoplasticismo: detalhes externos da Casa Schröder, de Gerrit Rietveld

Neoplasticismo: Casa Schröder por dentro

Neoplasticismo: Casa Schröder por dentro

Outro nome importante do Neoplasticismo na arquitetura foi J.J.P. Oud.

Em 1917, ele criou o projeto para casa de praia em Scheveningen e o descreveu como um conjunto de caixas regulares empilhadas umas sobre as outras.

Na obra do café Unie, criada também por J.J.P. Oud, é possível notar a combinação e a ordem linear e retangular das formas.

Neoplasticismo: café Unie, obra de J.J.P. Oud (foto: wikipédia)

Neoplasticismo: café Unie, obra de J.J.P. Oud (foto: wikipédia)

De modo geral, os princípios do neoplasticismo na arquitetura são:

  • a arquitetura neoplástica deve ser antimonumental, antidecorativa e não-tipológica
  • as superfícies são planas e não admitem dramaticidade decorativa
  • rejeita os conceitos clássicos de simetria
  • propõe o equilíbrio de massas e figuras

Veja também: Bauhaus – a escola que revolucionou a arquitetura moderna

Confira 5 obras inspiradas no Neoplasticismo

O Neoplasticismo é um estilo que influencia a artes e a arquitetura até hoje. Veja exemplos de obras modernas que usaram os traços de Mondrian:

Neoplasticismo: Vila gastronômica em Curitiba (foto: Gazeta do Povo)

Neoplasticismo: Vila gastronômica em Curitiba (foto: Gazeta do Povo)

Neoplasticismo: Intervenção na Prefeitura de Haia, na Holanda, celebrou o centenário do movimento

Neoplasticismo: Intervenção na Prefeitura de Haia, na Holanda, celebrou o centenário do movimento

Neoplasticismo: fachada inspirada nas obras de Mondriam

Neoplasticismo: fachada com sacadas inspirada nas obras de Mondriam

Neoplasticismo: fachada inspirada nas obras de Mondriam 2

Neoplasticismo: fachada inspirada nas obras de Mondriam

Neoplasticismo: edifício residencial em Santa Catarina

Neoplasticismo: edifício residencial em Santa Catarina

E aí, qual a sua opinião sobre o Neoplasticismo na arquitetura? Compartilhe com a gente nos comentários!