Como criar um site de arquitetura e atrair os clientes certos?

Você também pode conhecer dicas de criação de um site de arquitetura ouvindo este post:

Como? Da mesma forma que um arquiteto cria seus projetos para seus clientes: criando algo funcional, bonito, ergonômico e que atenda às necessidades de seus clientes.

Por isso, antes de pensar em psicologia das cores e frases para seu site, é fundamental começar entendendo profundamente o seu mercado e a sua área de atuação, além de seu público alvo, claro!

Acompanhe com a gente este e outros pontos importantes para a criação de um site para arquiteto que, na verdade, tem dicas para diversos outros ramos também.

5 dicas para criar um site de arquitetura

 

É claro que como arquiteto, seu desejo é fazer um site tão bonito e esteticamente agradável quanto seus projetos.

É exatamente porque você conhece seu público que sua preocupação recai sobre este ponto da identidade visual. E você tem razão!

Mas é preciso conhecer mais alguns detalhes de seu público e de seu mercado para criar um site de arquitetura perfeito.

É por isso que nossa primeira dica vai nessa direção, veja.

1- Persona: o que é e para que serve?

 

site-arquitetura

site para arquitetura: defina sua persona

Buyer Persona é uma criação semi ficcional de um personagem que retrata um estereótipo de seus clientes.

E por que você precisa disso para fazer seu site de arquiteto?

Porque esse personagem facilita muito na hora de planejar seu site, ele serve como um modelo daquilo que seus clientes procuram e que deve estar em seu site para arquiteto, elementos que vamos mostrar mais adiante.

Bem, se você já tem clientes, deve fazer uma análise deles e descobrir suas características, como idade, profissão, região onde moram, classe social etc.

Mas isso não basta.

É preciso também definir um perfil comportamental de seu público. Quais seus valores, quem admiram, onde gostam de se divertir, que músicas ouvem?

O resultado pode ser algo como isso:

Renato é advogado, tem 28 anos, cursa pós-graduação, trabalha 13 horas por dia, é ambicioso e precisa morar em um apartamento que impressione seus clientes. Ele joga tênis 2 vezes por semana e tem uma casa na praia.

Percebe como a partir deste tipo de descrição fica muito mais fácil entender seu público?

E se seus clientes forem corporativos, a análise deve ser de mercado, tamanho das empresas, ramo etc.

Se você ainda não tem uma persona, pode criar gratuitamente usando o Gerador de Personas.

Mas é importante frisar que este é só um insight inicial.

Para a criação de páginas de sites na internet é preciso mais que “bolar” uma persona criativa, é preciso usar a ciência e as estatísticas para definir exatamente o que funciona ou não, é o que chamamos de CRO ou otimização de conversão.

2- Otimização de conversão

 

site de arquitetura

site para arquitetura: otimização da conversão

Conversão é uma ação que você deseja que seu cliente execute em seu site. Em um e-commerce, normalmente é uma venda.

Ao criar um site de arquitetura, uma conversão pode ser assinar uma newsletter ou preencher um formulário para receber um e-book sobre decoração de interiores ou até mesmo um pedido de orçamento.

Com isso, você captura o e-mail e o nome do cliente, por exemplo, e pode usar esses dados para futuros contatos.

Para isso, é preciso de um site que agrade seus visitantes, que entregue a eles uma experiência de navegação agradável e, principalmente, um conteúdo que atenda às suas expectativas. Percebe agora a importância da persona?

Para isso, são usadas ferramentas como o Google Analytics e mapas de calor (também chamados de heat maps, representações gráficas coloridas das áreas mais acessadas pelos usuários), que mostram o que funciona ou não para seu público, entre outras técnicas de pesquisa.

Mas estes testes só poderão ser feitos depois que o site estiver em operação, por isso, veja mais algumas dicas.

Veja em nosso post para que serve o Google Analytics e como ele pode ajudar na sua estratégia.

3- Seja objetivo: menos é mais

 

Páginas cheias de elementos desnecessários e excesso de informações tiram o foco do usuário, que não sabe o que fazer, perde o interesse e acaba abandonado a sua página.

Se você quer se iniciar no marketing digital criando seu site de arquitetura, tenha foco: cada página criada deve ter um objetivo.

Pode ser apresentar sua empresa, mostrar um portfólio de arquitetura, cases de sucesso, converter a assinatura de um Newsletter, entre muitos outros, mas cada coisa em seu lugar.

4- O que você faz melhor que os outros?

 

site de arquitetura

site para arquitetura: círculo dourado

Qual o diferencial do seu escritório de arquitetura? Com certeza, existe alguma coisa que você faz tão bem que é o exato motivo de seus clientes escolherem a sua empresa.

E isso precisa estar bem claro em seu site de arquitetura. Será assim que sua empresa se destacará da concorrência, explorando ao máximo esta característica única nas páginas de seu site.

Se você ainda não sabe definir uma proposta de valor clara, aprenda como criar uma com a metodologia do Círculo Dourado.

5- Capriche na chamada principal

 

site de arquitetura

site para arquitetura: chamada para ação

Assim que as pessoas entram em um site, a esmagadora maioria delas lê o título.

Portanto, esta frase que encabeça sua página merece ser criada com todo o cuidado e atenção possível, para incentivar o visitante a se manter em seu site e continuar procurando nele aquilo que veio buscar.

Incluir o seu diferencial nessa frase pode ser uma boa tática, mas existem outras maneiras de fazer isso, sempre pensando no interesse de seu público-alvo.

Bônus – Não esqueça do SEO

 

site de arquitetura

site para arquitetura: seo

Falamos muito aqui sobre como entender seu público e que conteúdos usar para mantê-lo conectado ao seu site de arquitetura.

Mas você sabe o que é SEO?

É simples: quando você faz uma busca no Google, digamos que esteja procurando um novo fornecedor de revestimentos, você digita uma palavra-chave, algo como “revestimentos cerâmicos”.

Nesse momento, o Google aciona a sua máquina de busca, ou search engine, em inglês, e te direciona para uma série de sites.

Mas como o Google sabe quais são as melhores páginas para você? Ao contrário do que muitos pensam, a maioria dos resultados do Google não são anúncios pagos.

Apenas os primeiros três resultados, no topo da página, e que estão marcados como anúncios, são pagos.

Os demais são escolhidos em função dessa engine do Google, que usa algoritmos matemáticos para encontrar os conteúdos mais adequados para você.

SEO, Search Engine Optimization, que significa, em português, otimização do mecanismo de busca, consiste em incluir em seu site, de forma relevante e não forçada, as palavras-chave que mais interessam ao seu público.

Assim, usando ferramentas disponibilizadas pelo próprio Google, é possível descobrir essas palavras-chave e incluí-las em seu site de arquitetura. Mas isso só funciona se for feito com cuidado, criando-se conteúdos que são de real interesse de seu público.

Conheça também 12 ferramentas de SEO para arquitetos e melhore seu posicionamento no Google

Depois destas 5 dicas, você está mais confiante de como criar seu site para arquiteto? Então não perca tempo e conheça o curso de Estratégias para Site e Blog do Viva Decora PRO Academy especialmente criado para arquitetos e designers q desejam criar um site e blog de sucesso.

Curso Estrategias Site e Blog

Este post foi escrito pela equipe da Supersonic, uma empresa especializada em otimização de conversão que  transforma os visitantes do seu site em clientes.