4 normas obrigatórias na hora de usar o drywall: garanta a qualidade do seu projeto!

O drywall é amplamente utilizado no mercado internacional por sua versatilidade, rapidez de execução e custo-benefício. No Brasil, seu uso vem cada vez mais ganhando espaço na construção civil.

Porém, para garantir o bom desempenho e eficiência do produto, é necessário conhecer as normas nacionais estabelecidas para o uso desse sistema construtivo.

O sistema drywall é referenciado no Brasil por normas técnicas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Tratam-se de prescrições que desempenham função orientadora e de padronização no mercado, sendo todos os fabricantes de determinado produto ou sistema obrigados legalmente a atender suas normas técnicas.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, não cumprir as prescrições das normas técnicas é crime, podendo ser responsabilizados pelo uso de produtos ou sistemas em não conformidade tanto o fabricante como o vendedor e quem utilizou ou aplicou o produto/sistema.

Por isso, é fundamental que o profissional que deseja utilizar o drywall tenha conhecimento das normas obrigatórias que devem ser consideradas em projetos e obras para o correto uso desse sistema construtivo.

Essas normas abrangem desde as propriedades de cada componente do sistema até o projeto e a execução de paredes, forros e revestimentos.

Esse conjunto abrangente de normas pode ser considerado inclusive uma das vantagens do sistema drywall, pois confere segurança desde a sua fabricação até sua montagem.

As 4 principais normas do Drywall

 

1 – ABNT NBR 15.758:2009 – Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem

 

norma-drywall-montagem-de-parede

norma drywall: montagem parede de drywall

Fonte da imagem: https://equipedeobra.pini.com.br/2014/04/passo-a-passo-drywall-com-isolamento-acustico/

A ABNT NBR 15.758, formulada em 2009, oferece todas as orientações para a correta aplicação do drywall em variadas situações, devendo ser considerada desde a elaboração do projeto até a montagem do sistema na obra.

A norma ABNT NBR 15.758 se divide em três partes:

  • Parte 1: Requisitos para sistemas usados como paredes
  • Parte 2: Requisitos para sistemas usados como forros
  • Parte 3: Requisitos para sistemas usados como revestimentos

A primeira parte estabelece:

  • as diretrizes para projeto e seleção de sistemas construtivos de paredes em chapas de gesso para drywall;
  • os procedimentos executivos para montagem e instalação;
  • as verificações para o recebimento dos serviços.

A segunda parte da norma estabelece as diretrizes para projeto e seleção de sistemas de forros em chapas de gesso para drywall, os procedimentos executivos para montagem e instalação, e as verificações para o recebimento dos serviços.

Já a terceira e última parte estabelece as diretrizes para projeto, seleção, procedimentos de montagem e verificações para o recebimento dos sistemas de revestimentos com chapas de gesso para drywall.

Está desenvolvendo um projeto? Confira como fazer um cronograma de obra e não atrase nenhuma entrega.

 2 – ABNT NBR 15.575:2013 – Edificações habitacionais — Desempenho 

 

norma-drywall-obra-residencial

norma drywall: obra residencial em São Paulo

Fonte da imagem: http://knauf.com.br/obra/residencial-360-s%C3%A3o-paulo

A norma ABNT NBR 15.575, também conhecida popularmente como norma de Desempenho, define um nível de desempenho ao longo de uma vida útil para os elementos principais de toda e qualquer edificação habitacional – entre eles estrutura, vedações, instalações elétricas e hidro-sanitárias, pisos, fachada e cobertura. Essa norma é dividida em seis partes.

A primeira parte funciona como um índice geral. Nas demais partes, para cada sistema há uma especificação (mínimo, intermediário e superior) para itens, como: Desempenho estrutural; Segurança ao fogo; Desempenho térmico; Desempenho acústico; Durabilidade.

O sistema drywall tem tecnologia para cumprir todos os requisitos dessa norma. Abaixo dois exemplos aplicados a paredes de drywall:

  • Desempenho acústico – As paredes de drywall podem ser projetadas já pensando no isolamento acústico de um ambiente, sendo uma ótima solução tanto para habitações como para auditórios, hospitais e bibliotecas. Dependendo da espessura da parede drywall, da estrutura utilizada (simples ou dupla) e inclusão de lã mineral no interior é possível atender desde o nível mínimo ou até o nível superior de redução sonora exigido pela norma.
  • Segurança ao fogo – O sistema drywall é plenamente seguro em situações de incêndio, como demonstrado no documento 1181/RT020A, produzido pela Tecnologia de Qualidade e Sistemas de Engenharia (TESIS), empresa acreditada pelo INMETRO. De acordo com o documento as paredes de drywall dificultam a ocorrência de inflamação generalizada no ambiente onde esteja ocorrendo o incêndio e, também, não geram quantidade excessiva de fumaça que pode impedir a fuga. Em relação à resistência, as chapas convencionais de drywall suportam, no mínimo, 30 minutos de exposição ao fogo. Já as chapas especiais suportam entre 60 e 120 minutos.

Veja o que você pode fazer em projetos de casas com drywall e inspire-se!

3 – ABNT NBR 14.715: 2010 – Chapas de gesso para drywall

 

norma-drywall-ettore

norma drywall: chapas de drywall no forro – Éttore Home Decor

Mais usada pelos fabricantes, o atendimento da norma NBR 14.715 garante a qualidade das chapas de gesso para drywall.

Esta norma se divide em duas partes. A primeira parte especifica os requisitos para as chapas de gesso para drywall destinadas à execução de paredes, forros e revestimentos internos não estruturais.

A segunda parte estabelece os procedimentos laboratoriais para a determinação das características geométricas e físicas, e os métodos de ensaio que devem ser aplicados para ensaiar as chapas de gesso para drywall a fim de verificar o seu atendimento à ABNT NBR 14715-1.

Confira também o catálogo dos sistemas de drywall da Knauf:

cta-lp-catalogos-knauf

 

4 – ABNT NBR 15.217:2018 – Perfilados de aço para sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Requisitos e métodos de ensaio

 

norma-drywall-perfil-metalico

Norma de perfis para drywall: perfis metálicos em aço galvanizado Z 275 (275 g/m2), com espessura mínima de 0,50 mm

norma-drywall-chapa

A norma NBR 15.217 estabelece os requisitos e métodos de ensaio para os perfilados de aço utilizados nos sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall, destinados a montagens de paredes, forros e revestimentos internos não estruturais.

Mais usada pelos fabricantes, o atendimento dessa norma garante a qualidade dos perfilados de aço utilizados nos sistemas construtivos drywall.

A Associação Brasileira do Drywall acompanha a elaboração de todas as normas técnicas ainda não publicadas sobre os sistemas drywall e seus componentes. No site da ABNT podem ser consultadas ou adquiridas na íntegra todas as normas técnicas relativas ao Sistema Construtivo em Drywall.

Confira também: saiba o que é e como gerenciar obras e garanta o andamento do projeto!

banner knauf

Este texto foi escrito pela Knauf, referência mundial em sistemas de construção a seco.