Como escolher porcelanato para cozinha? Veja o passo a passo completo!

Quando falamos de porcelanato para cozinha, existe uma infinidade de opções que enchem os olhos do cliente.

Mas na hora de escolher, nem sempre aquela peça cobiçada é a melhor opção para esse ambiente.

Fatores como a facilidade de limpeza e o tamanho do espaço influenciam diretamente a escolha do porcelanato para cozinha.

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, não se preocupe! Neste artigo, vamos revelar qual é o melhor porcelanato para cozinha.

Acompanhe!

Porcelanato para cozinha: Quais são os tipos de porcelanato?

  • porcelanato polido
  • porcelanato acetinado
  • porcelanato esmaltado
  • porcelanato retificado
Tipos de porcelanato

Tipos de porcelanato

Antes de explicar qual é o melhor porcelanato para cozinha, vamos relembrar rapidamente os tipos de porcelanato

Porcelanato polido

O porcelanato polido faz parte do grupo de porcelanatos técnicos ou, como é conhecido popularmente, “Toda Massa”. Como o próprio nome diz, ele recebe um polimento mecânico, que deixa a peça bastante brilhante e lisa.

Porcelanato acetinado

O porcelanato acetinado também é classificado como porcelanato técnico. Ele não recebe nenhum tipo de polimento ou esmaltação, e por esse motivo tem uma textura mais áspera, aderente e sem brilho.

Porcelanato esmaltado

O porcelanato esmaltado recebe uma espécie de esmalte em sua superfície. É ela que define as características de cor e textura do material, além de oferecer a impermeabilização da peça.

Porcelanato retificado

O porcelanato retificado é aquele que tem as bordas totalmente retas, diferente dos outros tipos que apresentam bordas ligeiramente curvas.

Essa característica faz com que o porcelanato retificado seja instalado com as peças mais próximas, diminuindo o uso do rejunte e dando uma aparência mais uniforme para o piso.

Veja também: Como projetar uma cozinha? 9 dicas que irão salvar o seu projeto

6 dicas práticas para escolher porcelanato para cozinha

  1. Analise os outros revestimentos da cozinha
  2. Defina o tamanho das peças de porcelanato para cozinha
  3. Escolha o porcelanato para cozinha que não evidencia a sujeira
  4. Prefira o porcelanato retificado
  5. Faça o revestimento na parede (mas não precisa ser na superfície inteira)
  6. Realize o revestimento no balcão

1- Analise os outros revestimentos da cozinha

O primeiro passo para escolher piso porcelanato para cozinha é avaliar os outros revestimentos usados no ambiente.

A escolha é bastante particular de acordo com o projeto, mas, de modo geral, os clientes preferem combinar as cores do piso e revestimento.

Porcelanato para cozinha: piso e revestimento da mesma cor

Porcelanato para cozinha: piso e revestimento da mesma cor

Se a ideia é criar um ambiente integrado o porcelanato para cozinha com aparência de madeira é uma boa opção. Ele pode ser aplicado também na sala, criando uma decoração com ar aconchegante.

Porcelanato para cozinha: porcelanato que imita madeira

Porcelanato para cozinha: porcelanato que imita madeira

Já se a cozinha é americana, uma sugestão é evitar o uso de porcelanato para cozinha estampado. Como o ambiente será visto durante muito tempo, as chances de enjoar da estampa é maior.

Mas se o cliente tem um estilo mais alegre e descontraído, você pode apostar no porcelanato para cozinha com cores diferentes, fugindo dos tradicionais tons neutros.

Veja também: Piso de madeira natural ou cerâmica? Veja as vantagens e desvantagens e acerte na escolha!

2- Defina o tamanho das peças de porcelanato para cozinha

Na hora de definir o tamanho das peças de porcelanato para cozinha, o primeiro fator a ser analisado é as dimensões do espaço.

Em cozinhas pequenas, é interessante pensar no melhor aproveitamento das peças, ou seja: escolher um tamanho que exija o menor número de recortes possível.

