130 termos da arquitetura que você precisa saber!

Fale a verdade: você conhece mesmo todos os termos da arquitetura?

O fato é que, por mais que se estude e tenha experiência de trabalho, sempre vai haver alguns termos técnicos de arquitetura que escapam da nossa memória.

Afinal, a arquitetura trata, simultaneamente, de muitos assuntos relacionados à construção e à estética de edifícios. Esses, por sua vez, são relacionados pelas condições sociais, políticas, econômicas, religiosas e psicológicas de um povo.

Por consequência, surgem muitas definições e termos da arquitetura que podem ser bastante complexos, principalmente se não são usados no seu dia a dia.

Aliás, alguns termos técnicos de arquitetura são usados em inglês. Outros em português, com traduções equivalentes em diversas línguas.

Outros termos da arquitetura, ainda, podem variar de acordo com a região em que são falados, mesmo dentro do território nacional.

Mas, estudando um pouco, logo a pessoa já começa a se acostumar com todas essas palavras e a compreender os seus significados. Não é difícil!

Pensando nisso, criamos uma lista especial com muitos termos técnicos de arquitetura quase como um pequeno dicionário da arquitetura. Isso vai auxiliar, principalmente, os estudantes e autodidatas nesse segmento.

A regra foi separar aqueles termos mais diferentes, mas que são bastante familiares para os profissionais mais experientes.

Quer conhecer ainda mais termos de arquitetura? Alguns bons livros podem ajudar:

130 termos da arquitetura

 

Confira nosso dicionário de arquitetura, com diversos termos técnicos e seus significados.

A

 

Termos da arquitetura: Abadia

Termos da arquitetura: Abadia

  • Abóbada: é uma construção, em forma de arco, que cobre um determinado espaço compreendido entre muros, pilares ou colunas.
  • Adobe: uma espécie de tijolo, feito da mistura de barro cru, areia, estrume e fibra vegetal. Uma parede feita com esse material deve ser revestida de massa de cal e areia.
  • Aglomerado: placa composta de serragem compacta com cola e prensada entre duas placas de madeira.
  • Água de telhado: como é chamado o plano inclinado do telhado.
  • Água-furtada: como é chamado o vão entre as tesouras do telhado, como um sótão, com janelas que se abram num volume para fora do telhado.
  • Alicerce: a fundação, a base, da edificação.
  • Alinhamento: linha de borda de um terreno ou a margem frente de uma construção.
  • Almofada: peça saliente em uma porta.
  • Alpendre: geralmente, a extensão de um telhado sobre uma porta de entrada.
  • Aprumar: acertar a verticalidade de uma parede ou coluna por meio do prumo.
Termos da arquitetura: arcada

Termos da arquitetura: arcada

  • Arcada: sucessão de arcos.
  • Arco: elemento construtivo em traçado curvilíneo destinado a reunir dois pontos de apoio.
  • Aresta: linha de intersecção entre duas superfícies que cortam em ângulo vivo.
  • Arquitrave: viga horizontal de sustentação que une duas colunas ou dois pilares.
  • Átrio: pátio de entrada de uma casa.

B

  • Balanço: situação em que um elemento de uma edificação possui um apoio numa extremidade, mas encontra-se sem apoio na outra, isso significa que ela está apoiada e tem contrapeso em somente um dos lados.
  • Balaústre: pequena coluna ou pilar que sustenta um corrimão.
  • Balcão: pequena laje, frente a portas e janelas de pisos elevados, protegida por uma grade ou peitoril.
  • Baldrame: designação genérica para alicerces de alvenaria.
  • Bandeira: caixilho ou quadro situado na parte superior de portas e janelas, muitas vezes fechado com vidro transparente ou mosaico colorido, podendo ser aberto para ventilação de ambientes.
  • Barrado: revestimento colocado na metade inferior das paredes.
  • Barrote: pequena peça de madeira fixada na laje e que permite a fixação do piso de tábua.
  • Basculante: um sistema de abertura de janela, onde a folha gira em torno de um eixo até atingir posição perpendicular ao batente ou esquadria.
  • Beiral: parte do telhado que vai além da parede externa do edifício, ficando em balanço ou suportado por mãos francesas.
  • Berço: uma abóbada gerada por um arco.
Termos de arquitetura: brise

Termos de arquitetura: brise

  • Betão: nome dado também ao concreto, uma massa compacta feita de cimento, areia, brita e água.
  • Bisotado: peça plana, como um espelho, cujas bordas são chanfradas.
  • Boneca: saliência de alvenaria onde é fixado o marco da porta ou da janela.
  • Brise: também chamado de brise-soleil ou quebra-sol, é uma peça disposta na vertical ou horizontal diante de fachadas para proteger janelas dos ventos ou luz solar excessiva.

