O que é CRO? Veja como aplicar a otimização de conversão em seu escritório e atrair mais clientes

o-que-e-cro-otimizacao-de-conversao

o que é cro: otimização de conversão

Se seu escritório de arquitetura está na internet (ou pretende entrar), você deve saber o que é CRO. É como estudar anos na faculdade e não saber otimizar uma planta de um apartamento. Mas antes de entrarmos em detalhes sobre como aplicar o CRO no site do seu escritório, vamos entender o conceito e o que significa CRO.

O que é CRO na prática?

 

A sigla CRO vem do expressão em inglês ‘Conversion Rate Optimization’, que em português significa Otimização da Taxa de Conversão. E, em resumo é: otimizar páginas, textos, imagens e outros elementos a fim de converter o maior número de visitantes em leads ou clientes.

Mas o que significa isso isso na prática? Vamos a alguns exemplos:

  • Melhorar o texto de uma página usando técnicas de copywriting para que o visitante se identifique e se sinta confortável a converter.
  • Incluir elementos de prova social, como depoimentos de clientes reais, de parceiros para que o visitante sinta mais confiança em converter.
  • Selecionar boas imagens e fotos que demonstrem o resultado do serviço realizado para que o visitante tire suas dúvidas e saiba o que esperar, aumentando assim a chance dele se tornar cliente.

Ficou mais claro o que é CRO – otimização de conversão? A ideia é fazer mais com o que se tem disponível. Ou seja, aprimorar os elementos na hora de criar uma landing page, ou otimizar uma já existente.

Mas e no mundo da Arquitetura? Como aplicar essas técnicas? É o que veremos a seguir.

O que é CRO para um escritório de Arquitetura

 

o-que-e-cro-otimizacao-de-conversao-foguete

o que é cro otimização de conversão: foguete

Podemos falar de CRO para empresas de arquiteturas em dois cenários possíveis: para empresas que vendem serviços online e para escritórios que entregam um serviço offline, mas usam o site online para captar novos potenciais clientes.

As dicas a seguir são válidas para os dois cenários, mas caso sua empresa se enquadre na opção de loja virtual, aconselhamos que você leia o conteúdo 4 pontos principais para aumentar a taxa média de conversão do seu e-commerce.

Home do site

 

A home do site é sua principal página. Ela é como seu escritório físico, se seu cliente chega em seu espaço e vê que tudo está desorganizado, com uma otimização ruim do espaço de trabalho, sem uma decoração minimamente apresentável, você acha que ele contratará seu serviço? Já sabe a resposta né?

O mesmo deve se pensar da página principal do seu site: os elementos devem estar organizados, com um bom layout e cores que conversem, imagens de qualidade e textos claros.

Para isso, antes de tudo faça um brainstorming sobre o que sua empresa quer passar ao seu cliente. Sofisticação? Dinamismo? Leveza e acessibilidade?

Ao determinar todos os elementos e valores importantes para seu negócio, transforme isso em uma landing page irresistível.

Um exemplo para ficar mais claro. Sua empresa oferece serviços de restauração residencial sofisticados, mas acessíveis. Dessa forma, será importante informar isso, por exemplo, logo na primeira informação que aparecer em seu site: “Restauração residencial para quem ama sofisticação a um preço acessível”.

Esses mesmo valores devem conversar com os outros elementos da página. Pode-se incluir um espaço com imagens de apartamentos e casas restauradas e depoimentos dos clientes ao lado.

Lembre-se de fazer perguntas que seus clientes vão responder e que estejam ligadas as principais dúvidas que eles tem. Um depoimento “Eu achava que decoração era cara, mas conheci a empresa X e vi que eu podia ter uma casa de revista” é melhor do que um “Ficou lindo, amei!”, que também não é ruim, mas não agrega nada a mais em relação aos valores da sua empresa.

Outro ponto importante para a Home do site é incluir chamadas para que o usuário interaja com sua empresa. Essas chamadas podem ser campos para cadastrar e-mail e acompanhar os últimos projetos realizados, pode ser um e-book para ajudar na compra de um imóvel que deve ser restaurado ou uma calculadora para ter uma ideia de quanto em média se gasta em uma restauração, por exemplo.

As dicas aqui não valem só para a Home, mas também todas as páginas do site. Mas vamos falar também de outra página que é quase tão importante como a Home? O portfólio da sua empresa.

Portfólio

 

Quantas vezes você já ouviu que o ‘portfólio de um arquiteto é seu cartão de visitas’? Sem dúvida, mas como extrair o máximo de seus projetos para converter novos clientes? É O que veremos a seguir.

Primeiro, e mais importante: tenha imagens irresistivelmente lindas e de alta qualidade. Caso não tenha um câmera profissional, cogite a opção de contratar um fotógrafo, mesmo que seja para tirar fotos dos seus projetos mais importantes.

