O Que é Espaço Urbano? Tudo Que Você Precisa Saber!

Espaço urbano, ou zona urbana, são cidades que, predominantemente, têm mais de 20 mil habitantes. Trata-se de localidades com maior concentração de prédios, ruas, avenidas, comércio e indústrias. A infraestrutura desses locais também é maior quando comparada com a do espaço rural.

Entender o que é o espaço urbano é fundamental para conhecer a dinâmica das cidades e pensar sobre as melhores soluções para facilitar a vida da população.

Para otimizar seus estudos e abrir sua mente sobre a questão, no post de hoje vamos explicar o que é espaço urbano, mostrar suas principais características e apontar quais são os problemas enfrentados nessas localidades. Acompanhe!

O que é Espaço Urbano?

Espaço urbano, ou zona urbana, são cidades que, predominantemente, têm mais de 20 mil habitantes. Trata-se de localidades com maior concentração de prédios, ruas, avenidas, comércio e indústrias. A infraestrutura desses locais também é maior quando comparada com a do espaço rural.

De acordo com levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a maior parte da população brasileira, cerca de 84% das pessoas, vive em espaços urbanos, enquanto aproximadamente 16% dos cidadãos vivem em áreas rurais.

Espaço urbano: prédios de São Paulo (foto: National Geographic)

Espaço urbano: prédios de São Paulo (foto: National Geographic)

É o próprio IBGE que delimita quais são os espaços urbanos e rurais no Brasil. Essa definição é feita por meio de pesquisas, censos demográficos e trabalhos que necessitam dessa categorização.

Mas com o crescimento acelerado das cidades, é cada vez mais difícil definir com clareza onde acaba o espaço urbano e começa o espaço rural. Basicamente, é a infraestrutura e o modo de vida dessas localidades que determinam o que é espaço urbano e rural.

Qual a diferença entre espaço urbano e rural?

O espaço urbano é composto por cidades com mais de 20 mil habitantes que apresentam grande infraestrutura, rede de transportes, concentração populacional e geração de renda focada em três pilares: produção industrial, comércio e serviços.

Já o espaço rural não tem grande agrupamento de moradias e suas atividades de destaque são 3: agropecuária, agroindústria e extrativismo.

Espaço urbano: diferenças entre espaço urbano e rural (foto: Biboca Ambiental)

Espaço urbano: diferenças entre espaço urbano e rural (foto: Biboca Ambiental)

Quais são as características do espaço urbano?

Quando falamos sobre o que é espaço urbano, existem algumas características marcantes que definem esses locais. Destacamos 3 delas, confira:

Concentração de moradias (casas e prédios)

Espaços urbanos são marcados por uma alta concentração populacional e, consequentemente, de casas e prédios. Diante desse contexto, um fenômeno comum nessas localidades é a verticalização.

Trata-se da construção de grandes e inúmeros edifícios, de quatro pavimentos ou mais, que são construídos para suprir a demanda de moradia nos espaços urbanos, valorizar determinadas áreas e facilitar a locomoção dos moradores para o trabalho.

A concentração de moradias também tem um aspecto negativo quando falamos de problemas como a segregação espacial e a favelização. Falaremos mais sobre esses assuntos ao longo do texto.

Espaço urbano: verticalização é uma das características (foto: São Paulo)

Espaço urbano: verticalização é uma das características (foto: São Paulo)

Grande infraestrutura

Outra característica essencial de um espaço urbano é a ampla infraestrutura. Boa parte dos moradores desses locais (os mais abastados) contam com saneamento básico, rede de iluminação, fácil acesso a hospitais, bancos, escolas, faculdades, supermercados, entre outros serviços essenciais.

Diante desse contexto, a geração de renda nos espaços urbanos vem essencialmente da produção industrial, do comércio e do setor de serviços.

Espaço urbano: Avenida Paulista - São Paulo (foto: Revista Exame)

Espaço urbano: Avenida Paulista – São Paulo (foto: Revista Exame)

Rede de transporte público

Linhas de ônibus, metrô e trem, além de outros meios de transporte coletivo, são comuns nos espaços urbanos. Grande parte da população também conta com ruas e avenidas asfaltadas.

Quando falamos de metrópoles, há também aeroportos que facilitam a locomoção de pessoas do Brasil e do mundo para aquele determinado espaço urbano.

Espaço urbano: metrô lotado (foto: Notícias da Região)

Espaço urbano: metrô lotado (foto: Notícias da Região)

Agora que você já sabe quais são as principais características dos espaços urbanos, veja quais são os problemas encontrados nesses locais.

Quais são os problemas mais comuns em espaços urbanos?

Separamos alguns exemplos de problemas relacionados à arquitetura e urbanismo que afetam os espaços urbanos. Confira:

Inchaço urbano

Quando falamos de espaços urbanos no Brasil, vale destacar que o processo de urbanização aconteceu de forma desorganizada na maior parte do país.

As cidades nem sempre estão preparadas para receber uma grande quantidade de pessoas, seja por falta de espaço ou oportunidades de emprego. Sendo assim, o inchaço urbano e a falta de moradia adequada para boa parte da população são problemas comuns em um espaço urbano.

De acordo com levantamento realizado pelo IBGE, três em cada quatro moradores de centros urbanos vivem em más condições de vida. Isso significa 72,5 milhões de cidadãos.

Espaço urbano: comunidades periféricas são resultado do inchaço urbano (foto: ArchDaily Brasil)

Espaço urbano: comunidades periféricas são resultado do inchaço urbano (foto: ArchDaily Brasil)

Gentrificação

Gentrificação é um processo de transformação urbana que “expulsa” moradores de bairros periféricos e transforma essas regiões em áreas nobres. A especulação imobiliária, aumento do turismo e obras governamentais são responsáveis pelo fenômeno.

Espaços urbanos, por apresentar crescimento acelerado (e, muitas vezes, desorganizado), geram processos de gentrificação com frequência. Diante desse contexto, a população periférica vai morando cada vez mais longe das áreas centrais e perdendo qualidade de vida.

Espaço urbano: charge sobre gentrificação

Espaço urbano: charge sobre gentrificação

Ilha de calor

Ilhas de calor urbano (ICU) é o nome dado às cidades com elevado grau de urbanização que têm a temperatura maior do que as regiões rurais próximas. Esse fenômeno acontece devido à concentração de asfalto, ruas, avenidas e concreto (prédios, casas e outras construções).

Quem mora em um espaço urbano tem maiores chances de enfrentar problemas com enchentes, já que nessas áreas há excesso de chuva e falta de solo permeável para a absorção da água.

Espaço urbano: impermeabilização do solo é uma das causas das ilhas de calor (foto: Tribuna do Ceará)

Espaço urbano: impermeabilização do solo é uma das causas das ilhas de calor (foto: Tribuna do Ceará)

Falta de mobilidade urbana

Mobilidade Urbana é definida como a condição que permite o deslocamento das pessoas em uma cidade, com o objetivo de desenvolver relações sociais e econômicas. Ônibus, metrô, outros transportes coletivos e carros fazem parte das soluções de mobilidade.

Quando falamos de espaço urbano é muito comum que a população sofra com o trânsito e condições precárias de transporte público. O acúmulo de pessoas, a falta de investimentos públicos e o crescimento acelerado das cidades são alguns motivos que causam problemas na mobilidade urbana desses locais.

Espaço urbano: trânsito é um dos problemas das grandes cidades

Espaço urbano: trânsito é um dos problemas das grandes cidades

Na sua opinião, quais são os outros problemas enfrentados em espaços urbanos? Compartilhe com a gente nos comentários!