Descubra 8 tipos de cimento e qual é o mais indicado para sua obra

Tipos de cimento e suas aplicações é um assunto que gera muitas dúvidas, não é mesmo?

Esse pó cinza que mudou a história da engenharia e arquitetura pode ser usado para construções, confecção de peças e até revestimentos.

Existem aqueles tipos de cimento que se encaixam em vários tipos de construções, os que são indicados para obras com maior contato com a água e até o cimento branco.

Ficou curioso para saber mais os tipos de cimento? Neste artigo, vamos contar tudo sobre esse material tão importante. Acompanhe!

O que é cimento?

 

Cimento é, basicamente, um pó fino com propriedades aglomerantes, aglutinantes ou ligantes que enrijecem em contato com a água. Depois de endurecido, mesmo em contato com o líquido novamente, o cimento não se decompõe mais.

Suas principais matérias-primas são:

  • calcário
  • argila
  • óxidos de ferro e alumínio usados na produção do clínquer – material básico para a fabricação de cimento
  • gesso (gipsita)
  • argila pozolânica
  • escória de fornos
Tipos de cimento: quais são?

Tipos de cimento: quais são?

Mas de onde surgiu os tipos de cimento que conhecemos hoje?

A palavra cimento vem do latim, “caementu”, uma espécie de pedra natural de rochedos que era localizada em Roma.

Acredita-se que os povos antigos, como os egípcios e romanos, já utilizavam uma espécie de aglomerante entre os blocos para construir seus monumentos.

Por exemplo, na construção do Coliseu, foi usada uma mistura de areia, pedaços de telha, calcário calcinado e cinzas vulcânicas.

Tipos de cimento: Coliseu

Tipos de cimento: Coliseu

Mas os tipos de cimentos como conhecemos hoje só começaram a ser desenvolvidos a partir do século XVIII, em paralelo à Revolução Industrial e outras soluções que revolucionaram a engenharia.

O cimento artificial foi criado em 1786 por John Smeaton, que elaborou uma mistura resistente através da calcinação de calcários argilosos e moles.

Já em 1824, foi criado o cimento Portland, que hoje é o mais utilizado no mundo. Ele surgiu de um experimento do construtor inglês Joseph Aspdin, que queimou pedras calcárias e argila transformando-as em um pó fino.

Ele observou que essa mistura, ao secar, ficava tão dura quanto as pedras usadas em construções.

Foi aí que Joseph patenteou a descoberta com o nome de cimento Portland, em referência a ilha Britânica de mesmo nome. A nova mistura descoberta se assemelhava às rochas do local em relação à cor e resistência.

Tipos de cimento: Ilha de Portland

Tipos de cimento: Ilha de Portland

Veja também: A arquitetura romana e seu grande legado para o mundo ocidental

8 tipos de cimento e suas aplicações

 

  1. Cimento Portland Comum CP I e CP I-S (NBR 5732)
  2. Cimento Portland CP II (NBR 11578)
  3. Cimento Portland de Alto Forno CP III (com escória – NBR 5735)
  4. Cimento Portland CP IV (com pozolana – NBR 5736)
  5. Cimento Portland CP V ARI – (Alta Resistência Inicial – NBR 5733)
  6. Cimento Portland CP (RS) – (Resistente a sulfatos – NBR 5737)
  7. Cimento Portland de Baixo Calor de Hidratação (BC) – (NBR 13116)
  8. Cimento Portland Branco (CPB) – (NBR 12989)
Tipos de cimento: cimento pronto para uso

Tipos de cimento: cimento pronto para uso

Conhecer os tipos de cimento Portland e suas aplicações é fundamental, pois cada um deles tem características diferentes em sua composição e são indicados para situações específicas.

De acordo com a Associação Brasileira de Cimento Portland, existem 8 tipos de cimento disponíveis no Brasil.

Cada um deles é regido por uma norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Elas são responsáveis por fixar as condições exigidas da fabricação e entrega dos tipos de cimentos.

Agora que você já sabe o que é e a história desse material, descubra quais são os 8 tipos de cimento e suas aplicações:

1- Cimento Portland Comum CP I e CP I-S (NBR 5732)

 

O Cimento Portland Comum CP I recebe até 5% de adições, além do gesso, que tem como objetivo retardar o início de pega do cimento para possibilitar mais tempo na aplicação. É utilizado em serviços de construção em geral, que não são exigidas propriedades especiais.

Já o Cimento Comum CP I-S é composto de até 10% de material carbonático em massa e é utilizado nas mesmas condições do CP I.

O cimento comum tem alto custo e menos resistência. Sua principal vantagem é a versatilidade.

Esse tipo de cimento é o mais difícil de ser encontrado no mercado, pois é fabricado por encomenda.

Entre os tipos de cimento Portland, ele é o mais versátil, pois pode ser usado em qualquer obra que não exige nenhuma propriedade especial. Nas demais, são recomendados os tipos de cimento Portland que veremos a seguir.

