Investidor de Imóveis: 7 Dicas Para Ganhar Dinheiro com o Mercado Imobiliário

Para os investidores imobiliários que não visam o grande sonho da casa própria de obter aquisições, de multiplicar a renda e realizar investimentos a longo prazo, tomar alguns cuidados é essencial para sempre realizar um bom negócio.

Investir de imóveis (foto: Pixabay)

Investir de imóveis (foto: Pixabay)

De primeiro momento cumpre destacar que para o indivíduo se valer de investimentos imobiliários, é necessário entender a dinâmica econômica do pais, ter paciência e clareza de que o investimento de capital no setor imobiliário é construir um patrimônio e uma riqueza que pode ser passada para herdeiros, salvaguardando o futuro de familiares, e até mesmo atingir o potencial de investidor, seguimos então com as sete regras essências para o investidor.

Veja 7 regras para investir em imóveis em erros

 

1 – Análise a aplicação em fundos imobiliários

O pleno conhecimento sobre o que são os fundos imobiliários com certeza pode salvar a vida de um investidor.

Em primeiro quesito os fundos imobiliários também são denominados de FLLS. Para entender a dinâmica dos FLLS basta se lembrar de uma bolsa de valores, já que o investimento é realizado através da bolsa de valores onde o investidor realiza a aquisição de determinadas cotas ou cota do fundo e ao passar do tempo com a valorização da cota, a distribuição de rendimentos e outros aspectos que podem ocorrem faz com que consequentemente o investidor passe a ganhar dinheiro com a parcela cotativa comprada.

Após a compreensão da dinâmica dos FLLS é necessário que o investidor analise as possibilidades, reveja seus recursos e pense sobre a hipótese de realizar seus investimentos nos fundos imobiliários.

Veja também: Tipos de Casas – Veja 6 Exemplos Marcantes na Arquitetura!

2 – Construir imóveis para vender

A construção de imóveis à venda em São Paulo deve ser planejada de forma minuciosa, já que o retorno final irá demorar um tempo para ser visto, por isso é necessário ter paciência, perseverança e foco ao desenvolver este projeto imobiliário.

Apenas esta dica pode-se dividirem inúmeros tópicos, haja vista a necessidade em aludir que não é apenas construir um imóvel para vender, mas pensar no terreno, na localidade, contratação de profissionais e outros.

Se o investidor optar pela construção de imóveis, após ele realizar a construção ele deve divulgar seu projeto para que consiga encontrar os compradores, portanto, sempre tentar realizar essas aquisições em pontos estratégicos da cidade, pensar em que tipo de comprador e o valor do retorno, antes da construção, levando em conta o número de quartos, garagem e outros.

3 – Investir em imóveis de locação

O investimento em imóveis para locação é um ótimo negócio, isto dá pelo fato de haver um instrumento contratual que vincula as partes juridicamente em diretos e obrigações.

Desta forma, o investidor sempre terá a certeza que receberá uma renda fixa todo o mês, dependendo do valor do aluguel.

Não apenas receber o dinheiro, mas os grandes investidores aplicam este recurso em poupanças e outras ações para que o mesmo se multiplique em longo ou até mesmo em curto prazo.

Ademais, o investimento em alugueis de imóveis dificilmente irá desvalorizar no mundo atual, afinal nem todo mundo tem o sonho da casa própria, nem todos possuem condições e alguns possuem sua vida tão corrida que sempre estão alugando em lugares diferentes.

4 – Conhecimento Jurídico

O conhecimento jurídico para os investidores e para todos os envolvidos no instrumento contratual é de suma importância, afinal postergar um processo por mais de 4 (quatro) anos não é algo plausível de felicidade.

O ideal na hora de decidir tal investimento é procurar um escritório especializado para esclarecer todas as dúvidas, obrigações e diretos que todos os envolvidos terão.

5 – Pesquisas de campo

Antes de investir em imóveis, independentemente da categoria deste, é de suma importância realizar uma pesquisa de campo, sendo este um levantamento sobre o seu investimento em determinada área.

É nesta regra que deve-se analisar a dinâmica do mercado no momento da aquisição, o local, as facilidades, enfim, todos os prós e todos os contras sobre o futuro investimento.

Esta pesquisa fará com que investidor não tenha muitas surpresas ao longo da execução de seu projeto, porém é importante ter em mente que sempre haverá imprevistos, e que é impossível se preparar para todos eles, no entanto, isto não exime a responsabilidade do investidor em diminuir os imprevistos ao menor número possível, com preparação e planejamento.

6 – Delimitação do investimento

Quando falamos de investimentos imobiliários podemos estar nos referindo a inúmeros tipos de investidores de imóveis, principalmente aos que procuram por casas à venda em São Paulo, para não perderem ótimas oportunidades, portanto delimitar o ramo de seu empreendimento é essencial no mercado imobiliário.

Desta forma você deve pensar em qual ramo imobiliário irá investir e estudá-lo, seja residencial, comercial ou outros.

Isto é de suma importância uma vez que a modalidade do empreendimento muda extremamente o planejamento. Na hora de alugar um imóvel comercial os quesitos são diferentes para quem procura alugar um imóvel residencial.

7 – Definir orçamentos

Esta provavelmente é uma das principais regras para se tornar um excelente investidor, isso por que estabelecer um teto para gastos proporcionará o alcance das metas requeridas no início do projeto, além de delimitar a sua pesquisa de campo e todo o contexto de seu investimento, fazendo com que seu foco seja voltado aos preceitos mais importantes.

Agora que você já sabe as principais regras para quem deseja investir em imóveis, compartilhe esse post com seus amigos em sua rede social e espalhe o conhecimento.

*Este texto foi escrito pelo site Chave na Mão