The Sims e Arquitetura: 3 lições que você precisa levar do jogo para a sua vida profissional

O jogo The Sims marcou a vida de muitas pessoas. Seja na infância ou até mesmo já adulto. É uma excelente forma de passar o tempo, “ter uma segunda vida”, projetar casas, decorar ambientes, ter outras profissões etc.

Se você nunca jogou ou sequer sabe do que eu estou falando, recomendo testar pelo menos uma vez, principalmente se você for arquiteto ou designer, pois esse é um dos principais jogos de arquitetura hoje em dia.

Entretanto, apesar de toda a ficção, existem lições preciosas que você precisa levar para a vida. E mesmo se você não tiver jogado esse texto também é para você.

Lição 1 – O dinheiro não é infinito

 

the-sims-e-arquitetura-dinheiro-infinito

the sims e arquitetura: nem todo mundo consegue ter uma casa assim

Apesar de existirem alguns truques e códigos para você burlar o sistema e conseguir ter dinheiro infinito no jogo, a realidade padrão é você ter que suar, trabalhar e lutar para conseguir ganhar um “salário adequado”.

O grande barato do jogo é você criar casas, comprar móveis, decorar os ambientes, passar horas escolhendo o que construir, como construir, o que comprar etc. É basicamente o momento de criar a casa dos seus sonhos.

Quem já jogou sabe o prazer que isso dá. E aposto que já devem ter feito centenas de casas ao longo dos anos! 😉

E o qual a relação disso com arquitetura e design de interiores?

Assim como no jogo, o cliente não tem dinheiro infinito

E por mais que ele sonhe, que ele queira, que ele deseja, muitas vezes não vai ser possível ter o projeto 100% como ele idealizou.

Então, seu papel como arquiteto ou designer é entender as necessidades reais do cliente, suas dores, seus anseios e qual o objetivo final deles com aquele projeto.

Dessa forma, ficará mais fácil de você entender o que vai ser entregue, como vai ser entregue e a que preço será entregue.

Outro ponto extremamente relevante é que, assim como no jogo, muitas vezes uma obra acaba ficando pela metade ou algo tem que ser revisto no meio do processo, pois imprevistos ocorreram.

Você também precisa estar preparado para isso e pensar em alternativas como um crédito diferenciado para reforma, por exemplo.

Aprendizado: use o dinheiro do seu cliente com sabedoria, pois ele pode acabar.

Lição 2 – É sobre o seu cliente e não sobre você

 

the-sims-e-arquitetura-tipos-de-projeto

the sims e arquitetura: nem sempre o projeto da forma que você quer projetar é a melhor opção para o cliente

O jogo oferece milhares de opções diferentes de você criar a sua casa. Você pode escolher dezenas de cores para paredes, tipos diferentes de azulejos, centenas de opções de revestimento etc. E se quiser pode até colocar uma mesa de sinuca na cozinha! 😉

E isso tudo mostra um comportamento natural do consumidor que contrata um arquiteto ou designer de interiores: ele quer o projeto do jeito dele e com as características dele.

Não estamos dizendo que você não deve ter o seu estilo como arquiteto ou designer. Também não estamos dizendo que você não deva orientar o cliente a tomar decisões.

O ensinamento claro é que “melhores decisões” são baseadas na felicidade dele e não naquilo que você acha mais bonito ou atraente.

Já ouvimos histórias de profissionais que até se recusaram a tirar fotos de alguns de seus próprios projetos, pois acharam “feio”.

Feio é:

  • Não ter clientes
  • Estar endividado
  • Focar na satisfação pessoal e não na do cliente
  • Achar que está acima de qualquer pessoa, pois possui um estilo próprio

E se você estiver pensando que alguns arquitetos que são geniais conseguem impor seus estilos e as pessoas aceitam você está certo.

Entretanto, eles são a exceção e não a regra.

Então, co-crie com seu cliente. Sonhe com ele, viva o projeto dele, sinta a felicidade dele e encare um projeto de sucesso não como um projeto concluído e sim como um cliente feliz usufruindo da obra que ele sonhou.

Aprendizado: a ideia do seu cliente + a sua ideia = projeto perfeito. Só a sua ideia ou só a ideia do seu cliente = projeto sem sucesso.

Lição 3 – É preciso ter uma gestão de projetos

 

the-sims-e-arquitetura-gestao

the sims e arquitetura: algumas obras podem ficar inacabadas se não tiverem a gestão adequada

No jogo, para comprar produtos e todos os materiais para criar a sua casa, você precisa primeiro ganhar dinheiro, decidir como investir o recurso e ir montando passo a passo a sua casa.

O mesmo vale se trouxermos isso para a vida real. Grande parte dos projetos que dão problema e que geram uma imensa dor de cabeça dos dois lados é simplesmente por falta de organização e gestão.

E essa gestão é de projetos, gestão de processos e principalmente uma gestão de expectativa que você como profissional deve gerar no cliente.

Para um projeto ter sucesso o cliente precisa entender:

  • Quais serão os passos
  • Quem serão os responsáveis
  • Até onde ele tem controle da situação e até onde você é o responsável
  • Os valores totais que ele irá investir
  • Os imprevistos que poderão acontecer

E para que esse mesmo projeto tenha sucesso o profissional precisa garantir que:

  • Tudo que foi prometido seja cumprido
  • O cliente tenha entendido o que será feito, como será feito e em que prazo
  • Mesmo que se existir algum imprevisto vocês encontrarão uma solução em conjunto

É óbvio que nem tudo dá para ser previsto e com certeza algumas coisas irão ter um direcionamento diferente, entretanto a forma como você lida com isso é que fará toda a diferença. E quanto mais você planejar, organizar e tiver um gestão precisa de tudo que está ocorrendo, menos chance de erro você terá. E, consequentemente, mais chances de deixar seu cliente feliz.

Aprendizado: sem uma gestão eficaz seu projeto tende a dar errado.

Colocando em prática os aprendizados de The Sims

 

Viu como The Sims e arquitetura tem muita coisa em comum? Esperamos que esses três aprendizados tenham te mostrado um pouco que se você olhar diferente para tudo que te cerca você pode obter lições valiosas até mesmo de jogos!

Então, hora de jogar um pouco mais e, claro, de colocar tudo que você acabou de aprender em prática.