8 Dicas práticas de como fazer um portfólio de arquitetura e interiores

Um belo descritivo no currículo, marcado por boas experiências e projetos, é importante para todo arquiteto ou designer de interiores, é verdade. Entretanto, um portfólio de projetos é essencial para mostrar seu estilo, a qualidade dos trabalhos e a sua marca profissional. Ele é seu cartão de visitas.

Mas, por onde começar? Como fazer um portfólio de arquitetura e interiores? O que colocar? Há mínimo ou máximo de projetos para expor? O que destacar de cada um? É preciso ter uma versão online e outra impressa? Ele deve estar nas redes sociais? As respostas para essas e outras questões, você confere neste post.

Como fazer um portfólio de arquitetura e interiores profissional

 

Encantar clientes com seu portfólio é uma tática que pode funcionar. Depois de ver nossas dicas de como fazer seu portfólio de arquiteto, não deixe de conferir o Ciclo do Encantamento.

Dica 1: Selecione o que você tem de melhor

 

como-fazer-um-portfolio-de-arquitetura-projeto

como fazer um portfolio de arquitetura: melhor projeto (foto de uma cozinha da Cristina Bozian)

Para começar o portfólio de arquitetura, separe os melhores trabalhos de sua carreira. Pense naqueles que tiveram ótimos resultados, mas sobretudo, naqueles que você teve satisfação em fazer.

Assim, ao falar deles, demonstrará entusiasmo e paixão pelo que faz. E, isso pode ser já meio caminho andado na conquista de um cliente em prospecção.

A ordem de apresentação é muito importante. Comece pelo segundo melhor de todos, na sua opinião. Assim, você já começa bem.

Em seguida, vá colocando os outros em ordem crescente de qualidade, para chegar ao final em um ganho constante de expectativas positivas até apresentar sua obra prima, deixando uma última impressão excelente no cliente.

Dica 2: Seja objetivo

 

como-fazer-um-portfolio-de-arquitetura-objetividade

como fazer um portfolio de arquitetura: objetividade

Como fazer um portfólio de arquitetura que não seja maçante? Escreva um pouco sobre o que se trata cada um dos projetos, com os objetivos e os contextos, como uma ficha técnica, bem esquemática. Os dados precisam ser sempre objetivos e mostrar de que maneira foram realizados e quais os resultados finais.

Quanto ao número de trabalhos, não há regras com relação a quantidade, entretanto, se for utilizar 10, por exemplo, exponha no máximo, três peças de cada tipo. Ficará diversificado e menos cansativo.

OBS.: Lembre-se que se estiver se candidatando para uma vaga de emprego, os escritórios de arquitetura costumam receber inúmeros currículos por dia. Portanto, neste caso, procure ir direto ao ponto, ou coloque os melhores trabalhos primeiro.

Se você é um iniciante na arquitetura profissional, este postagem de nosso blog será muito útil para você: como driblar a falta de experiência.

Dica 3: Prepare-se conforme a ocasião

 

como-fazer-um-portfolio-de-arquitetura-customizacao

como fazer um portfolio de arquitetura: customize seu serviço

Como fazer um portfólio de arquitetura para um ocasião especial? A ideia aqui é criar diferenças sutis que se adequem a cada empresa ou cliente.

Portanto, primeiro, analise o negócio do cliente (ou o cliente), entenda sua cultura, sua missão e monte algo a partir do que já tem (não um portfólio do zero para cada ocasião), e acrescente uma customizada especial. Isso chamará a atenção.

Importante: customizar não significa criar uma linguagem idêntica a do cliente que você quer conquistar. Ser original e pensar diferente são características valorizadas nos arquitetos.

Dica 4: Recursos visuais: como fazer um portfólio de arquitetura impactante?

 

como-fazer-um-portfolio-de-arquitetura-recursos-visuais

como fazer um portfolio de arquitetura: recursos visuais

Ao fazer um portfólio de arquitetura procure utilizar fotos profissionais, imagens 3D, materiais gráficos e fotos de maquetes, uma vez que tais recursos são valorizados pelos clientes. Entretanto, cuidado com os excessos. Tudo precisa de equilíbrio e bom gosto.