Diante desse contexto, o ideal é que o porcelanato para cozinha pequena tenha um tamanho menor.

Porcelanato para cozinha pequena: peças pequenas

Porcelanato para cozinha pequena: peças pequenas

Já para espaços maiores, o indicado é comprar placas grandes.

Dica: o cliente precisa comprar 10% a mais da quantidade definida de porcelanato para cozinha, para que se tenha peças reservas em caso de quebra.

Veja também: Como fazer orçamento de obra: aprenda a montar o seu + dicas de apps!

3- Escolha o porcelanato para cozinha que não evidencia a sujeira

Uma grande questão quando falamos sobre piso porcelanato para cozinha é: qual suja menos?

Afinal, essa é uma área que gera muitos resíduos e, com a correria do dia a dia, os clientes precisam de praticidade na hora da limpeza.

Diferente do que muitos pensam, piso escuros não disfarçam manchas e outros tipos de sujeira, e sim evidenciam.

Por isso, o melhor piso porcelanato para cozinha é de tom claro, neutro ou estampado.

Porcelanato para cozinha em tom claro (projeto: Coelho Lima Arquitetura)

Porcelanato para cozinha em tom claro (projeto: Coelho Lima Arquitetura)

Uma textura de porcelanato para cozinha que está na moda é o granilite, que originalmente é feito a partir de uma mistura de cimento branco ou comum, areia, água e pedras de diferentes tamanhos como granito, mármore, quartzo e outros minerais.

Mas existem pisos de porcelanato para cozinha que imitam essa textura, trazendo um ar retrô para o ambiente

Porcelanato para cozinha: granilite

Porcelanato para cozinha: granilite

Outra bela opção de porcelanato para cozinha que não evidencia a sujeira são aqueles que imitam ladrilho hidráulico.

Porcelanato para cozinha: piso com imitação de ladrilho hidráulico

Porcelanato para cozinha: piso com imitação de ladrilho hidráulico

Veja também: Como utilizar cerâmica para transformar ambientes? Descubra já!

4- Prefira o porcelanato retificado

Ainda falando sobre o assunto limpeza, o porcelanato para cozinha retificado é a melhor opção.

Devido a suas bordas retas, ele acumula menos sujeira no rejunte, facilitando a limpeza.

Porcelanato para cozinha: porcelanato retificado

Porcelanato para cozinha: porcelanato retificado

Ao usar o porcelanato para cozinha pequena retificado uma dica é apostar em tons claros, tanto na peça como no rejunte. Essa combinação dá a sensação de amplitude ao espaço.

Porcelanato para cozinha: piso e rejunte de tons claros

Porcelanato para cozinha: piso e rejunte de tons claros

5- Faça o revestimento na parede (mas não precisa ser na superfície inteira)

Quando falamos de porcelanato para parede de cozinha, ele não precisa ocupar toda a superfície para trazer beleza e praticidade ao ambiente.

O material pode ser aplicado apenas na chamada “área molhada”, próxima à pia e o fogão. Para facilitar, considere uma faixa de 60 cm acima do balcão da cozinha.

Porcelanato para parede de cozinha: parede com porcelanato até a metade

Porcelanato para parede de cozinha: parede com porcelanato até a metade

Porcelanato para parede de cozinha: porcelanato azul na parede (projeto: Mauren Buest)

Porcelanato para parede de cozinha: porcelanato azul na parede (projeto: Mauren Buest)

Porcelanato para parede de cozinha: porcelanato na parede

Porcelanato para parede de cozinha: porcelanato na parede

No restante da parede, o profissional pode aplicar uma tinta epóxi, que tem alta resistência à umidade.

6- Faça o revestimento no balcão

O projeto tem uma balcão? O porcelanato para cozinha pode dar um UP nesse espaço e criar um ambiente elegante ou descontraído, de acordo com o estilo do cliente.

Porcelanato para cozinha: banqueta de porcelanato (Projeto: Ambientta)

Porcelanato para cozinha: banqueta de porcelanato (Projeto: Ambientta)

Porcelanato para cozinha: bancada de porcelanato branco

Porcelanato para cozinha: bancada de porcelanato branco

Qual é o melhor tipo de porcelanato para cozinha?

