Ponto de fuga: quantos utilizar em um desenho?

Se você ama desenhar, com certeza já deve ter vivido algum momento de crise nesse relacionamento.

Um deles é quando você é apresentado ao complexo ponto de fuga.

É a partir dele que o desenhista consegue dar profundidade ao desenho e deixá-lo mais realista.

Diante desse contexto, aprender sobre o ponto de fuga é uma necessidade básica de quem quer fazer desenhos profissionais.

Ainda tem dúvidas sobre ele? Não se preocupe, neste artigo, vamos explicar o que é ponto de fuga, como fazer desenhos a partir dele e as técnicas mais utilizadas. Acompanhe!

Tem mais dúvidas sobre assuntos técnicos? Aproveite para ler também:

O que é ponto de fuga?

 

Explicando de forma simples, o ponto de fuga é a referência no horizonte para fazer as linhas em um desenho e construir uma perspectiva.

E é o que é uma perspectiva?

A palavra perspectiva tem origem no latim e significa “ver através de”. Trata-se da representação bidimensional de algo tridimensional.

A perspectiva ajuda o observador a enxergar aquela imagem no papel como se fosse um objeto ou paisagem real. Ou seja, ela permite enxergar a altura, profundidade e largura dos elementos.

As perspectivas com ponto de fuga são conhecidas como cônicas, mas existem outros tipos como a isométrica, cavaleira, militar, entre outras.

Agora que você já sabe o que é ponto de fuga, veja como utilizá-lo em desenhos.

Desenhos com ponto de fuga: como fazer?

 

Uma dúvida muito comum entre estudantes de arquitetura ou desenhistas iniciantes é como fazer desenhos com ponto de fuga.

São tantos traços que é normal se confundir sobre qual linha riscar para formar os desenhos, entre outras questões que tiram o sono dos estudantes.

A informação básica sobre o ponto de fuga é que a sua altura representa o nível dos olhos do observador.

Ponto de fuga: Visão do Observador

Ponto de fuga: visão do observador

Dessa forma, todo os objetos que estiverem em cima da linha do horizonte serão vistos de baixo, o que estiverem em cima da linha serão vistos de frente e o que estiverem abaixo serão vistos de cima.

Ponto de fuga: Perspectiva do observador

Ponto de fuga: perspectiva do observador

Muitas vezes, a ansiedade em fazer desenhos incríveis acaba bloqueando o estudante, que acredita que nunca vai conseguir aprender o ponto de fuga.

Um dica para quem está começando a fazer desenhos com perspectiva é apostar em formas geométricas simples, como quadrados.

Não tenha pressa em passar para formas mais complexas, já que desenhos com ponto de fuga exigem muito estudo e entendimento completo do conceito.

Aproveite para ler também: Vistas, tipos de linhas e mais: tudo o que você precisa saber sobre desenho técnico

Desenho com um ponto de fuga

 

Vamos começar a falar dos desenhos com ponto de fuga explicando a técnica mais simples: a perspectiva com um ponto de fuga.

A perspectiva com um ponto de fuga deixa bem clara a profundidade e a distância do objeto em relação ao observador.

Ponto de fuga: desenho com um ponto de fuga - sala

Ponto de fuga: desenho com um ponto de fuga – sala

Ponto de fuga: desenho com um ponto de fuga - rua

Ponto de fuga: desenho com um ponto de fuga – rua

Ponto de fuga: desenho com um ponto de fuga - cozinha

Ponto de fuga: desenho com um ponto de fuga – cozinha

Ponto de fuga: Desenho com um ponto de fuga - Rua

Ponto de fuga: Desenho com um ponto de fuga – Rua

É importante destacar que não é obrigatório que o desenhista ou arquiteto faça a perspectiva com um ponto de fuga considerando que o observador está no centro.

Porém, caso a ideia seja fazer uma visão lateral do cenário, recomenda-se o uso do desenho com mais de um ponto de fuga.

Desenho com dois pontos de fuga

 

O desenho com dois pontos de fuga é o mais utilizado. É ele que representa com mais exatidão a nossa visão dos objetos no espaço.

Ele é ideal para mostrar aos clientes uma visão mais realista de como o projeto vai ficar.

Em um desenho com dois pontos de fuga os dois ficam localizados sob a linha do horizonte. São nesses pontos que as linha vão convergir, com exceção daquelas perpendiculares ou oblíquas.

 

Ponto de fuga: desenho com dois pontos de fuga - cidade

Ponto de fuga: desenho com dois pontos de fuga – cidade

Ponto de fuga: desenho com dois pontos de fuga - casa

Ponto de fuga: desenho com dois pontos de fuga – casa

Ponto de fuga: desenho com dois pontos de fuga - quarto

Ponto de fuga: desenho com dois pontos de fuga – quarto

O desenho com dois pontos de fuga apresenta mais dificuldade, já que o maior número de linhas confunde na hora de traçar e formar a imagem.

Desenho com 3 pontos de fuga

 

O desenho com 3 pontos de fuga traz muitas distorções. Ele é usado em desenhos que passam a sensação de monumentalidade ou exagero.

Essa técnica também é conhecida como perspectiva aérea, porque o observador vai estar muito acima ou muito abaixo da linha do horizonte.

Ponto de fuga: desenho com três pontos de fuga

Ponto de fuga: desenho com três pontos de fuga

Ponto de fuga: desenho com três pontos de fuga - edifício

Ponto de fuga: desenho com três pontos de fuga – edifício

Ponto de fuga: desenho com três pontos de fuga (cidade)

Ponto de fuga: desenho com três pontos de fuga (cidade)

Uma outra diferença em relação aos pontos de fuga que vimos até agora é que eles sempre ficam posicionados em cima da linha do horizonte.

Já no caso do desenho com 3 pontos, 2 pontos ficam sob a linha e o terceiro fica acima ou abaixo.

Qual a diferença entre um desenho com um ponto de fuga e com dois pontos de fuga?

 

Em um desenho com um ponto de fuga, sempre vai existir uma face que não vai aparecer distorcida para o observador, ou seja, será mostrada de frente. No exemplo abaixo, a parede é visualizada dessa forma.

Ponto de fuga: observador com um ponto de fuga

Ponto de fuga: observador com um ponto de fuga

Já no desenho com dois pontos de fuga todas as faces aparecem distorcidas, ou seja, nenhuma aparece de frente.

Ponto de fuga: observador com dois pontos de fuga

Ponto de fuga: observador com dois pontos de fuga

Gostou de aprender mais sobre o ponto de fuga?

Já que estamos falando sobre desenhos e projetos, aproveite para receber nosso kit  de escalas humanas e deixe seu projeto 3D mais realista:

lp-rd-escala-humana-cta-blog