Aplicação: construções em geral, sem contato com sulfatos do solo ou águas subterrâneas.

2- Cimento Portland CP II (NBR 11578)

 

Quando falamos de tipos de cimento Portland, esse é o mais fácil de ser encontrado, já que corresponde a quase 70% do cimento produzido no Brasil.

Ele é conhecido por esse nome porque tem a adição de outros materiais em sua mistura, tornando-se um cimento com menor calor de hidratação, ou seja: ele libera menos calor quando entra em contato com a água.

Aplicação: construções em geral/estruturas que exigem um desprendimento de calor moderadamente lento/Construções que podem ser “atacadas” por sulfatos.

Veja também: Tipos de argamassa, diferenças do cimento e mais: saiba como fazer o cálculo da argamassa!

3- Cimento Portland de Alto Forno CP III (com escória – NBR 5735)

 

Esse tipo de cimento tem maior adição de escória (de 35% a 70%). Nesse contexto, o Cimento Portland de Alto Forno CP III tem alta impermeabilidade, resistência à expansão e durabilidade.

Ele pode ser utilizado em aplicações gerais, mas é ideal para obras de concreto-massa, como barragens, peças de grandes dimensões, pilares de pontes, obras submersas, entre outras.

Tipos de cimento: pilar de ponte

Tipos de cimento: pilar de ponte

O Cimento de Alto Forno deve ser evitado em concretagens em ambientes muito secos ou temperaturas baixas.

Aplicação: construções em geral e obras de grande porte

4- Cimento Portland CP IV (com pozolana – NBR 5736)

 

Entre os tipos de cimento Portland o CP IV é constituído de 15% a 50% de material pozolânico. O elemento tem alta permeabilidade, estabilidade e durabilidade.

Por liberar menos calor quando entra em contato com a água, ele é bastante recomendado para a concretagem de grandes volumes e sob temperaturas elevadas.

É apropriado para preparo de argamassa, concretos, elementos pré-moldados e artefatos de cimento.

Tipos de cimento: artefatos de cimento

Tipos de cimento: artefatos de cimento

Aplicação: construções em geral/obras expostas à ação da água/obras de grande porte/elementos pré-moldados.

5- Cimento Portland CP V ARI – (Alta Resistência Inicial – NBR 5733)

 

O CP V-ARI é um dos tipos de cimento que não contém adições em sua composição (em casos excepcionais pode conter até 5% de material carbonático).

Devido seu processo de fabricação, esse tipo de cimento tem alta reatividade nas primeiras horas de aplicação e fica bastante resistente em um curto espaço de tempo.

Ele é muito utilizado em obras que exigem um tempo de desforma menor.

Aplicação: fabricação de concreto e argamassa/produção de artefatos de cimento/blocos para alvenaria e pavimentação/tubos/lajes/meio-fio/postes.

6- Cimento Portland CP (RS) – (Resistente a sulfatos – NBR 5737)

 

Assim como os outros tipos de cimento Portland que que vimos até aqui, o CP (RS) se destaca pela sua versatilidade, resistência e durabilidade.

Ele apresenta maior resistência aos sulfatos, mas, afinal, o que é essa substância? Trata-se de um agente químico, também conhecido como óxido sulfúrico, que tem forte presença na água.

Por isso, esse é um dos tipos de cimentos ideais para obras em ambientes marítimos, esgotos, entre outros locais com condições semelhantes.

Tipos de cimento: cano para esgoto

Tipos de cimento: cano para esgoto

Outros tipos de cimentos que citamos até aqui podem alcançar essa categoria se preencherem os requisitos.

Aplicação: obras em contato direto com a água (ambientes marítimos, esgoto, entre outros).

7- Cimento Portland de Baixo Calor de Hidratação (BC) – (NBR 13116)

 

Esse tipo de cimento é extremamente resistente a grandes temperaturas e tem alta durabilidade.

Devido a essa característica é menos propenso ao surgimento de fissuras de origem térmica, que podem acontecer devido ao calor desenvolvido durante a hidratação do material.

Aplicação: obras de grande porte.

8- Cimento Portland Branco (CPB) – (NBR 12989)

 

A grande diferença do Portland Branco em relação aos outros tipos de cimento é a sua coloração branca. Ela é obtida por meio de matérias-primas com baixos teores de óxidos de ferro e manganês e por condições especiais durante a fabricação.

Tipos de cimento: cimento branco

Tipos de cimento: cimento branco

Existem dois tipos de cimento branco: o estrutural e o não estrutural.

O uso do primeiro vem caindo nos últimos tempos, devido ao alto custo e o aumento de tintas especiais para o acabamento.

O cimento branco não estrutural é usado para rejuntes

Aplicação: construções em geral/rejunte

Gostou de conhecer mais sobre os tipos de cimento e suas aplicações? Já que estamos falando sobre construções, aproveite para receber nosso material e aprenda, com dicas práticas, a fazer gestão de obras: