Tipos de argamassa, diferenças do cimento e mais: saiba como fazer o cálculo da argamassa!

Você saberia dizer o que é e como realizar o cálculo da argamassa?

Se um especialista tivesse que explicar para um leigo, resumidamente, o que é argamassa, ele diria que se trata de uma espécie de cola para a construção civil.

Por que isso? Porque esse material, de fato, age como um elemento que promove a aderência entre outros materiais em uma edificação. Aliás, ele está presente em várias etapas da obra.

Agora, em termos mais técnicos, a argamassa é uma massa homogênea feita de agregados e aglomerantes inorgânicos. Ou seja, areia, cimento ou cal e água.

Aditivos ou adições contendo propriedades de aderência e endurecimento também podem ser acrescidos à mistura. A proporção de cada um desses itens é o que os pedreiros chamam de “traço”.

Há um tipo de argamassa – ou de “traço” de argamassa – diferente para cada trabalho que esse profissional pode realizar. Todas têm propriedades únicas.

Algumas são mais magras ou moles e com menor capacidade de aglutinação ou aderência. Já outras são mais gordas e têm aglomerantes em abundância.

No geral, assim como o concreto, as argamassas vão endurecendo e ganhando mais resistência com o passar do tempo. Sua mistura é feita manualmente ou com o uso de uma betoneira.

O cal e os aditivos vão conferir mais maleabilidade a massa, além de melhorar a sua manipulação em estado fresco. Mas o desempenho final da nossa “cola de construção” vai depender da qualidade de todos os componentes e da soma de água.

calculo-da-argamassa-mistura-dos-materiais

Cálculo da argamassa: Mistura dos materiais

Para mais informações, uma dica é consultar a NBR13.276 e a NBR13.281 da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas –, dentre outros textos.

Quer mais dicas como essa? Confira no blog:

Para que serve a argamassa?

 

A argamassa serve sobretudo para o assentamento de pedras, tijolos, azulejos, ladrilhos, cerâmicas, tacos de madeira e outros revestimentos; ou para o revestimento de alvenarias.

Também serve para a regularização e impermeabilização de paredes, pisos e tetos. E até para dar um acabamento diferenciado a superfícies – sendo liso, áspero, rugoso ou texturizado –, constituindo seu acabamento final.

uso-da-argamassa-no-grafiato

Cálculo da argamassa: Uso da argamassa em acabamento de superfície (grafiato)

A argamassa contribui não apenas com a estética dos interiores das edificações, mas também, em casos específicos, com a proteção de suas fachadas.

Ela pode auxiliar na vedação predial, melhorando o isolamento termoacústico e evitando a entrada de água e gases nocivos.

Quais são os tipos de argamassa?

 

É possível dividir os tipos de argamassa em três. São eles:

  • de assentamento;
  • de impermeabilização;
  • de revestimento.

O primeiro é utilizado quando se precisa assentar blocos e tijolos. O segundo serve para proteger paredes e tetos. E o terceiro para aplicar sobre as superfícies recém-construídas, nivelando-as.

Só que, na hora da compra, não é assim que o cliente vai encontrar o material especificado.

calculo-da-argamassa-tijolos-e-blocos

Cálculo da argamassa: argamassa de assentamento

Nas embalagens de argamassa pronta, aparecem alguns códigos que resumem para o que o produto deverá ser destinado. São quatro classificações diferentes. Confira!

AC-1

 

Indicado para interiores – com exceção de saunas, estufas ou ambientes com acabamentos diferenciados. Tem característica de elevada resistência às solicitações mecânicas e termo-higrométricas.

AC-2

 

Indicado para exteriores. Tem característica de boa aderência e elevada resistência à ação da chuva, do vento e de cargas decorrentes do movimento de pessoas e equipamentos leves, além dos ciclos de flutuação térmica e higrométrica.

AC-3

 

É o tipo de argamassa com a maior resistência de todas. Indicada para o uso em fachadas, saunas, piscinas e espaços do gênero – e que não recebam insolação direta.

Tem característica de boa aderência e elevada resistência às tensões de cisalhamento entre materiais, como massa colante e placa de revestimento.

calculo-da-argamassa-argamassa-AC-3

Cálculo da argamassa: Argamassa AC-3

AC-3E

 

Este ‘E’ do seu nome é de ‘Especial’. Isso porque essa argamassa, diferente da anterior, é indicada para casos de insolação direta. Para mais, reúne as características dos tipos AC-1 e AC-2 – só que com maior tempo de duração.