Ainda não tem condições financeiras para isso? Veja nossas dicas de fotografia de interiores e faça você mesmo!

As imagens vão mostrar os detalhes e o conceito do seu trabalho. Elas serão a fonte principal de inspiração para seu cliente. Aposte nisso em seu site. Explore não só fotos do ambiente, mas também detalhes como materiais usados, espaços otimizados e até um antes e depois do serviço realizado.

Os textos devem estar em sintonia com as imagens. Porque não explorar o problema que seu cliente enfrentava antes de serviço? Seguindo o exemplo do tópico anterior, você pode contar uma história que os visitantes do site possam se identificar como “João comprou um imóvel antigo com o intuito de restaurá-lo e transformá-lo em um espaço moderno e confortável para a família. Seu orçamento era de R$5.000,00 e João queria priorizar a sala, a cozinha e banheiros que estavam mais desgastados. Em 5 meses foi possível renovar os pisos com materiais de madeira e cerâmica, além de incluir novos armários na cozinha e banheiro”.

Viu como a história de um cliente pode conversar com os valores que sua empresa oferece? Ao mesmo tempo, lembre de instigar o visitante a se tornar um lead ou um cliente. Inclua chamadas como:

  • Os pisos e paredes desgastadas da sua casa dão uma aparência de velho? Converse com nossa equipe, podemos tornar eles novos a um preço acessível!
  • Cansado de tomar banho em um banheiro do século passado? Renove o espaço e tenha mais conforto e relaxamento em sua casa.

E agora, está mais perto de entender o contexto do o que é CRO para um escritório de arquitetura? Mas vamos em frente que tem mais dicas.

Página de contato

 

A última, mas não menos importante é a página de contato do site. É nela que muitos visitantes vão aterrissar depois de navegar pelo seu site e ela deve ter o empurrão final para o visitante se tornar um contato ou cliente.

Nessa página vale escolher a melhor imagem entre os projetos realizados e incluir uma frase chamativa. Inclua campos para o usuário preencher, mas não exagere. Lembre-se um usuário possui dezenas de distrações na internet, peça só o necessário (nome, e-mail, telefone, campo de mensagem).

Também pode ser interessante incluir um FAQ com as dúvidas principais dos clientes logo abaixo da parte de cadastro. Assim, você poderá já ajudar um usuário sem que ele precise enviar uma mensagem e esperar pela resposta.

Quer conquistar mais clientes?

ciclo-do-encatamento

Dicas extras

 

Antes mesmo de finalizar esse post sobre o que é CRO e como aplicar em seu escritório, achamos importante passar algumas dicas extras. Vamos lá!

  • Use ferramentas de análise: técnicas de CRO não funcionam se você não analisar e identificar se as mudanças são positivas ou não. O primeiro passo é colocar o Google Analytics em seu site. Essa é uma das melhores ferramentas para analisar tráfego e conversão do site. Se você não tem muito conhecimento de programação, pode-se contratar um programador para auxiliar nesse processo. Outra ferramenta útil para análises e pesquisas no site é o Hotjar, através dele é possível ver como o usuário navega no site, onde ele mais clica, quais lugares ele fica mais tempo, além de aplicar pesquisas em páginas específicas.
  • Faça testes antes de mudar: todas as mudanças feitas com o objetivo de CRO devem ser testadas anteriormente. E testar significa fazer testes A/B (no qual se realiza um experimento entre duas opções) ou multivariáveis (que são experimentos com várias opções). Assim, poderá avaliar estatisticamente qual teve o melhor resultado. Muitas vezes nossos conceitos pré concebidos podem atrapalhar, já que partimos de experiências pessoais, que podem não ser iguais a da maioria dos usuários.
  • Não faça 8, faça 80: Ok, algumas vezes mudar um título, incluir uma imagem melhor ou um vídeo de depoimento pode fazer melhorias para sua taxa de conversão, mas nem sempre é assim. O que fará a diferença é um trabalho constante de melhoria, que após dezenas de testes e pequenos aprimoramentos irão influenciar em um aumento percentual na taxa de conversão.
  • Contrate um especialista: o mercado de marketing digital está mudando e se especializando cada dia mais. Por isso, atualmente já existem profissionais especializados em CRO. Se você está na dúvida em como implementar todas essas informações, uma agência especializada pode ajudar a dar esse passo para melhorar a taxa de conversão do seu site.

E aí, o que achou dessas dicas para otimizar a conversão do seu site? Conte nos comentários.

Este post foi escrito pela equipe da Supersonic, uma consultoria especializada em transformar visitantes em clientes através de Otimização de Conversão.