Modelo de cozinhas: simplicidade e funcionalidade

O estilo moderno começou a ganhar mais força no século XX, como um contraponto à ornamentação do século anterior. Era hora de eliminar os excessos, apostar em linhas mais retas no mobiliário e na melhor funcionalidade do lar. Dar um respiro para os olhos e também para a rotina. O modo expõe um comportamento e, principalmente, a vontade de viver com mais simplicidade com a perceptível moderação dos objetos decorativos em cena e a busca pela função como ação principal dos espaços. O conceito é muito utilizado no modelo de cozinhas de hoje em dia, atualizadas com materiais mais tecnológicos lançados no mercado.

Alguns modelo de cozinhas funcionais e modernas

Os anos também derrubaram barreiras, ou melhor, as paredes, reunindo áreas antes isoladas em ambientes integrados. Novamente o comportamento impõe novas configurações de uso do lar. Antes as cozinhas eram separadas da sala de jantar, um espaço reservado para eventos mais especiais. Atualmente os projetos de modelo de cozinhas foram anexadas ao living.

 

De metragens bem distintas e desenhadas para perfis de clientes específicos, podemos destacar a praticidade como objetivo comum de ambas. Nos dois projetos de modelo de cozinhas estão inseridas na sala, elas fazem parte do living e não por acaso. O modelo de cozinhas mais compacto exigiu o melhor aproveitamento do espaço com a instalação de armários do chão ao teto, uma bancada que virou apoio para o sofá e onde a moradora costuma fazer suas refeições enquanto assiste TV. Apostamos na frase: Quanto mais integrado melhor.

 

Já neste outro exemplo de modelo de cozinhas modernas, temos uma gourmet, desenhada para o homem da casa, que curte cozinhar eventualmente para amigos. Totalmente equipada, porém configurada especialmente para receber. A paleta de cores nos dois projetos de Modelo de cozinhas se difere: um segue a linha do modelo de cozinhas mais despojado e colorido enquanto que o outro é mais sóbrio e explora tons neutros.

A modernidade está na escolha dos equipamentos, as tecnologias empregadas, os produtos que se atém a questões sustentáveis como por exemplo menor consumo de energia. A construção do móvel, o material que vai revestir a bancada, os eletrodomésticos. Todos esses elementos compõem as cozinhas modernas, que deve sempre ser pensada para oferecer praticidade e funcionalidade.

 

Juliana Pippi é colaboradora do Viva Decora e arquiteta formada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e vencedora de diversos prêmios da área, há 15 anos no mercado de arquitetura de interiores com atuação em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Brasília e SãoPaulo.