Mercado de trabalho de arquitetura: muito além da prancheta

Isto é muito comum em qualquer profissão: aqueles que ingressam no mercado de trabalho acreditam que só existe um caminho “seguro” ou “certo” para vencer na carreira. Assim, por exemplo, advogados querem defender causas em juízo e médicos querem clinicar, esquecendo de alternativas como a consultoria jurídica e os pareceres, no caso dos advogados; e da pesquisa ou mesmo da gestão hospitalar, no caso dos médicos.

E com o mercado de trabalho de arquitetura não poderia ser diferente: jovens recém formados só pensam em quando vão assinar seu primeiro projeto. É claro que para se desenvolver na carreira, para atuar em qualquer área, será preciso ter experiência na criação e execução de obras. Mas isso não significa que o mercado de trabalho para arquitetura está restrito a essa área.

Um exemplo que não nos deixa mentir é a bonita história de Roberto Burle Marx, um dos arquitetos paisagistas mais respeitados do mundo.

Nesta postagem, vamos apresentar algumas dicas sobre o mercado de trabalho para arquitetos e as diversas alternativas para quem quer se destacar ou iniciar sua carreira.

Veja também esta outra postagem de nosso blog com dicas para quem está começando: Primeiro emprego: como driblar a falta de experiência

Mercado de trabalho para arquitetos: aprender para crescer ou empreender

 

mercado-de-trabalho-de-arquitetura

mercado de trabalho de arquitetura

Por mais que o arquiteto recém formado tenha aprendido diversas habilidades e inclusive as desenvolvido de forma prática na faculdade, só a experiência permite desenvolvê-las ao máximo.

Portanto, o primeiro passo para se inserir como arquiteto profissional é mesmo enviando currículos para escritórios, de preferência ainda como estagiário.

Mas a verdade é que o mercado de trabalho para arquitetura tem uma relação direta e muito forte com a situação da econômica. Quando o país vai bem e conta com crescimento econômico, uma das área que apresenta maior aquecimento é a construção civil, trazendo muitas oportunidades para arquitetos, sejam eles recém formados, profissionais em ascensão na carreira, veteranos, autônomos ou empreendedores.

Mas o momento atual não é exatamente de crescimento econômico no país, o que faz com que aqueles que almejam ingressar no mercado de trabalho para arquitetura. ou alavancar suas carreiras, sejam cada vez mais criativos e abertos às tantas alternativas que esta profissão oferece, se quiserem prosperar.

Portanto, se no início da carreira é importante aprender muito com as atividades fundamentais da profissão, como obras e desenho de projetos, existem todo um leque de atividades que fazem o mercado de trabalho para arquiteto muito mais amplo e que devem exploradas, também, durante seu crescimento profissional.

Veja alguns exemplos:

Gestão de obras, empreendimentos e escritórios

 

mercado-de-trabalho-de-arquitetura-gesta-de-obras

mercado de trabalho de arquitetura: gestão de obras

Não é porque o projeto não foi desenhado ou idealizado por determinado arquiteto que ele não pode se ocupar de sua gestão. E, talvez, com um olhar mais artístico que outros profissionais que se dedicam a esta atividade, como engenheiros e até administradores de empresas.

Se uma obra pode ser um bom filão para se dedicar, empreendimentos maiores são ainda mais promissores, pois costumam englobar mais atividades e funcionalidades integradas em que a visão de um arquiteto pode trazer ainda mais qualidades ao resultado final.

Por fim, a administração de escritórios de arquitetura é outra atividade que quando desempenhada por um arquiteto, em apoio a seus colegas que estão com o olhar focado na execução das obras e projetos, pode criar uma sinergia que só trará mais lucratividade para a empresa e benefícios para todos.

Concursos públicos: prepare-se agora para as oportunidades que virão

 

mercado-de-trabalho-de-arquitetura-concursos-publicos

mercado de trabalho de arquitetura: concursos públicos

Da mesma forma que o mercado de trabalho para arquitetura fica deprimido com uma fase de economia em baixa, os concursos públicos também tendem a diminuir. No entanto, quando a economia retorna a entrar nos trilhos, as obras públicas que estavam engavetadas logo deslancham, criando uma demanda grande por profissionais da área.

Além disso, tem se notado uma tendência a valorização da atividade pública dos arquitetos, que estão bastante relacionadas ao paisagismo (para criação de parques, por exemplo), urbanismo (para organização das cidades) e à arquitetura verde (para um planejamento mais sustentável dos ambientes coletivos).

Aliás, estas 3 áreas não precisam ser necessariamente exploradas no mercado de trabalho de arquitetura público, mas também na iniciativa privada, como veremos a seguir.

Paisagismo, Urbanismo e arquitetura verde: cada vez mais solicitados

 

mercado-de-trabalho-de-arquitetura-arquitetura-verde

mercado de trabalho de arquitetura: arquitetura verde

Colocamos estas três opções de atividades do mercado de trabalho para arquitetura em um mesmo tópico porque há uma correlação interessante entre elas.

Além do viés de utilidade pública que ressaltamos acima, a sustentabilidade dos ambientes urbanos não pode ser encarada de forma isolada, assim, o urbanista e o paisagista trabalham juntos para fazer com que o terreno e seu entorno proporcionem a maior funcionalidade e qualidade de de vida possível para seus usuários.

E, com este mesmo objetivo, a arquitetura vem se mostrando uma forma não apenas de causar menos impactos ao meio-ambiente, mas também uma maneira de utilizar materiais mais acessíveis e reutilizáveis, formando um tripé com as outras duas áreas que, em muitos casos, é um diferencial importante para a criação de projetos arquitetônicos do mais alto nível.

Assim, se você procura em meio ao mercado de trabalho de arquitetura um nicho para se destacar, estas 3 áreas, isoladas ou em conjunto com outros colegas, podem ser uma excelente opção.  

Se quiser se aprofundar neste assunto, leia mais nesta postagem: Veja 7 dicas incríveis para promover a arquitetura sustentável e decolar nesse novo nicho de mercado

Design de interiores: para pessoas e empresas

 

mercado-de-trabalho-de-arquitetura-design-de-interiores

mercado de trabalho de arquitetura: design de interiores

Falar no mercado de trabalho de arquitetura sem falar em design de interiores seria uma falha grave.

Uma das opções mais tradicionais deste ramo profissional, é importante lembrar que não são apenas pessoas que precisam decorar suas casas, mas hoteis, hospitais, grandes empresas e, não esqueça: aviões particulares e iates também precisam do bom-gosto e do olhar atento de um arquiteto ou designer de interiores para oferecerem o melhor do conforto, bem-estar e beleza.

Desenvolvimento de apresentações 3D

 

mercado-de-trabalho-de-arquitetura-apresentacao-3d

mercado de trabalho de arquitetura: apresentação 3d

Muitos escritórios de arquitetura terceirização esta parte do trabalho, que pode ser um diferencial na hora de aprovar projetos ou vender os que já estão prontos.

Tanto como o foco de sua atuação como complemento de renda, a representação de desenhos em 3D ou mesmo a formatação artística de apresentações inteiras (em programas de design gráfico) são trabalhos requisitados.

Uma atividade semelhante a esta é a construção de maquetes físicas, sobre a qual demos algumas dicas neste outro artigo de nosso blog, juntamente com o design de móveis e outras ideias: Tenha foco: o segredo de como ganhar dinheiro com arquitetura

A verdade é que o mercado de trabalho para arquitetura pode estar enfrentando um momento um pouco mais crítico, mas sabendo explorar toda diversidade desta profissão, é possível encontrar o seu lugar e desenvolver sua carreira neste mercado.

E se você sonha em um dia ter seu próprio escritório de arquitetura (focado em qualquer uma das especialidades que citamos), não deixe de conhecer o Ciclo do Encantamento, uma metodologia em 12 passos desenvolvida com exclusividade pela viva Decora para quem quer se tornar um arquiteto empreendedor.

Na dúvida de quanto será seu rendimento nesta profissão? Confira: Quanto ganha um arquiteto? Depende de suas metas de vida