Tipos de Iluminação: 7 Exemplos Que Vão Deixar Seus Projetos Lindos

Tipos de iluminação valorizam a decoração, otimizam o espaço e trazem segurança para o cliente. Existem vários tipos de luz para ambientes, que usadas do jeito certo podem transformar um projeto simples em um case de sucesso.

Mas para conseguir bons resultados, é obrigatório conhecer o funcionamento de cada um deles. Por isso, no post de hoje, separamos dicas de iluminação de interiores essenciais para todo arquiteto. Acompanhe:

7 tipos de iluminação que você precisa conhecer:

  1. Iluminação direta
  2. Iluminação indireta
  3. Iluminação difusa
  4. Iluminação de destaque
  5. Iluminação de orientação
  6. Iluminação de tarefa
  7. Iluminação para áreas externas

1- Iluminação direta

Iluminação direta, como o próprio nome diz, é quando a luz fica focada em um ponto específico do ambiente.

Ela costuma ser feita com abajures e luminárias e tem como objetivo criar uma região clara que facilite uma atividade.

No exemplo abaixo, a luminária está posicionada acima da poltrona, facilitando a leitura e oferecendo conforto. É um dos tipos de iluminação mais interessantes para salas de estar, escritórios e cozinhas.

Tipos de luz para ambientes: iluminação direta (foto: Modernidade Móveis)

Tipos de luz para ambientes: iluminação direta (foto: Modernidade Móveis)

A iluminação direta também é recomendada para quem gosta de ler na cama. Nesse caso, pode ser usado um abajur ou luminária na mesa de cabeceira.

2- Iluminação indireta

A luz indireta é um dos tipos de iluminação mais interessantes para quartos, salas e ambientes mais intimistas.

Seu funcionamento é muito simples: os pontos de luz do ambiente usam o teto ou a parede como refletores, tornando a iluminação mais difusa.

Por exemplo, no ambiente abaixo, a luz “bate” no forro de gesso antes de ser distribuída para o escritório.

Tipos de iluminação: iluminação indireta em escritório (foto: Ideias Decor)

Tipos de iluminação: iluminação indireta em escritório (foto: Ideias Decor)

Esse tipo de iluminação é ideal para suavizar sombras e criar um ambiente aconchegante.

Veja também: Automação Residencial – Entenda Como Usar e Encantar o Cliente!

3- Iluminação difusa

Esse é um dos tipos de iluminação mais usados em residências. A lâmpada é instalada no teto, centralizada ou nos cantos.

Dessa forma, a luz ilumina todo o espaço uniformemente, sem contrastes e sombras.

Para alcançar o efeito ideal, esse tipo de iluminação exige lâmpadas muitos fortes combinadas com plafons.

Eles equilibram a intensidade da luz e deixam a claridade uniforme por todo o ambiente.

Tipos de iluminação: iluminação difusa na sala de estar (foto: Ilumisul Materiais Elétricos)

Tipos de iluminação: iluminação difusa na sala de estar (foto: Ilumisul Materiais Elétricos)

4- Iluminação de destaque

Quer chamar a atenção para algum objeto do ambiente? A iluminação de destaque com spots vai te ajudar.

Esse tipo de iluminação também é bastante utilizado em fachadas de casas. Outra aplicação residencial é quando o ambiente tem um revestimento diferente que merece ser evidenciado.

Tipos de iluminação: iluminação de destaque valoriza quadro (foto: Palácio das Lâmpadas)

Tipos de iluminação: iluminação de destaque valoriza quadro (foto: Palácio das Lâmpadas)

A iluminação de destaque também é utilizada com frequência para destacar objetos em lojas e obras de artes em museus.

Tipos de iluminação: iluminação de destaque em museu (foto: Arquitetura de Iluminação)

Tipos de iluminação: iluminação de destaque em museu (foto: Arquitetura de Iluminação)

5- Iluminação de orientação

Esse tipo de iluminação traz conforto na circulação de ambientes específicos. Ela também dá segurança e evita acidentes.

É ideal para locais como corredores, escadas, áreas de piscina, jardins e entradas de residência.

O recomendado é que as lâmpadas fiquem totalmente embutidas no chão ou na parede.

Tipos de iluminação: iluminação de orientação em escada (foto: Eurolume Blog)

Tipos de iluminação: iluminação de orientação em escada (foto: Eurolume Blog)

6- Iluminação de tarefa

A iluminação de tarefa, também chamada de iluminação de escritório, tem focos menores e mais fortes de luz.

Esse tipo de iluminação é usado em áreas em que se realiza um trabalho específico como ler, escrever, cozinhar, entre outras.

Por mais que a execução pareça simples, é preciso ter cuidado na colocação da luminária para que não se produza sombras que atrapalhem a atividade.

Tipos de iluminação: iluminação de tarefa em home office (foto: Save Light Design)

Tipos de iluminação: iluminação de tarefa em home-office (foto: Save Light Design)

Veja também: Vantagens e desvantagens do home office – trabalhar em casa, sonho ou pesadelo?

