Ilhas de Calor: Saiba o Que São e Como Reduzir Seus Impactos

Ilhas de calor urbano (ICU) é o nome dado às cidades com elevado grau de urbanização que têm a temperatura maior do que as regiões rurais próximas. Esse fenômeno acontece devido à concentração de asfalto, ruas, avenidas e concreto (prédios, casas e outras construções).

Capitais, regiões metropolitanas e grandes cidades do interior são exemplos de ilhas de calor.

Trata-se de um problema que está impactando a temperatura global e trazendo muitas discussões entre especialistas da área.

De acordo com a agência especial Americana Nasa e a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), 2019 registrou a segunda maior temperatura global na terra desde o início da medição, em 1880.

Esse é só um exemplo do por que as ilhas de calor precisam ser controladas e reduzidas. Mas como fazer isso?

No post de hoje, vamos explicar o que são ilhas de calor, suas causas, consequências e eliminá-las. Acompanhe!

O que são ilhas de calor? Entenda o conceito

Ilhas de calor urbano (ICU) é o nome dado às cidades com elevado grau de urbanização que têm a temperatura maior do que as regiões rurais próximas. Esse fenômeno acontece devido à concentração de asfalto, ruas, avenidas e concreto (prédios, casas e outras construções).

Ilhas de calor: O que são ilhas de calor?

Ilhas de calor: O que são ilhas de calor?

As 4 principais causas das ilhas de calor

Agora que você já sabe o que é ilha de calor, entenda suas principais causas:

1- Falta de áreas verdes

Existem poucas áreas verdes nas grandes cidades, fato que intensifica as ilhas de calor.

E porque isso acontece? A falta de vegetação diminui a presença de evaporação no ar, o que consequentemente reduz a quantidade de vapor d’água na atmosfera. Sendo assim, o ar fica mais aquecido e causa as ilhas de calor.

Além disso, quanto maior a área verde, maior é poder refletor dos raios solares. Se não há vegetação suficiente, o calor é absorvido e aumenta a temperatura das cidades.

Causas ilhas de calor: Parque do Ibirapuera (foto: IG)

Causas das ilhas de calor: Parque do Ibirapuera (foto: IG)

Veja também: Conheça o paisagismo de tirar o fôlego do Parque da Independência

2- Impermeabilização do solo

Em áreas com muitas ruas e avenidas asfaltadas, o asfalto cria uma camada grossa que impede a absorção da água pela terra.

Ela é desviada para bueiros e galerias, o que reduz o processo de evaporação e acaba retendo o calor no asfalto. Essa é uma das principais características das ilhas de calor.

Causas ilhas de calor: impermeabilização do solo (foto: Tribuna do Ceará)

Causas das ilhas de calor: impermeabilização do solo (foto: Tribuna do Ceará)

Veja também: Descubra quais são os tipos de solo e evite problemas na estrutura da obra

3- Alta concentração de edifícios

Uma das principais características de megacidades é a alta quantidade de edifícios. Nos últimos anos, tem aumentado também a presença de arranha-céus cada vez mais altos.

Uma consequência desse crescimento é a intensificação das ilhas de calor. Grandes edificações interferem na circulação dos ventos e tornam os bairros em volta mais quentes.

Causas ilhas de calor: Edifícios de São Paulo (foto: ARCOweb)

Causas das ilhas de calor: Edifícios de São Paulo (foto: ARCOweb)

4- Poluição do ar

Outro fator decisivo para a formação de ilhas de calor é a poluição, um problema das grandes cidades que está longe de ser resolvido.

Atividades industriais e intensa circulação de carros, ônibus e caminhões lançam partículas finas na atmosfera e aumentam a poluição do ar.

Consequentemente, cresce também o efeito estufa, que atrapalha a circulação dos ventos e a dispersão dos poluentes. Tudo isso contribui para a formação das ilhas de calor.

Causas ilhas de calor: trânsito e poluição (foto: Veja)

Causas das ilhas de calor: trânsito e poluição (foto: Veja)

Agora que você já sabe quais são as causas das ilhas de calor, entenda o impacto causado na cidades!

Quais são as consequências das ilhas de calor?

O desconforto físico com as altas temperaturas não é o único problema de quem mora nas chamadas ilhas de calor. Aliás, esse é o menor dos desafios.

O primeiro transtorno causado pelas ilhas de calor é o excesso de chuvas. Devido à temperatura elevada, uma grande quantidade de ar quente sobe, e por conta desse desequilíbrio chove mais em ilhas de calor do que em áreas rurais.

Esse fato nos leva às enchentes, que acontecem geralmente no verão – a época mais chuvosa na maioria das regiões brasileiras.

Apesar das catástrofes causadas em muitas cidades, o que muitas pessoas não sabem é que as enchentes são um processo natural, que ocorre para manter o equilíbrio hidrológico da bacia.

Os rios enchem com a chuva e vão para a chamada planície de inundação ou várzea, que nada mais são do que as áreas de terra em volta do rio. Elas costumam ser muito férteis e propícias para agricultura.

Mas e o que acontece nos rios das grandes cidades, cobertos com asfalto?

Ilhas de calor: planície de inundação em área de floresta (foto: ResearchGate)

Ilhas de calor: planície de inundação em área de floresta (foto: ResearchGate)

Devido à urbanização não planejada, os diversos rios, nascentes e córregos enchem e não há solo permeável para fazer a absorção da água.

Diante desse contexto, acontecem alagamentos e desabamentos de terra, que afetam toda a população. Sem dúvida, trata-se de uma das piores consequências das ilhas de calor.

O que é ilhas de calor: alagamentos (foto: Revista Veja)

O que é ilhas de calor: alagamentos (foto: Revista Veja)

Outro problema causado pelas ilhas de calor está relacionado à sustentabilidade. Diante de temperaturas cada vez maiores, aumenta-se o uso de ar condicionado e outras soluções tecnológicas que exigem mais consumo energético.

Além disso, a poluição presente nas ilhas de calor afeta a saúde dos moradores, que estão mais sujeitos a doenças respiratórias.

Afinal, como solucionar as ilhas de calor?

Vimos até agora um resumo do que são as ilhas de calor e os problemas que elas trazem para as cidades.

Fica agora o questionamento: como resolver o problema das ilhas de calor? O caminho mais simples e eficaz é aumentar as áreas verdes das grandes cidades.

Investir em arborização urbana e áreas permeáveis são ações do governo que contribuem para o resfriamento do ar e melhoram a qualidade de vida da população.

O que é ilhas de calor: arborização urbana (foto: Prefeitura Municipal de Teresina)

O que é ilhas de calor: arborização urbana (foto: Prefeitura Municipal de Teresina)

Existem também algumas soluções arquitetônicas que podem melhorar o conforto térmico nas ilhas de calor, como telhados ecológicos, coberturas com cores claras, painéis solares e o uso de materiais que não absorvem calor.

Ilhas de calor: telhado verde em edifício (foto: JLL)

Ilhas de calor: telhado verde em edifício (foto: JLL)

Além disso, soluções estratégicas de paisagismo também podem ser usadas para reduzir os efeitos das ilhas de calor.

Sem dúvida, pensar em novas estratégias para lidar com as ilhas de calor é essencial para garantir o bem-estar da população.

Quer saber mais sobre os problemas e desafios enfrentados nas grandes cidades? Veja também: Gentrificação – Entenda o Que é e Porque Está Longe de Ser Resolvido