Plantas preservadas: tudo o que você precisa saber para ter um jardim lindo e duradouro!

A naturalidade de um jardim vertical natural com a durabilidade semelhante a de um jardim vertical artificial. Se fosse necesário definir o que são jardins verticais preservados, essa seria a frase mais adequada. E é exatamente por essa versatilidade e praticidade que os jardins preservados têm surgido como uma excelente alternativa para os mais diferentes projetos de arquitetura e decoração no Brasil, sobretudo os voltados para o público corporativo.

plantas-preservadas-jardim-vertical-preservado-no-escritorio

plantas preservadas: jardim vertical preservado no escritório

De um lado, a beleza do verde muito parecida com as plantas naturais vivas encanta, e do outro lado a praticidade e o baixo custo de manutenção são um atrativo a mais na hora de se fazer a escolha. Essa técnica de alta qualidade é, sem dúvida nenhuma, muito dinâmica e pode ser aplicada em formatos distintos, desde um pequeno quadro fixado na parede até enormes e vívidos painéis de jardim vertical clássico. Há também a possibilidade de criações em árvores (é isso mesmo) como longas e altas palmeiras ou jabuticabeiras!

Não por acaso, escritórios comerciais dos mais variados segmentos têm optado por essa modalidade de jardim vertical. Lojas de rua, shopping centers, hotéis, clínicas médicas, academias, restaurantes, aeroportos e universidades são mais alguns exemplos de perfis corporativos que buscam com frequência o jardim preservado para valorizar seus espaços e dar um toque verde e moderno aos ambientes. Residências, embora hoje detenha uma pequena parcela da demanda de mercado, também têm incorporado cada vez mais as plantas preservadas, principalmente pela facilidade de manutenção.

Cada projeto é único e segue um rigoroso controle de qualidade, seguindo padrões internacionais. As variações de projeto para projeto acontecem de acordo com os espaços disponíveis, gostos, necessidades e preferências de cada cliente. As possibilidades são muitas. O tamanho do jardim ou árvore, as cores, as plantas, tudo pode ser montado de forma customizada por profissionais e empresas especializadas no assunto.

Quer ficar por dentro do mercado?

4 insights do mercado de decoração

Principais benefícios das plantas preservadas

 

plantas-preservadas-quadro-vivo-preservado

plantas preservadas: quadro vivo preservado

São inúmeros os benefícios para arquitetos, paisagistas e decoradores acrescentarem um jardim vertical preservado em um novo projeto. Veja alguns motivos práticos para decorar o ambiente com essas plantas ou árvores:

  • Baixo custo na aquisição dos produtos;
  • Não exige manutenção básica periódica;
  • Desenvolvido sob medida e de acordo com as necessidades do cliente;
  • Absorção de som excessivo e melhora da acústica do ambiente;
  • Plantas e folhas livres de insetos indesejados;
  • Dispensa uso de irrigação automática ou manual;
  • Resistente a oscilações de temperatura e ar-condicionado;
  • Plantas com altíssima durabilidade;
  • À prova de poeira.

O processo de preservação de plantas

 

O processo de preservação das plantas inclui alta tecnologia e trabalho manual detalhado. Tudo começa a partir de plantas naturais que passam por um processo único de proteção e estabilização. Cada planta é tratada com todo zelo para manter o aspecto, a forma, a textura e a cor original. Em um primeiro momento é feita a desidratação, quando se tira grande parte da água. Depois, as plantas são colocadas em tambores com produtos que garantem a aparência natural das folhas por anos. Cumprida a fase de preservação, o passo seguinte é assegurar a secagem total para, enfim, fazer o tingimento das folhas. Por último, é feita a montagem manual do jardim ou árvore preservada, seguindo as orientações conforme o projeto. Ao todo, são realizadas 5 etapas até a conclusão do processo, que leva aproximadamente 60 dias para ser finalizado.

Plantas mais utilizadas

 

plantas-preservadas-arvore-avenca-preservada

plantas preservadas: árvore avenca preservada

Na atualidade, a Avenca é a espécie mais utilizada para este fim, uma vez que apresenta excelentes resultados, com volume e similaridade ideal na comparação com os jardins verticais naturais. A semelhança entre o preservado e o natural é realmente incrível. No caso de vasos internos, os buxinhos são bastante requisitados, além da Palmeira-areca, Cica, Palmeira-fênix e alguns tipos de Podocarpos. Isso não significa que o cliente não possa analisar e escolher outras espécies presentes no portfólio que mais lhe agradem. Como já mencionei, tudo neste caso é ajustável conforme as preferência de cada um.

Ideal para ambientes internos

 

plantas-preservadas-jardim-vertical-preservado-no-restaurante

plantas preservadas: jardim vertical preservado no restaurante

Assim como as plantas artificiais, as preservadas são próprias para ambientes internos – ao contrários das naturais, indicadas para áreas externas. São plantas desenvolvidas para ambientes secos, e de preferência sem luz solar, pois os raios ultravioletas danificam a planta com o passar do tempo de exposição e contribuem para o desgaste precoce. Portanto, nunca é demais lembrar: os jardins e plantas preservadas não podem ser aplicados em áreas externas, já que a umidade ou o contato com água é altamente prejudicial à sua vida útil.

O principal motivo pelo qual se procura o jardim preservado é o fato desse tipo de produto não precisar de manutenção frequente, o que elimina custos fixos na planilha das empresas. E também por ser uma opção cujo custo é mais baixo quando comparado com o artificial, por exemplo.

Manutenção e limpeza de plantas preservadas

 

O jardim vertical preservado permanece em ótimas condições pelo período mínimo de um ano, claro, desde que não haja interferências externas e incidência de luz solar nas folhas e plantas. Em todo caso, é recomendável fazer a manutenção anual para que seja feita a reposição de plantas deterioradas pelo tempo, troca de espécies eventualmente quebradas ou mesmo para realizar o tingimento a fim de resgatar a vitalidade do jardim ou árvore preservada.

A limpeza convencional, feita sem a ajuda de profissionais especializados em jardim vertical, pode ocorrer com um espanador a cada cinco ou seis meses para eliminar o excesso de poeira e a nicotina que costumam ficar impregnadas nas folhas e nos galhos. Se os devidos cuidados forem tomados e a manutenção básica não for deixada em segundo plano, o jardim preservado ficará bonito e saudável por muitos e muitos anos. Acredite, conheço casos em que a durabilidade ultrapassa uma década.

Esperamos ter colaborado e demonstrado as inúmeras vantagens proporcionadas pelo jardim vertical preservado. Se, por caso, ficou alguma dúvida, pergunte para a gente nos comentários!

Esse post foi escrito por Bruno Watanabe, diretor da Vertical Garden, empresa certificada pelo GBC Brasil.