Eira, Beira e Tribeira: Descubra o Que é + Origem do Ditado Popular

A expressão “sem eira nem beira” é muito famosa, não é mesmo?

Existem algumas versões que explicam sua origem e todas estão relacionadas a termos arquitetônicos. Quer entender melhor o que significa a expressão sem eira nem beira e por que ela tem tudo a ver com arquitetura?

No post de hoje, vamos contar essa curiosidade. Acompanhe!

O que significa a expressão sem eira nem beira?

Significa pessoas sem bens materiais, sem posses. Eira é um terreno de terra batida ou cimento onde grãos ficam ao ar livre para secar. Beira é uma extensão de telhado que avança além das paredes externas e protege a eira. Sendo assim, quem não tem eira nem beira não tem nem casa e nem fonte de renda.

Veja também: Casa Colonial – Conheça o Estilo de Arquitetura Que Marcou Nosso País

De onde surgiu a expressão sem eira nem beira?

A expressão sem nem eira e nem beira veio de Portugal. A palavra eira vem do latim, “area”, e significa um espaço de terra batida, cimentada ou lajeada que fica dentro de uma propriedade. Esse local é próprio para debulhar, trilhar, secar e limpar cereais e legumes.

De acordo com o dicionário Houaiss, eira também pode ser “área onde se deposita o sal em salinas”.

Eira beira tribeira: exemplo de eira (foto: Tripadvisor)

Eira beira tribeira: exemplo de eira (foto: Tripadvisor)

Já a beira, ou beiral, é o prolongamento do telhado que avança além das paredes externas e protege a casa e as eiras da chuva.

As casas portuguesas tinham esse detalhe na época colonial, característica que também podemos ver em várias obras no Brasil construídas naquele período.

Veja também: Todos os encantos da arquitetura colonial do Brasil e do mundo

O que é eira, beira e tribeira na arquitetura?

Agora que você já entendeu o que significa a expressão sem eira nem beira, vamos aprofundar o significado dos termos arquitetônicos eira, beira e tribeira.

Como já explicamos anteriormente, o termo eira aparece no dicionário Houaiss como “local para debulhar e limpar cereais e legumes”.

Mas existe uma outra versão na história que diz que eira, beira e tribeira significam extensão de telhado, e o que diferencia cada uma delas é a localização na cobertura.

Quanto mais posses tinha o dono da casa, mais eiras (camadas) ele incluía no telhado. Na imagem abaixo, por exemplo, trata-se do imóvel de uma família considerada rica, pois tinha a eira, a beira e a tribeira.

Eira beira tribeira: casa de família rica no período colonial (foto: Pinterest)

Eira beira tribeira: casa de família rica no período colonial (foto: Pinterest)

Já se a pessoa não tinha posses, ela não conseguia colocar muitas camadas na cobertura, mantendo apenas a tribeira (que é o telhado propriamente dito e fica na parte mais alta).

Uma das principais características da eira, beira e tribeira são as ondulações, que traziam muito charme para as obras.

Eira beira tribeira: casa do período colonial com janelas verdes (foto: Minilua)

Eira beira tribeira: casa do período colonial com janelas verdes (foto: Minilua)

Gostou de descobrir o que é eira, beira e tribeira? Veja outras curiosidades que já publicamos aqui no blog: