Papel de parede para quarto de bebê para você

Quarto de bebê é sempre aquele cantinho super delicado e aconchegante… e para dar aconchego num ambiente nada mais indicado do que papel de parede. Assim, aproveite e capriche no quarto de seu bebê, faça maravilhas usando este recurso incrível.

Conheça alguns modelos de papel de parede para quarto de bebê

 

As opções são inúmeras, e vai depender sempre do estilo e paleta de cores escolhidos. Lisos ou estampados, ou uma mescla de ambos, ou uma mistura de estampas diferentes, o que fica bem interessante também (exemplo, uma parede floral e outra listada). Mas tudo sempre em harmonia, e sempre mantendo a sensação de bem-estar neste local, pois os bebês precisam deste cuidado (estão ainda aprendendo a ver o mundo, e já são muitos estímulos com os quais têm que lidar por aí).

É bem bacana quando se consegue aplicar estampas educativas, inclusive, como de animais, letras, cores… outra característica interessante é usar papeis com texturas delicadas, pois o bebê poderá até usufruir deste toque, do estímulo ao tato, quando passar a engatinhar e se apoiar nas paredes para ficar de pé. Fofo!

E para não pesar no orçamento (bebê por si só é sinônimo de aumento nas despesas!), aplique numa parede apenas, ou só entre elementos como nichos fixos na parede, ou até mesmo só até metade (até a altura de 1,10m, 1,20m). Finalize com uma faixa que combine, e está feito.

Você mesma, mamãe, pode arriscar aplicar papel no quarto de seu bebê (ou peça aquela mãozinha básica!), pois existem papéis mais simples que são vendidos em lojas de objetos para decoração, e como não será colocado em toda a extensão da parede, e nem em todas elas muitas vezes, fica bem possível. Mas atenção ao passo-a-passo, veja se não exigirá demais de sua disposição, ou se requisita o uso de algum produto tóxico.

Resumindo, não deixe de aplicar papel de parede no quarto de seu bebê! Fica muito delicado, até mesmo inspirador… é um momento tão importante para ambos, mãe e filho, de interatividade, estreitamento de laços, cuidado, que deixar o clima mais agradável e estimulante só vem a acrescentar. O pano de fundo ideal para esta relação de carinho se desenrolar.

Marina Arruda  é colaboradora da Revista Viva Decora, designer de interiores e designer gráfica, com formação em personal organizer. Mestrado em Comunicação e Semiótica, tendo realizado pesquisa que aborda as relações entre sujeito-objeto e corpo-mente-ambiente, relacionando áreas como design e cognição.