7- Iluminação para áreas externas

A iluminação para áreas externas valoriza o paisagismo, a fachada da casa e traz segurança para os moradores.

Existem várias opções de lâmpadas que, além de criar um fluxo intenso de iluminação, trazem beleza e charme para o espaço.

Veja alguns exemplos de tipos de iluminação de jardim:

  • Poste
  • Cordões de luz
  • Balizadores
  • Luminárias espeto
  • Refletores embutidos de solo
  • Arandelas
  • Luminárias subaquáticas
  • Lanternas
Tipo de iluminação: iluminação de jardim com balizadores (foto: Bbel - UOL)

Tipos de iluminação de jardim: iluminação de jardim com balizadores (foto: Bbel – UOL)

Iluminação por ambiente

Agora que você conferiu como funcionam os tipos de luz para ambientes, veja algumas dicas de iluminação de interiores para cada cômodo:

Iluminação da sala

O tipo de luz indicada para sala de TV é a quente, pois proporciona aconchego e conforto visual.

Além disso, a iluminação indireta é recomendada para distribuir a luz de forma homogênea pelo ambiente.

Mas como explicamos ao longo do texto, também é possível incluir uma iluminação de destaque ou de tarefa de acordo com a necessidade do cliente.

No caso da sala de TV, quanto menos luminosidade, melhor.

Tipos de iluminação: iluminação indireta em sala bate no forro e ilumina ambiente (foto: Decoração de Interiores)

Tipos de iluminação: iluminação indireta em sala bate no forro e ilumina ambiente (foto: Decoração de Interiores)

Iluminação da cozinha

A cozinha é um espaço onde o cliente precisa de segurança para manusear objetos de corte e preparar os alimentos.

Diante desse contexto, a luz fria é a mais indicada, pois traz contraste e ajuda a enxergar melhor a cor dos alimentos.

Tipos de iluminação: luz fria em cozinha (foto: Pinterest)

Tipos de iluminação: luz fria em cozinha (foto: Pinterest)

Mas caso os moradores não tenham o costume de cozinhar diariamente e/ou usam a cozinha apenas para receber os amigos, a luz quente pode ser utilizada.

Uma dica interessante é usar fitas de led para iluminar as bancadas e interior dos armários.

Tipos de iluminação: fita de led em cozinha (foto: Pinterest)

Tipos de iluminação: fita de led em cozinha (foto: Pinterest)

Iluminação do quarto

A iluminação interfere diretamente no relaxamento e conforto, por isso deve receber atenção total no quarto.

E quando falamos de sensação de aconchego, já sabemos que luz quente é a indicada.

Ela fica ótima em plafons, sancas de gesso, lustres e outras luminárias que proporcionam iluminação indireta.

Os spots também ficam ótimos na decoração, mas a dica é não incluí-los em cima da cabeça de quem está deitado.

O correto é utilizá-los nas laterais do quarto.

Tipos de iluminação: iluminação de quarto com luz quente (foto: Hunter Trade Iluminação)

Tipos de iluminação: iluminação de quarto com luz quente (foto: Hunter Trade Iluminação)

Iluminação de banheiro

Assim como o quarto, o banheiro é um espaço de relaxamento e aconchego. Além disso, é lá que os clientes fazem a barba, maquiagem e toda higiene pessoal.

Sendo assim, a iluminação de banheiro precisa trazer bastante luminosidade para garantir que as atividades sejam executadas com perfeição.

Além da iluminação natural, importante para evitar mofo e umidade, o banheiro deve contar com fontes de luz branca e amarela para garantir precisão e aconchego.

Tipos de iluminação: iluminação indireta em banheiro (foto: Pinterest)

Tipos de iluminação: iluminação indireta em banheiro (foto: Pinterest)

Iluminação de escritório

Tipos de iluminação para ambientes corporativos devem ser projetados para proporcionar conforto e garantir a produtividade do colaborador.

Quando falamos de tipos de iluminação para escritório, ela deve ser “firme”, ou seja: não apresentar oscilações.

O ideal é que a iluminação de banheiro seja difusa, e não devem haver luzes brilhantes no campo de visão do colaborador que possam causar desconforto.

Esse tipo de iluminação deve seguir a determinação da NBR/ISO 8995 – Iluminação em Ambientes de Trabalho

Tipos de iluminação: Iluminação indireta em escritório

Tipos de iluminação: Iluminação indireta em escritório

Agora que você já sabe quais são os tipos de iluminação e como usá-los, veja mais dicas práticas para seu projeto:

  • Saiba tudo sobre a NBR 5410 e evite acidentes elétricos
  • Gosta de luz natural? Saiba como a iluminação zenital pode transformar um ambiente
  • Como funciona fita de LED? Veja como calcular e escolher a fonte driver da fita para o seu projeto