LM70, LM79, LM80 e TM21: entenda como funciona a certificação de expectativa de vida do led

Que as lâmpadas de Led são o futuro da iluminação não é novidade.

Cada vez mais se fala em avaliação de desempenho e expectativa de vida do Led. Novos termos vêm aparecendo no vocabulário de muitos fornecedores e especificadores, porém ainda ocorre muitas dúvidas sobre este assunto.

expectativa-de-vida-led

expectativa de vida do led

Antigamente para saber se um led era de qualidade, os especificadores perguntavam aos fornecedores qual era a expectativa de vida das lâmpadas de Led. A base estava na resposta única de 25.000 ou 50.000 horas.

Porém, hoje para se ter uma análise mais aprofundada sobre a expectativa de vida dos Led é necessário saber primeiramente em que parâmetros ou testes de qualidade esse Led foi submetido.

Veja também: os parâmetros que são levados em conta na certificação das lâmpadas led feita pelo Inmetro

A certificação de expectativa de vida do Led

 

As certificações de expectativa de vida do Led, LM70, LM80 e TM21 são procedimentos e métodos publicado pela IESNA (Illuminating Engineering Society North America) feitas através de  testes e representações.

A representação utilizada na LM70 define que a vida útil da luminária ou Led termina quando ela atinge 70% do fluxo luminoso inicial, após um determinado número de horas. Por exemplo, L70 50Kh, significa que a vida útil da luminária é de 50.000 horas para 70% de manutenção do fluxo luminoso inicial.

Seguindo a lógica L80 significa 80%, porém somente equipamentos de excelência irão indicar essa característica, pois é muito rigorosa.

Assim, a IESNA desenvolveu padrões de classificação de vida útil para os Leds com base na quantidade de tempo que leva para a fonte de luz ficar abaixo dos níveis de luz utilizáveis.

Os níveis de iluminação utilizáveis ​​podem ser definidos como L80 ou L70 o ponto em que o aparelho diminuiu para 80% ou 70% de sua saída original.

expectativa-de-vida-led-depreciacao-fluxo-luminoso

expectativa de vida do led: depreciação do fluxo luminoso

Podemos observar no gráfico que mesmo após a depreciação de fluxo luminoso em 70% em X horas, até o led chegar em falha catastrófica irá demorar X horas.

O correto é fazer a substituição antes da falha da vida útil, considerando todos os desdobramentos que um fluxo luminoso depreciado pode trazer ao ambiente.

Veja outros posts sobre iluminação:

Os diferentes padrões de avaliação do Led

 

Atualmente existem três padrões utilizados ​​para avaliar a vida útil das fontes de luz LED o LM-70, LM-79, LM-80, além do TM-21.

LM-70

 

O LM-70 é o procedimento utilizado simplesmente para se definir o tempo que uma fonte de luz leva para se depreciar 70% do seu fluxo nominal, ele só leva em conta os lumens produzidos.

Porém, para que possamos ter uma análise completa devemos considerar todos os fatores que podem influenciar no fluxo luminoso do sistema, como as características ópticas e as características da fontes que alimentam o led.

Para tanto, temos mais dois parâmetros detalhados abaixo, o LM79 para lâmpadas de led e LM80 para luminárias.

LM-79

 

O LM-79 é o procedimento feito através de testes para determinar as características de desempenho dos equipamentos de led aplicável à lâmpada ou luminária.

Não é aplicável aos módulos de LED ou ao componente LED. Este teste fornece o desempenho como o fluxo luminoso, distribuição de intensidade luminosa, características de energia elétrica, eficiência luminosa e características de cor.

LM-80

 

O LM-80 é o procedimento realizado em LEDs e módulos de LEDs, não considerando componentes ópticos, térmicos e controladores.

Visa a obtenção de informações sobre a depreciação de lúmens através de medições em pelo menos 6000 horas de vida, em intervalos de 1000 horas.

TM-21

 

A TM-21 é o método para obter os dados da LM80 e fazer projeções da vida útil do Led. Os resultados podem ser usados para conferir a vida útil de uma fonte de Led dentro de uma luminária ou lâmpada.

Os valores reportados de TM-21 têm um limite superior de 6 vezes o número de horas de teste LM-80.

Portanto, se um chip de LED for testado por 6.000 horas, sua vida útil máxima relatada no TM-21 será de 36.000 horas. Se o chip fosse testado por 10.000 horas, seu máximo reportado TM-21 seria 60.000 horas.

Os resultados de vida obtidos do TM-21 usarão a seguinte nomenclatura padronizada: Lp (Yk). Sendo P o Percentual de manutenção de lúmen.

Para luminárias LED, consideramos o L79 o padrão. Após 30% de depreciação da luz, consideramos que o sistema não está mais cumprindo seu dever e deve ser substituído, Y – Comprimento do período de dados LM-80 em milhares de horas. Exemplo: L70 (6k) = 36.000 horas.

Com todos estes resultados é possível comparar o desempenho fotométrico e elétrico de luminárias ou lâmpadas de LED e consequentemente se o equipamento é aplicável aos requisitos de um projeto ou de uma instalação.

O simples fato de ter um relatório segundo a LM80 ou a LM79 de um produto led, não é suficiente para aprovação ou reprovação de um produto. O que importa é a interpretação dos dados fornecidos por estes relatórios e consequente análise na aplicação desejada.

Quer ser um especialista em iluminação? Confira nosso curso online gratuito:

curso-light-design

Expectativa X Realidade

 

expectativa-de-vida-led-longevidade

expectativa de vida do led: longevidade das lampadas

Agora que você entende como as diferentes longevidades da tecnologia são avaliadas, vamos falar um pouco sobre o que essas diferenças significam no mundo real.

O olho humano começa a perceber a alteração de intensidade de luz após atingir 30% de depreciação do valor inicial do Led.

Ou seja, quando uma fonte de luz tradicional chega ao fim de sua vida útil, ela falha. Completamente. A luz não acende mais. Quando uma fonte de luz LED atinge o final de sua vida útil, ela continua acesa, mas está mais fraca do que deveria.

Quando uma fonte de luz LED precisa ser substituída, não é óbvio.

Como a depreciação do lúmen acontece gradualmente ao longo do tempo, ninguém vai entrar num prédio um dia e perceber que as luzes são significativamente mais fracas do que cinco anos antes.

Mas níveis inadequados de luz podem ser perigosos, por isso é importante ser proativo sobre a manutenção de iluminação planejada com luminárias LED.

A importância do planejamento

 

Com tecnologia de LED, é importante planejar e executar sua manutenção de iluminação de forma proativa. Embora o tempo de vida útil da iluminação eficiente em termos de energia possa se estender por anos no futuro, o planejamento no início do processo pode ajudá-lo a evitar dores de cabeça no futuro. A escolha de uma lampada de qualidade é essencial.

O último ponto importante que discutiremos sobre o tempo de vida é que é importante entender que suas necessidades podem ser diferentes da vida útil estimada de um equipamento.

Como sempre, a melhor maneira de tomar essas decisões é com a ajuda de um profissional qualificado.

Agora que você já sabe como ver a expectativa de vida do Led, que tal deixar seus projetos mais bem iluminados?

Esse conteúdo foi desenvolvido pela Ilunato, loja virtual de iluminação e decoração criada para atender profissionais. Conheça e se surpreenda com o nosso programa de especificadores parceiros.