Tudo o que você precisa saber sobre a carreira de técnico de edificações

Escolher uma profissão não é uma tarefa fácil, afinal envolve uma série de decisões que demandam tempo e dinheiro.

Uma opção para quem quer fazer um curso profissionalizante de curta duração e entrar no mercado de trabalho mais rápido são os cursos técnicos.

Se você se interessa por arquitetura ou engenharia, com certeza já pensou em ser um arquiteto de edificações.

Para ajudar a esclarecer as principais dúvidas, neste artigo, vamos mostrar quais são as diferenças entre as profissões, a média salarial e se vale a pena escolher essa opção. Acompanhe!

Arquiteto de edificações: vale a pena cursar?

Arquiteto de edificações: vale a pena cursar?

Conheça mais áreas da arquitetura:

O que faz um arquiteto de edificações?

Um arquiteto em edificações, ou técnico em edificações, é um profissional habilitado para trabalhar em todas as etapas de uma obra de construção civil exercendo atividades operacionais.

Esse profissional pode atuar como um elo de ligação entre o departamento técnico (engenheiro e arquiteto) e a mão de obra (mestres e pedreiros).

No escritório, sua atuação é direcionada para criação de desenhos técnicos, maquetes 3D, cronograma de obra, projetos de instalação e especificação de materiais.

O arquiteto de edificação também pode trabalhar na parte administrativa, negociando orçamentos e coordenando etapas do projeto de arquitetura por e-mail ou telefone.

Arquiteto de edificações: escritório

Arquiteto de edificações: atuação no escritório

Já o arquiteto em edificações que fica alocado na obra trabalha como o braço direito do engenheiro.

Ele ajuda na coordenação da equipe para que as etapas do projeto sejam entregues dentro do cronograma.

Também é de responsabilidade do arquiteto em edificações validar a qualidade dos materiais, aplicar as normas técnicas e ambientais e supervisionar o serviço dos colaboradores.

O monitoramento da chegada do material é uma das etapas mais importantes da obra, pois tanto a quantidade quanto o tempo de entrega precisam ser calculados com precisão.

Qualquer deslize pode impactar o prazo de entrega e trazer problemas, por isso a responsabilidade desse profissional é dentro da obra é grande.

Arquiteto de edificações: obra

Arquiteto de edificações: obra

A presença do arquiteto em edificações é cada vez mais exigida em projetos, pois as normas de segurança na construção civil só aumentam.

Diante dessa realidade, é necessário que haja tanto na obra como no escritório um profissional atento aos detalhes, que vai poder checar informações e garantir a regularidade da edificação.

Veja também: Confira quanto ganha um engenheiro civil e se vale a pena investir na área

Qual é a diferença entre arquiteto de edificações e arquiteto?

A primeira diferença entre um arquiteto de edificações e um arquiteto é o tempo de graduação que cada um terá.

Um curso de arquitetura dura 5 anos e envolve matérias tanto relacionadas à engenharia civil (Sistemas Estruturais e Instalações Técnicas, por exemplo) como a área de humanas (Estética e História da Arte, Sociologia Urbana, por exemplo).

Já um curso de arquiteto de edificações se enquadra na categoria de curso técnico profissionalizante e dura de 2 a 2 anos e meio.

Ele é focado em matérias mais práticas do que aquelas vistas no curso de arquitetura, como instalações elétricas, hidráulicas, solos e fundações.

Os alunos chegam até mesmo a colocar a mão na massa (literalmente) construindo telhados, criando tubulações, entre outras atividades.

Arquiteto de edificações: aula de arquitetura em edificação (Foto: Senai-DF)

Arquiteto de edificações: aula de arquitetura em edificação (Foto: Senai-DF)

Já no curso de arquitetura o estudante tem acesso a matérias com mais profundidade e abrangência, como paisagismo, urbanismo e projeto de arquitetura.

Essa formação engloba mais áreas de conhecimento, o que possibilita que o arquiteto possa atuar em diversos segmentos do mercado de arquitetura, seja em escritórios, obras, projetos governamentais ou carreira acadêmica.

Arquiteto de edificações: aula de arquitetura (Foto: PUC-Campinas)

Arquiteto de edificações: aula de arquitetura (Foto: PUC-Campinas)

Outra diferença importante entre um arquiteto de edificação e o arquiteto são os órgãos que regulamentam cada profissão.

Profissionais de arquitetura são fiscalizados pelo CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo). Já os arquitetos em edificações fazem parte do CFT (Conselho Federal dos Técnicos Industriais).

Vale destacar que a criação do CFT é recente, anteriormente esse profissionais eram vinculados ao Confea (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia). Por isso é comum que ainda haja muitas dúvidas relacionadas ao registro profissional do arquiteto de edificações.

Quando falamos da parte técnica, umas das principais diferenças entre o arquiteto de edificação e o arquiteto é a autorização para realizar alguns tipos de projetos.

O técnico em edificações podem assinar projetos de até 80 m². Já os arquitetos têm uma atividade mais ampla, sendo os únicos autorizados a realizar trabalhos como:

  • projeto arquitetônico de edificação ou de reforma de edificação
  • coordenação e compatibilização de projeto arquitetônico com projetos complementares
  • relatório técnico de arquitetura referente a memorial descritivo, caderno de especificações e de encargos e avaliação pós-ocupação

Fonte: CAU/BR Resolução nº 51, de 12 de Julho de 2013

Pode te interessar também:

Veja também: Como fazer instalação elétrica? Confira o passo a passo completo!

Arquiteto de edificações: salário

Depois de todas essas informações e comparações, a pergunta que fica é: afinal, quanto ganha um arquiteto em edificações?

De acordo com a Catho, a média salarial desse profissional no Brasil é de R$ 2.480,01. Esse valor pode variar de acordo com o estado e área de atuação do profissional.

Afinal, vale a pena fazer um curso de arquiteto de edificações?

Muitos profissionais consideram o curso de arquiteto em edificações uma etapa preparatória para quem sonha em trabalhar com arquitetura.

Essa é uma escolha válida, mas a decisão entre um dos cursos (ou fazer os dois) depende dos seus objetivos de carreira à médio e longo prazo.

Vale lembrar que um curso de arquitetura tem uma abrangência maior, que é fundamental na formação de quem deseja atuar com urbanismo, paisagismo, carreira acadêmica ou outras áreas dentro da arquitetura.

Já o curso de arquitetura em edificações permite uma entrada mais rápida no mercado de trabalho. Dessa forma, é possível conhecer a área mais de perto antes de optar por uma graduação de 5 anos.

Por isso, antes de tomar uma decisão, é importante refletir sobre os seus objetivos de carreira, o tempo que você considera ideal para alcançá-los e, claro, a disponibilidade financeira.

E aí, a arquitetura de edificações é a carreira certa pra você? Compartilhe com a gente nos comentários a sua opinião!