C

  • Caiar: pintar uma parede ou muro usando cal diluído em água.
  • Caibro: peça que sustenta as ripas do telhado, onde são assentadas as cumeeiras; ou soalho, onde apoia-se os barrotes.
  • Capitel: parte superior e mais larga de um pilar ou coluna.
  • Caixilho: parte da esquadria de uma porta ou janela que sustenta a chapa interna da peça, que é de vidro.
  • Calafetar: vedar pequenos buracos surgidos durante uma obra.
Termos da arquitetura: cerca viva

Termos da arquitetura: cerca viva

  • Cerca viva: cerca ladeada de vegetação ou construída por arbustos.
  • Cisterna: reservatório de água inferior de um edifício, ligada na rede de abastecimento e que serviria como reserva, inclusive guardando água das chuvas.
  • Cobogó: elemento vazado utilizado para construção de paredes com função decorativa, não estrutural.
  • Contraforte: corpo maciço de alvenaria aplicado à extremidade de uma parede como reforço estrutural.
  • Cornija: ornamento saliente que fica na parte de cima de uma porta.
  • Corte: representação gráfica da “fatia” vertical de uma edificação.
  • Cortina: uma fortificação ou um pano de muralha.
  • Chapiscar: lançar argamassa de cimento contra uma parede crua, para facilitar a aderência das camadas seguintes de revestimento.
  • Chumbar: fixar com cimento.
Termos da arquitetura: claraboia

Termos da arquitetura: claraboia

  • Claraboia: abertura feita no alto das edificações e que serve para levar luz para dentro de interiores, geralmente, sem janelas.
  • Croqui: esboço que os arquitetos usam para representar suas primeiras ideias de projeto.
  • Cumeeira: também chamada de linha de cume ou espigão, é parte mais alta de um telhado com águas.
  • Cúpula: abóbada em forma de “taça posta às avessas”.
  • Cura: processo de secagem pelo qual passa a massa de concreto.
  • Curva de nível: linha vista em plantas baixas e que indica as altitudes de um terreno, o seu relevo.

D

  • Dilatação: aumento do volume dos corpos a partir, principalmente, da ação do calor.
  • Duto: tudo que conduz líquidos, fios ou ar.

E

  • Edícula: casa pequena localizada no fundo de um terreno.
  • Elevação: representação gráfica da fachada de uma edificação.
  • Empena: parte superior – triangular – de uma parede externa, frontão.
  • Entablamento: conjunto de molduras usadas para ornamentar a parte superior das fachadas.
  • Espigão: aresta saliente formada pelo encontro de duas águas em um telhado.
  • Estaca: peça longa que é cravada na terra onde é transmitido o peso da construção até as partes subterrâneas do solo.
  • Estuque: um tipo de massa a base de cal, gesso, areia, cimento e água que serve para revestimento de paredes e forros.

F

  • Fiada: fileira horizontal de pedras ou de tijolos – de mesma altura – que fazem parte da formação de uma parede.
  • Fibrocimento: material que resulta da união do cimento comum com fibras de qualquer natureza.
  • Frechal: componente do telhado que se apoia sobre o topo da parede, servindo de apoio à tesoura.
  • Friso: parte do entabelamento compreendido entre a arquitrave e a cornija.
Termos da arquitetura: frontão

Termos da arquitetura: frontão

  • Frontão: coroamento em forma triangular sobre uma parede externa e que é uma característica arquitetônica de muitas ordens clássicas.

G

  • Galvanizado: peça recoberta com uma superfície metalizada, protegida da corrosão.
  • Geminada: unidades de habitação, coladas, lado a lado, parede com parede, que possuem alguma interligação ou estrutura em comum.
  • Guia: peça de pedra ou betão que delimita a calçada da rua.

L

  • Lambri: rodapé, faixa inferior das paredes.
  • Layout: distribuição de certos elementos, como móveis, dentro de um espaço construído.

M

  • Marquise: pequena cobertura ou laje fixada na parte externa de uma edificação, sobre uma porta de entrada, geralmente em balanço.
  • Mezanino: piso intermediário que interliga dois pavimentos, que se volta para um nível inferior com o pé-direito duplo.
  • Misula: elemento arquitetônico saliente e de apoio em forma de ‘S’.
  • Montante: peça vertical, de madeira ou metálica, que serve de sustentação a elementos da construção ou de divisão entre vãos.
  • Muro de contenção: muro que contém terras e pedras de uma encosta, impedido que deslizem além de uma margem.
  • Muxarabi: peça feita de tramas de ripas de madeira usada para fechar janelas e varandas, permitindo, ainda sim, aproveitar a ventilação natural.

N

  • Nivelar: regularizar um terreno por meio de aterro ou escavação.

O

  • Ogiva: arco que marca uma aresta de uma abóbada do tipo gótica.
  • Ombreira: peça vertical de uma porta ou janela responsável pela sustentação das vergas superiores.
  • Orientação: posição da casa em relação aos pontos cardeais.
  • Ornato: elemento com função decorativa.