Mas, afinal, qual é o melhor tipo de porcelanato para cozinha?

O porcelanato acetinado tem características que são ideias para a aplicação na cozinha.

Devido ao seu acabamento, a peça tem menos porosidade e menor absorção de líquido, o que diminui a propensão a manchas.

Se for comparado ao polido, ele apresenta mais resistência. Além disso, esse porcelanato para cozinha oferece mais facilidade na limpeza, já que a sua superfície tem ausência de brilho.

Apenas um pano úmido é o suficiente para tirar a sujeira.

Outra vantagem do porcelanato acetinado para cozinha é que sua aparência fosca é ideal para acabar com aquele aspecto frio comum em pisos do ambiente.

Porcelanato para cozinha: porcelanato acetinado

Porcelanato para cozinha: porcelanato acetinado

Na hora de escolher a cor do porcelanato para cozinha, uma dica é fugir do branco. Cores como cinza ou bege acentuam a sensação de aconchego na cozinha.

Mas é preciso tomar cuidado na hora da aplicação desse porcelanato para cozinha. A linha entre algo aconchegante/elegante e algo pesado/cansativo pode ser tênue.

Porcelanato para cozinha: porcelanato acetinado

Porcelanato para cozinha: porcelanato acetinado

Já se o cliente quer um piso de porcelanato para cozinha trabalhado com estampa ou brilho, a melhor opção é o porcelanato esmaltado.

Além de permitir uma maior personalização do ambiente, ele é a versão do material que menos absorve água.

Porcelanato para cozinha: porcelanato esmaltado em tom neutro

Porcelanato para cozinha: porcelanato esmaltado em tom neutro

Porcelanato para cozinha: porcelanato esmaltado com estampa

Porcelanato para cozinha: porcelanato esmaltado com estampa

Veja mais inspirações de porcelanato para cozinha

Porcelanato para cozinha: revestimento que imita madeira

Porcelanato para cozinha: revestimento que imita madeira

Porcelanato para cozinha: revestimento de tijolinhos pretos dá charme (projeto: Mauricio Karam)

Porcelanato para cozinha: revestimento de tijolinhos pretos dá charme (projeto: Mauricio Karam)

Porcelanato para cozinha: preto com madeira (fonte: revista Viva Decora)

Porcelanato para cozinha: preto com madeira (fonte: revista Viva Decora)

Porcelanato para cozinha: piso preto e coifa (projeto: Érica Salguero)

Porcelanato para cozinha: piso preto e coifa (projeto: Érica Salguero)

Porcelanato para cozinha: piso em ambiente integrado

Porcelanato para cozinha: piso em ambiente integrado

Porcelanato para cozinha: iluminação valoriza o ambiente (projeto: Maíra Ritter)

Porcelanato para cozinha: iluminação valoriza o ambiente (projeto: Maíra Ritter)

Porcelanato para cozinha: estilo clássico e bancada preta (projeto: Cosentino)

Porcelanato para cozinha: estilo clássico e bancada preta (projeto: Cosentino)

Porcelanato para cozinha: cozinha azul (projeto: ACF Arquitetura)

Porcelanato para cozinha: cozinha azul (projeto: ACF Arquitetura)

Porcelanato para cozinha: ambiente preto traz elegância (projeto: Maria Luisa Mendes)

Porcelanato para cozinha: ambiente preto traz elegância (projeto: Maria Luisa Mendes)

Porcelanato para cozinha: ambiente neutro e banco de madeira

Porcelanato para cozinha: ambiente neutro e banco de madeira

Porcelanato para cozinha: ambiente branco com madeira

Porcelanato para cozinha: ambiente branco com madeira

Quer conquistar mais projetos e colocar em prática nossas dicas de porcelanato para cozinha? Conheça o Ciclo do Encantamento, conteúdo exclusivo criado para arquitetos que querem dar um UP na carreira: