Quebre o preconceito com plantas artificiais na decoração! Elas estão mais reais do que você imagina

Quando se fala em plantas artificiais, a primeira imagem que pode vir à mente de muitas pessoas é a de plantas desprovidas de beleza, sem vitalidade e empoeiradas em cima de uma mesa no canto da sala.

É compreensível que se tenha essa visão porque, em muitos casos, essa foi a experiência que tivemos um dia com esse produto. E, verdade seja dita, há centenas de plantas oferecidas no mercado que parecem seguir esse script: sem graça, sem brilho e com acabamento muito longe do ideal.

Porém, existe um mundo para além dessa realidade que só poderá ser visto se o amigo leitor se permitir por um instante e deixar toda forma de preconceito para trás. Difícil? Em um primeiro momento pode parecer, mas não é tão complicado assim. Faço questão de mostrar a você o outro lado dessa história, muito mais verde e florida, pode acreditar.

plantas-artificiais-decoracao-jardim-vertical

plantas artificiais decoração: jardim vertical

O que nos acostumamos a ver como plantas artificiais representa uma grande parcela da realidade sim, mas não toda. Tem muita empresa comprometida em oferecer um produto de altíssima qualidade. Ok, não são a maioria (representam 1% do todo), mas estão aí para quem quiser ver. Sou prova disso. Lá na Vertical Garden, onde trabalho, depois de uma dedicada pesquisa, encontramos fornecedores de plantas artificiais premium em dois mercados importantes: na China e nos Estados Unidos. E são com eles que trabalho na minha empresa, inclusive.

Materiais selecionados e processo artesanal

 

plantas-aritificiais-decoracao-detalhes

plantas artificiais decoração: detalhes

Neste momento, você pode estar se perguntando o que essas empresas fazem de diferente para obter um resultado melhor, não é mesmo? Sem problemas, vamos lá. Tudo começa pela seleção de materiais. A escolha das matérias-primas faz uma diferença enorme no resultado final da produção. É fundamental que o material utilizado consiga reproduzir a textura real da planta. Logo, são comuns na produção de plantas artificiais premium silicone, tecido e plásticos, tudo da mais alta qualidade.

Em seguida, vale destacar o processo manual de montagem, um trabalho refinado, de paciência extrema, e conhecimento técnico, é claro. O artesão precisa estar atento a detalhes, como por exemplo acabamento nas bordas das folhas e montagem dos galhos. Não se trata aqui de linha de produção rápida. A velocidade, neste caso, joga contra a qualidade.

O grande desafio dos produtores é aproximar o máximo possível as plantas artificiais das plantas naturais, seja na aparência, na cor e suas tonalidades, no brilho, no toque e no movimento. A construção é tão excelente que, em muitos casos, as plantas precisam ser literalmente tocadas para identificar se o modelo é natural ou artificial. E mesmo assim a dúvida poderá continuar. Se colocadas em uma escala de 0 a 5 de qualidade, essas são as plantas artificiais com com nível 5, com certeza.

Hoje, temos uma oferta que fica entre 20 e 30 tipos de plantas artificiais de excelente qualidade para o cliente escolher. As mais populares são as samambaias, as heras e as tradescantias, mas estamos em constante desenvolvimento para fazer esse número crescer a cada dia. Os fabricantes gostam do imenso desafio de reproduzir em um processo artesanal um novo modelo de planta e estão abertos a receber sugestões de novos tipos. Então, por que não colaborar?

Versatilidade e praticidade para ambientes sofisticados

 

plantas-artificiais-decoracao-shopping

plantas artificiais decoração: shopping

Alguns arquitetos, paisagistas, decoradores e, principalmente, clientes que vão até nosso escritório costumam perguntar quais as melhores situações para se optar pelo jardim vertical artificial em detrimento do jardim vertical natural. A resposta é simples. As plantas artificiais são recomendadas para situações nas quais os clientes não tem iluminação natural suficiente, possibilidade de incluir a rega automatizada, não tem fácil acessibilidade ao local e, também, nos casos em que os custos com a manutenção podem pesar no final do mês.

É bastante comum essas condições acontecerem em ambientes internos, seja em empresas ou mesmo em residências. Nos ambientes corporativos, shoppings, restaurantes e hotéis recorrem com frequência ao jardim artificial por sua beleza e praticidade. Em áreas internas e fechadas com uso constante de ar-condicionado, e que não reúnem as melhores condições de sobrevivência para uma planta natural, o correto é aplicar um jardim artificial.

plantas-artificiais-decoracao-varanda

plantas artificiais decoração: varanda

Entretanto, a qualidade das plantas sintéticas atuais tem aberto novas portas. Tenho recebido pedidos de arquitetos, decoradores e paisagistas para implantação de jardim vertical artificial em ambientes externos – onde, em teoria, o natural seria o mais indicado. E os projetos que pude acompanhar ficaram excelentes e deixaram todas as partes envolvidas satisfeitas, de ponta a ponta.

plantas-artificiais-decoracao-fachada

plantas artificiais decoração: fachada

O interessante da parede artificial é que pode ser considerada também como um revestimento, pois deixará o ambiente sempre com um ar elegante, de sofisticação. Em síntese, consegue reunir beleza e funcionalidade ao mesmo tempo.

Aproveite e tire aqui as suas dúvidas sobre o jardim vertical natural!

Fácil instalação e baixa manutenção

 

plantas-artificiais-decoracao-montagem

plantas artificiais decoração: montagem

A instalação é rápida. Os jardins artificiais são levados já montados e prontos para os clientes. Para se ter uma ideia do tempo de acomodação das plantas, em um dia inteiro de trabalho (cerca de 8 horas de serviço), é possível deixar pronto até 30 metros quadrados jardim.

A manutenção deste tipo de parede verde é mínima. Quando estão em ambientes internos, a recomendação é fazer uma limpeza superficial apenas com espanador a cada 15 dias, não precisa utilizar água. Caso queira fazer uma lavagem, a recomendação é utilizar sabão neutro sempre.

Em áreas externas, é recomendado um tratamento simples para proteger as plantas contra a incidência de raios solares, chuva e poeira. Por isso, a cada dois meses deve se aplicar um protetor específico, o qual forma uma película de proteção bastante importante para a extensão da vida útil do produto.

E por falar nisso, um jardim artificial tem, no mínimo, 5 anos de duração em ótimas condições. Esse é um tempo médio, já que pode durar mais se estiver em local no qual não incida sol e chuva constante. A lógica é: em ambiente externo o tempo de vida é menor se comparado com o mesmo produto em ambiente interno, onde fica mais protegido.

Adeus, preconceito

 

Depois de conhecer melhor o jardim vertical artificial está convencido de seus inúmeros benefícios? Então esqueça de uma vez por todas o preconceito, não se preocupe nunca mais com o que os outros vão pensar e fique tranquilo e seguro para incorporar este produto magnífico em seus projetos. Porque o jardim artificial tem plena capacidade de  transformar qualquer parede em uma obra-prima, além de dar vida ao seu espaço. As plantas permanentes hoje são mais reais do que você imagina.

Gostou? Aproveite e se inspire com as 2 principais tendências europeias em Jardins Verticais!

Esse post foi escrito por Bruno Watanabe, diretor da Vertical Garden, empresa certificada pelo GBC Brasil.