P

  • Pano de Vidro: fachada envidraçada.
  • Palafita: estaca que sustenta uma habitação sobre a água.
  • Passadiço: corredor, galeria ou ponte que liga dois setores de uma construção.
  • Patamar: piso que separa dois lances de escada.
  • Pé-direito: distância vertical de um ambiente – do piso até o teto.
  • Peitoril: também chamado de parapeito, parede ou grade de proteção com medida até a altura do peito, à borda de janelas, varandas e terraços.
  • Pérgula: cobertura decorativa utilizada em jardins e formada por barrotes e pilares, às vezes rodeada por plantas.
  • Pilotis: conjunto de colunas de sustentação de uma construção que deixa livre e sem fechamento o pavimento térreo.
  • Pináculo: ponto mais alto de uma edificação, peça piramidal ou em cone que amortece o peso de um ponto de apoio vertical.
Termos da arquitetura: portal

Termos da arquitetura: portal

  • Portal: “porta monumental”.
  • Pórtico: local coberto na entrada de um edifício, de um templo, de um palácio; galeria cujo teto ou abóbada são sustentados por colunas ou por arcada.
  • Platibanda: faixa horizontal que emoldura a parte superior de uma edificação, com a função de esconder o telhado.
  • Prumada: direção vertical de uma parede determinada por um prumo.
  • Prumo: aparelho que verifica o paralelismo ou a verticalidade de uma parede, pilar ou coluna.

R

  • Rufo: chapa que é colocada na linha de encontro entre a água do telhado com a alvenaria, protegendo o interior da construção de possíveis infiltrações de água da chuva.

S

  • Saibro: areia grossa de cor avermelhada ou amarela-escura, usada na composição das argamassas.
  • Sapata: parte da fundação, como pilastra que fica enterrada no solo e ligada a outras sapatas pelo baldrame, distribuindo as cargas dos pilares de forma isolada; ou como uma pequena laje colocada ao longo da alvenaria, distribuindo a carga da estrutura por uma faixa maior de terreno.
  • Seixo rolado: pedra arredondada e lisa, retirada de rio ou obtida artificialmente – rolados em máquinas.
  • Sifão: peça localizada na saída da água nos vasos sanitários, ralos e caixas de inspeção de esgoto e que impede o retorno dos resíduos sólidos, líquidos sujos e maus cheiros.
  • Shaft: vão interno em uma construção que serve para passagem de tubulações e instalações verticais, comum em banheiros e cozinhas.

T

  • Talude: rampa ou inclinação de um terreno feito por meio de uma escavação.
  • Tapume: vedação provisória feita de tábuas que separa a obra da rua.
Termos da arquitetura: entablamento

Termos da arquitetura: entablamento

  • Terça: viga de madeira que sustenta os caibros do telhado.
  • Terraplanagem: preparação de um terreno para a construção.
  • Testada: lado do terreno voltado para o logradouro público.
  • Tirante: cabo de ferro tensionado, que absorve empuxos laterais de parede ou abóbadas, ajuda no sustento ou na composição de uma peça estrutural, como uma laje de concreto.
  • Treliça: cruzamento de ripas de madeira que ajuda na sustentação de um telhado.

V

  • Verga: peça de concreto ou madeira colocada sobre os vãos de portas e janelas que apoia a continuação da parede.
  • Vigota: pequena viga.
  • Vitrificado: material que assume aparência de vidro.
  • Voluta: ornato em forma de espiral.

Z

  • Zincado: material que foi revestido de zinco.
  • Zoneamento: divisão de uma cidade em zona diferenciadas, estabelecidas por um Plano Municipal.

Está gostando de aprender os termos de arquitetura? Aproveite para saber mais sobre a profissão:

Termos técnicos de arquitetura em inglês

 

A lista a seguir mostra como é a tradução de alguns termos da arquitetura que foram citados anteriormente.

  • Abóbada: Dome
  • Arco: Arch
  • Brita: Gravel
  • Caixa d’água: Water tank
  • Caixilho: Frame
  • Calha: Gutter
Termos da arquitetura: canteiro de obras

Termos da arquitetura: canteiro de obras

  • Canteiro de obra: Construction site
  • Cimento: Cement
  • Cobertura: Roof
  • Concreto armado: Reinforced concrete
  • Corte: Section
  • Croqui: Sketch
  • Cúpula: Dome
  • Dilatação: Dilation
  • Empena: Gable
  • Fundação: Foundation
  • Guarda-corpo: Rail / Railing
  • Janela: Window
  • Madeira: Wood
  • Marquise: Marquee
  • Nível: Level
  • Orientação: Orientation / Direction
  • Parede: Wall
  • Patamar: Level
  • Pavimento: Floor
  • Pérgola: Arbour
  • Pilar: Pillar
  • Plano diretor: Master plan
  • Porta: Door
  • Prumada: Plumb
  • Reboco: Plaster
  • Tábua: Board
  • Talude: Slope
  • Telhado: Roof
  • Terraplanagem: Earthwork
  • Terreno: Plot
  • Tijolo: Brick
  • Treliça: Lattice
  • Varanda: Balcony
  • Vidro: Glass
  • Viga: Beam

Nossa! Muitos termos da arquitetura para digerir de uma só vez, não foi?

Bem, dê um tempo e consulte a lista sempre que necessário. E se quiser aprender ainda mais sobre arquitetura, existem diversas alternativas, como podcasts e blogs:

Este post foi escrito pela Duratex, a maior produtora de painéis de madeira industrializada do Hemisfério Sul.