Veja também: Você sabe quantos tijolos por metro quadrado irá usar em sua obra? Descubra agora!

Qual a diferença entre cimento e argamassa?

 

Como vimos antes, são tantas as especificidades e nomenclaturas atribuídas à argamassa que até é normal que surjam algumas dúvidas sobre as suas finalidades.

E mesmo com todas as informações colocadas pelos fabricantes nas embalagens, os clientes ficam confusos sobre a diferença desse material para os outros.

O cimento, por exemplo, é um dos materiais de construção mais básicos. Assim como a argamassa, ele também tem vários tipos e finalidades.

Ambos podem fazer o assentamento de blocos e o acabamento de superfícies. Porém, só o cimento pode participar da elaboração da massa do concreto e do reboco.

Assim como só a argamassa pode fazer a aderência das peças de revestimentos em pisos e paredes.

calculo-da-argamassa-uso-da-argamassa-em-revestimentos

Cálculo da argamassa: Uso da argamassa na aplicação de revestimentos

Como fazer o cálculo da argamassa?

 

Depois de todo esse resumo, a pergunta que fica é: como calcular argamassa para piso e outras superfícies?

O consumo da argamassa é medido em kg/m² para revestimentos cerâmicos e em gramas/m² para rejuntamento.

A dosagem de seus componentes pode ser feita in loco. Porém, é comum que grandes construtoras recorram a fábricas, adquirindo delas uma argamassa industrializada – chamada de polimérica.

Contudo, o rendimento desse material deve variar dependendo até dos dentes da desempenadeira usada pelos operários.

Em obras menores, não vale a pena – analisando pela questão custo x benefícios – os profissionais adquirirem uma argamassa direto da indústria.

Eles podem, por exemplo, comprar um saco de mistura pronta. Estima-se que um saco com 20 kg cobriria uma área de aproximadamente 4 m². Mas esse dado também pode variar de acordo com o uso dado à massa e sua espessura quando aplicada à parede.

E se o profissional resolver, então, calcular cada um dos itens da argamassa para estimar melhor o seu gasto?

Bem, não há nenhuma fórmula mirabolante para isso. Na verdade, o processo é bem parecido com aquele que é feito para calcular o concreto.

O primeiro passo é simples, basta achar o volume da área a ser preenchida com o material. Depois, multiplica-se o número encontrado pelo traço do material.

Por exemplo, imagine a seguinte situação: um ambiente tem 5 metros de largura por 7 metros de comprimento e o cliente quer fazer um contrapiso.

Então, nesse caso, como o arquiteto ou engenheiro faz o cálculo da argamassa para o local?

Bem, a primeira etapa é multiplicar a área que a massa deve cobrir pela espessura de sua camada – por exemplo: 5 x 7 x 0,05.

E seguindo uma proporção adequada de traço, já se tem a resposta.

Sabe-se que o volume do contrapiso é de 1,75 m³. E que para um traço de 1:0:12, o rendimento do cimento é 5, da areia é 1,78 e do cal é 0. Ou seja, são necessários 9 sacos de cimento de 50 kg, 3,5 m³ de areia e 2 sacos de 20 kg de cal.

Agora, se houvesse uma mistura pronta que rendesse 4 kg por m³, o cliente precisaria comprar 7 kg do produto. Vamos entender melhor o caso com o cálculo todo discriminado:

  • Área do ambiente = 5 m x 7 m = 35 m²;
  • Espessura da camada de argamassa no contrapiso = 2 cm ou 0,02 m;
  • Volume do contrapiso = 5 x 7 x 0,02 = 1,75 m³;
  • Traço escolhido para o contrapiso = 1:0:12;
  • Rendimentos estimados para cada um dos materiais = 5 para cimento, 1,78 para areia e 0 para o cal;
  • Volume estimado de cada material = 8,75 para cimento, 3,115 para areia e 1,75 para o cal;
  • Quantidade estimada de material = 9 sacos cimento de 50 kg, 3,5 m³ de areia e 2 sacos de 20 kg de cal;
  • Rendimento do saco de mistura pronta = 4 kg/m³;
  • Valor estimado de argamassa = 4 x 1,75 = 7 kg.

Agora que você aprendeu a fazer o cálculo da argamassa, que tal outra dica?

Se você tem dificuldade em calcular o rejunte de sua obra, aprenda como fazer e escolher a cor que mais combina com o seu revestimento.

Esse post foi escrito pela Ceusa Revestimentos Cerâmicos, a única empresa que garante assentamento junta seca, com produtos monotom, monocálibre e textura flossy.