Quanto Custa para Abrir o Seu Escritório Próprio de Arquitetura? Saiba Aqui 

Se você é um arquiteto, então certamente já pensou em empreender e abrir o seu escritório próprio de arquitetura. No entanto, essa não é uma tarefa fácil, já que exige conhecimento de diversas áreas como gestão de negócios e pessoas, marketing, prospecção e vendas.

Como no Brasil o método de ensino das faculdades dá maior ênfase ao desenvolvimento técnico e implementação de projetos, o grande desafio está em manter o funcionamento do seu escritório no mercado. 

Profissionais trabalhando sobre mesa com computador

1. Profissionais trabalhando sobre mesa com computador

Empreendedorismo: é para todo mundo? 

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que a vida empreendedora não é para todos. Abrir o seu próprio escritório é assumir um risco financeiro grande e abrir mão da estabilidade que um emprego oferece. 

Por isso, antes de se comprometer em abrir a sua própria empresa, é preciso avaliar o seu plano de vida. Esse questionamento é importante, pois ganhar autoridade no mercado é uma tarefa que exige trabalho, dedicação e paciência. E conseguir mais clientes para o seu escritório não é tarefa fácil!  

Um dos grandes questionamentos sobre abrir o seu escritório próprio de arquitetura é com relação aos custos que isso irá incorrer, e isso vai depender dos recursos que você como profissional precisa. 

A seguir você confere os conceitos básicos necessários para abrir um escritório próprio de arquitetura: 

Localização

Você pode optar por começar o seu escritório da sua própria casa se tiver espaço ou por alugar um local próprio. Independente das suas circunstâncias, a dica principal aqui é se ater ao mínimo necessário. 

Lembre-se que isso representa um custo fixo para o seu negócio, e para que você possa potencializar os lucros, é preciso reduzir os seus custos ao máximo! Afinal, o aluguel de um espaço implica em custos de água, eletricidade, internet, linha telefônica, mobiliário, e claro, o custo do próprio aluguel. 

Imagem de espaço comercial vazio

2. Imagem de espaço comercial vazio

Outra opção é buscar por espaços de co-working, onde os valores de aluguel são um pouco mais em conta, além de ser possível encontrar espaços próprios para arquitetos em algumas cidades.

Se você não tem condições de alugar um espaço, então pode realizar os seus atendimentos em locais públicos, como uma cafeteria bacana, por exemplo. Essa é uma forma de cortar os custos fixos do seu negócio, até que você tenha verba o suficiente para investir em um escritório! 

É importante que você tenha consciência de todos esses custos necessários para que você consiga realizar o seu trabalho, pois eles devem ser considerados na hora de cobrar pelo seu projeto de arquitetura. 

Equipamentos e Softwares

Para entregar o seu serviço, você não precisa dos melhores equipamentos e softwares disponíveis no mercado. A ideia aqui é a mesma: mantenha os seus custos o mais baixo que puder! 

É claro que poder contar com equipamentos de última geração é um sonho, mas se ainda não pode, invista o suficiente para que você seja capaz de entregar o seu serviço com qualidade. 

Imagem de projeto de casa comercial em 3D

3. Imagem de projeto de casa comercial em 3D

Vale lembrar que os softwares de desenho técnico são pagos, ou seja, também entram na conta dos custos fixos do seu escritório! Por isso, opte pelos softwares básicos necessários como AutoCAD e Sketchup, e por um computador que seja capaz de executar versões básicas desses softwares. 

Marketing e Vendas 

De nada adianta você ser um profissional com habilidades técnicas e um bom gosto incrível, se as pessoas não souberem da sua existência. Por isso, focar na criação de uma estratégia de marketing é fundamental para que você consiga vender mais projetos de arquitetura! 

Para começar, compartilhe com todos os seus amigos e familiares, e peça para eles fazerem o mesmo com pessoas próximas. O networking é uma ótima forma de divulgar o seu trabalho!

Ter um portfólio online também é essencial para que as pessoas possam tornar o seu serviço algo tangível. Por isso recomendo que você crie um website próprio para o seu escritório, onde você poderá compartilhar as imagens e histórias dos projetos que já realizou. Hoje em dia existem recursos que permitem que você crie um website de forma gratuita em questão de minutos! 

Por fim, e certamente não menos importante, use e abuse das suas redes sociais – como Instagram e Pinterest, para criar conteúdos relevantes para o nicho de mercado que você quer atingir.

Imagem de mesa de trabalho com computador, smartphone e óculos

4. Imagem de mesa de trabalho com computador, smartphone e óculos

Se você chegou até aqui, então já percebeu que é possível abrir o seu escritório próprio de arquitetura com baixo investimento. No entanto, é preciso atenção para não deixar os custos fugirem do controle, especialmente no início da sua operação.

Tenha em mente que com um bom planejamento operacional e com uma boa gestão financeira, será possível escalar o seu negócio de forma sustentável para o seu bolso e para o bolso da sua empresa.

Para te ajudar nessa tarefa complicada, você pode e deve contar com a ajuda de softwares especializados, como é o caso do VEJA OBRA. Acesse agora e teste grátis por 30 dias!

Esse artigo foi produzido pela equipe do VEJA OBRA