E aproveitando que estamos falando de apresentação e maquetes, temos uma lista com os melhores materiais para maquete. Fique por dentro!

Quanto aos softwares específicos para a área, vale a pena investir em programas como Autocad, Sketchup, VRay ou Lumion para que a explicação do projeto fique ainda melhor e profissional.

Outro programa que pode ajudá-lo é o Photoshop. Veja as vantagens que o Photoshop para arquitetos pode trazer na hora da renderização.

Dica 5: Como fazer um portfólio de arquitetura online?

 

Ao fazer um portfólio para web, crie as imagens de forma que funcionem bem em relação a proporção da tela como uma relação de 4:3 ou 16:9.

Geralmente, 1920 pixels por 1080 com 72 dpi são parâmetros que garantem uma boa resolução, principalmente, em tablets e celulares, sem que os arquivos fiquem muito pesados e demorados de abrir.

Sugestões:

Se você quiser usar plataformas mais gerais, existem opções como Behance e Cargo Collective. E você também pode salvar o seu material neste formato para que possa ser enviado por e-mail, este site é especializado nisso: PDF2web

Mas o ideal mesmo é deixar seu portfólio exposto em um site de projetos arquitetônicos, como a Viva Decora, por onde trafegam mais de 1,7 milhões de interessados em arquitetura todo mês.

Dica 6: Não deixe de lado o portfólio de arquitetura impresso

 

como-fazer-um-portfolio-de-arquitetura-portfolio-impresso

como fazer um portfolio de arquitetura: portfolio impresso

Como fazer um portfólio de arquitetura impresso? A esta altura do texto, você já obteve várias respostas. Entretanto, deve estar estranhando porque o portfólio impresso aparece aqui, depois do online, não é mesmo?

Não é por acaso, uma vez que o primeiro contato com o seu trabalho, hoje, começa pela internet.

Após se interessar pelo seu material, o cliente, entra em contato para te conhecer, seja para uma reunião inicial ou entrevista. E este é o momento de impressionar e mostrar a grandiosidade dos seus projetos com um portfólio impresso.

E sabe o que você pode fazer? Imprimir uma bonita peça, mesmo que seja em uma gráfica rápida (com qualidade, é claro!) e deixar como presente para o prospect. Quem não gosta de um livrinho sobre arquitetura com belas fotos e textos para ter sobre a mesa?

Nesse caso, você tem que fazer uma diagramação muito caprichada para seu portfólio de arquitetura parecer com um livro e, dependendo do valor do projeto (ou se for uma concorrência), vale até investir em uma capa dura!

Não se esqueça de um item muito importante para sua apresentação, a prancha de arquitetura. Aprenda em nosso post como diagramá-la corretamente em 6 passos.

Dica 7: Pinterest: uma rede social para a arquitetura

 

como-fazer-um-portfolio-de-arquitetura-pinterest

como fazer um portfolio de arquitetura: pinterest

Se você quer saber como fazer um portfólio de arquitetura e expô-lo em diversos canais diferentes de divulgação, use as redes sociais. O Pinterest  é uma rede social com grande potencial para arquitetos. O assunto mais procurado no mundo dentro da rede é decoração.

Dê uma olhada nestas postagens de nosso blog e descubra como as redes sociais podem ajudar você em sua carreira profissional:

  • Instagram: 8 perfis que todo profissional de interiores deve seguir

Dica 8: Currículo + portfólio

 

Para finalizar, inclua um breve currículo em seu portfólio, seja ele impresso ou online.

Prêmios que você ganhou, as faculdades onde estudou e cursos que fez, por exemplo, sempre podem impressionar um cliente.

Se você não tem participado de nenhum concurso ultimamente, fique de olho no Archaton, um concurso realizado com auxílio da Viva Decora onde os vencedores ganham um espaço na Casa Cor.

E antes de começar a produzir seu portfólio, dê uma olhada neste post de nosso blog e se inspire nos portfólios apresentados por lá: Viva Decora: o site de projetos arquitetônicos para você buscar inspiração e expor seus trabalhos