O que é brise: tipos, materiais, vantagens e mais!

Todo projeto de arquitetura deve ser pensado para oferecer conforto, funcionalidade e beleza, não é mesmo?

Diante desse contexto, um dos principais pontos de atenção de um arquiteto na hora de projetar deve ser a inclusão de um brise.

Esse elemento, usado em projetos residenciais e comerciais, pode ser a solução perfeita para manter uma temperatura agradável e dar um toque especial a fachadas e janelas.

Ainda tem dúvidas sobre como usá-lo? Não se preocupe, neste artigo, vamos explicar o que é brise, quais são os tipos e materiais usados no mercado e como fazer a melhor escolha. Acompanhe!

Que tal conhecer mais soluções para os seus projetos? Confira nossas dicas:

O que é brise?

 

Brise é um elemento que protege o interior de um ambiente da incidência da luz solar.

Usamos esse termo no Brasil como forma de abreviação do termo original, brise-soleil, que vem do francês e significa “quebra-sol”.

Seu formato mais conhecido é em lâminas, chamadas aletas, que são colocadas no lado de fora de janelas ou em fachadas.

Apesar dessa definição, também podemos classificar outros tipos de proteções como brises, por exemplo, persianas, cobogós e muxarabis.

A invenção desse famoso elemento arquitetônico usado na construção civil é creditada ao arquiteto Le Corbusier. Uma de suas obras mais famosas, a Unité d’Habitation de Marseille, faz o uso extensivo dos brises.

O que é brise: Unité d'Habitation de Marseille

O que é brise: Unité d’Habitation de Marseille

Além de proteger um ambiente de fortes raios solares, o brise também garante que quem está do lado de dentro de uma edificação consiga ter uma boa visão do lado de fora. Outro papel importante desse elemento é ajudar no conforto térmico.

Também não podemos esquecer que ele pode ter um papel importante na estética do projeto. Basta lembrarmos quantas fachadas com brise aparecem em destaque quando falamos de obras de arquitetura famosas.

O Edifício Copan, de Oscar Niemeyer, e o Centro de Reabilitação Sarah Kubitschek, de Lelé, são alguns exemplos.

O que é brise: Copan

O que é brise: Copan

O que é brise: Centro de reabilitação Sarah Kubitschek

O que é brise: Centro de reabilitação Sarah Kubitschek

Vantagens e desvantagens do brise

 

Vantagens

  • Redução da temperatura em locais quentes
  • Aquecimento da temperatura em locais frios
  • Diminuição de gastos com climatização e iluminação
  • Mais beleza para a fachada e ambientes

Desvantagens

  • Necessidade de manutenção e limpeza constante

Tipos de brise

 

Quando falamos de fachada com brise, existem basicamente dois tipos: verticais e horizontais.

Os brises verticais são indicados para as fachadas leste e oeste que recebem, respectivamente, o sol da manhã e o da tarde. Já os brises horizontais são utilizados em fachadas norte, que recebem sol durante todo o dia.

E as fachadas sul? Elas, geralmente, não precisam de brises, já que a incidência de sol é bem menor.

Ainda tem dúvidas sobre como projetar de acordo com a direção do sol? Veja como a orientação solar pode transformar o seu projeto.

  • Brise vertical
O que é brise: brise vertical

O que é brise: brise vertical

O que e brise: brise vertical

O que e brise: brise vertical

O que é brise: brise vertical

O que é brise: brise vertical

  • Brise horizontal
O que é brise: brise horizontal

O que é brise: brise horizontal

O que é brise: brise horizontal

O que é brise: brise horizontal

O que é brise: brise horizontal

O que é brise: brise horizontal

Os tipos de brise também são divididos entre fixos e móveis. Os primeiros, como o próprio nome diz, ficam fixados na fachada.

O brise fixo é indicado em projetos comerciais, para evitar a movimentação constante das lâminas por várias pessoas.

Já o segundo tipo é flexível, permitindo que o usuário mude a sua posição de acordo com a incidência da luz solar e a necessidade de privacidade.

  • Brise fixo
O que é brise: brise fixo

O que é brise: brise fixo

  • Brise móvel
O que é brise: brise móvel

O que é brise: brise móvel

Como citamos no começo do texto, há outros elementos que também podem ser considerados brises, como cobogós e muxarabis.

O que é brise: cobogó

O que é brise: cobogó

O que é brise: muxarabi

O que é brise: muxarabi

Outro tipo de brise que vem sendo usado com frequência em projetos comerciais são as chapas perfuradas de aço ou alumínio.

O que é brise: chapas perfuradas

O que é brise: chapas perfuradas

Quais são os materiais para brises?

 

  • Metálicos (aço ou alumínio)
O que é brise: brise metálico

O que é brise: brise metálico

  • Concreto
O que é brise: brise de concreto

O que é brise: brise de concreto

  • Madeira
O que é brise: brise de madeira

O que é brise: brise de madeira

  • PVC
O que é brise: brise de PVC

O que é brise: brise de PVC

Brise de madeira ou brise metálico: afinal, qual o melhor?

 

Os brises de madeira e metálico são os mais utilizados do mercado, mas, afinal, qual é o melhor?

Na verdade, não existe uma resposta certa, tudo vai depender do programa de necessidades do projeto. Mas para acertar na escolha é necessário conhecer as principais características de cada brise. Veja quais são:

Brises metálicos

  • São leves
  • Têm produção industrial (controle de qualidade e garantia)
  • Oferecem maior precisão na construção
  • São mais fáceis de limpar e instalar

Brises de madeira

  • Oferecem maior conforto térmico e visual
  • Se destacam na questão estética
  • São sustentáveis com o uso da madeira de demolição

Para escolher qual é o melhor tipo de brise, você também deve levar em conta outros fatores além do material.

Um dos principais, claro, é a disponibilidade financeira do cliente. Sabemos que o brise é um elemento caro e que exige manutenção constante, por isso o arquiteto deve avaliar qual material se encaixa melhor no orçamento.

Outra dúvida comum referente a escolha do brise para construção civil é onde ele deve ser instalado.

O brise do lado de dentro da fachada tende a durar mais, além de ser limpo com mais facilidade. Outra vantagem é que ele permite que o arquiteto crie uma bela fachada de vidro sem prejudicar o conforto térmico.

Porém, a função desse elemento é proteger a edificação da forte incidência dos raios solares e garantir uma temperatura agradável. Portanto o ideal é que ele seja colocado na parte externa da fachada.

Sem dúvida, o brise é um elemento de destaque entre as diversas possibilidades da arquitetura. Agora que você conhece mais sobre ele, não deixe de incluí-lo em seus projetos sempre que houver a necessidade.

E falando em projetos, como anda sua prospecção de clientes? Se você precisa dar um UP na sua estratégia, receba nosso material e aprenda, com dicas práticas, a se destacar da concorrência: