O Que é Partido Arquitetônico? Entenda Sua Importância e Como Fazer

O partido arquitetônico se trata de um conjunto de parâmetros e diretrizes levados em consideração pelos profissionais durante a realização de um projeto arquitetônico e urbanístico, como informações sobre o terreno, legislação, finalidade da obra, etc. Consiste nas técnicas que você aplicará para validar e alcançar os objetivos do conceito proposto.

Ainda ficou com dúvidas sobre o assunto? Então, veja de maneira mais aprofundada o conceito, a importância e confira dicas de como fazer o partido arquitetônico do seu projeto.

O partido arquitetônico é guiado por técnicas, as quais irão direcionar e viabilizar o desenvolvimento do projeto. Retrato do famoso Edifício Copan e demais construções. Fonte: Pinterest

1. O partido arquitetônico é guiado por técnicas, as quais irão direcionar e viabilizar o desenvolvimento do projeto. Retrato do famoso Edifício Copan e demais construções. Fonte: Pinterest

O que é partido arquitetônico?

O partido arquitetônico se trata de um conjunto de parâmetros e diretrizes, os quais são levados em conta pelos profissionais durante a realização dos projetos arquitetônicos e urbanísticos. De forma simplificada, pode-se dizer que consiste em técnicas direcionadas para validar e concretizar o conceito inicial proposto.

Informações sobre o terreno, legislação, finalidade da obra e viabilidade são alguns dos parâmetros que norteiam a construção de um partido arquitetônico. Vale comentar, que o partido arquitetônico pode até ser escrito, mas normalmente é expresso em forma de desenho ou maquete.

Veja também: Como fazer uma maquete: veja o passo a passo e 5 exemplos sensacionais

Qual a diferença entre conceito e partido arquitetônico?

O termo conceito por si só está relacionado com a ideia do projeto, ou seja, qual a sua intenção e o que você quer passar com a sua obra. Já o partido arquitetônico definição envolve as técnicas que você deseja aplicar para atingir os objetivos do conceito, se tratando, portanto, das decisões de projeto. 

Em suma, enquanto o conceito é mais abstrato e muitas vezes sem compromisso com a realidade, o partido arquitetônico é guiado por técnicas, as quais irão direcionar o desenvolvimento do projeto de forma que as ideias do conceito se concretizem.

Para ilustrar essa explicação, vamos de exemplo: em um projeto de edificação que reutiliza água da chuva e capta energia solar, seu conceito é a sustentabilidade e seu partido arquitetônico são os sistemas de aproveitamento da água e uso de placas solares.

Quer outro exemplo, então vamos destacar a construção da Catedral de Brasília, projetada pelo icônico Oscar Niemeyer.

Partido arquitetônico: Oscar Niemeyer durante a construção da Catedral de Brasília faz uso do conceito do contraste entre o sagrado e profano. Fonte: Como Projetar

2. Partido arquitetônico conceito: Oscar Niemeyer durante a construção da Catedral de Brasília faz uso do conceito do contraste entre o sagrado e profano. Fonte: Como Projetar

Durante a criação do projeto, Niemeyer fez uso do conceito do contraste entre o sagrado e o profano e, os esboços de criação foram inúmeros. Logo, a partir do conceito estabelecido, Oscar Niemeyer usou como partido arquitetônico para profano (a terra e o subsolo do local), enquanto para o sagrado (fez uso de vidros que facilitam a entrada de luz natural no projeto).

Partido arquitetônico: Catedral de Brasília projetada pelo icônico Oscar Niemeyer. Fonte: Viajali

3. Partido arquitetônico conceito: Catedral de Brasília projetada pelo icônico Oscar Niemeyer. Fonte: Viajali

Veja também: Lúcio Costa, o arquiteto com um propósito: ordenar o espaço

Qual a importância de realizar o partido arquitetônico?

Como para o campo das ideias de um projeto não existem limites e nem compromissos com a realidade, o partido arquitetônico entra em ação e assume uma posição importante de forma a validar e materializar todos os insights expressos dentro da criação de um projeto.

Mas, afinal para que serve o partido arquitetônico? O partido arquitetônico serve como um guia de projeto, capaz de validar ou não uma ideia. Os diferentes partidos arquitetônicos testados pelo escritório de arquitetura da OMA para a criação do ilustre edifício De Rotterdam, em Roterdã, exemplificam bem essa didática. 

Isso porque, os arquitetos tiveram que expor diferentes modelos de partido arquitetônico e formas de setorização da arquitetura, uma vez que o espaço além de contar com espaço comercial de escritórios também tem apartamentos residenciais, hotéis e instalações para conferências, restaurantes e cafés.

A importância do partido arquitetônico na construção do edifício De Rotterdam, em Roterdã. Fonte: ArchDaily Brasil

4. A importância do partido arquitetônico na construção do edifício De Rotterdam, em Roterdã. Fonte: ArchDaily Brasil

Outro ponto a ser considerado na criação do partido arquitetônico definição  para que o mesmo se torne viável é a conexão estabelecida entre os diferentes setores da arquitetura como escadas, rampas ou corredores. O edifício The Interlace, em Cingapura, também projetado pelo escritório de arquitetura OMA, retrata muito bem esse contexto.

Partido arquitetônico: vista aérea do edifício The Interlace. Fonte: Archello

5. Partido arquitetônico: vista aérea do edifício The Interlace. Fonte: Archello

A complexidade do projeto foi viabilizado a partir da conexão entre os blocos de edifícios residenciais. Observe que a união entre esses blocos favoreceu a criação de núcleos de circulação e praças elevadas. 

Partido arquitetônico: a união entre esses blocos favoreceu a criação de núcleos de circulação e praças elevadas. Fonte: Pinterest

6. Partido arquitetônico: a união entre esses blocos favoreceu a criação de núcleos de circulação e praças elevadas. Fonte: Pinterest

Como fazer um partido arquitetônico?

Como já mencionado em tópicos anteriores, a construção do partido arquitetônico deve levar em consideração parâmetros específicos. Ao todo, existem 10 parâmetros a serem seguidos e quanto mais os profissionais preencherem com informações completas, mais claro ficará o partido arquitetônico criado, resultando em um melhor atendimento e satisfação do cliente.

Confira os 10 parâmetros e aprenda como fazer um partido arquitetônico do seu projeto:

  1. Legislação: o profissional deve levar em conta os códigos e as leis ambientais regidos pelos órgãos responsáveis pela região em estudo;
  2. Terreno: é necessário realizar um estudo topográfico do terreno para determinar a área de construção, quais cuidados devem ser levados em conta no entorno, como será o acesso até o projeto;
  3. Finalidade: neste tópico é relevante que o profissional responda perguntas sobre qual o objetivo do projeto? É uma obra comercial? Residencial? O acesso ao empreendimento será público?
  4. Programa de necessidades: a partir das informações levantadas no tópico da finalidade é possível definir as necessidades que o empreendimento deverá suprir. Por exemplo, se for um edifício residencial é importante determinar o número de apartamentos por andar, a distribuição dos ambientes, o tamanho dos cômodos, etc;
  5. Conceitos: consiste na ideia inicial e na linha de construção que será seguida;
  6. Forma e Volume: para preencher esse tópico é preciso alinhar as informações sobre o programa de necessidades e o conceito, pois só assim será possível determinar como será a ocupação do espaço, circulação interna, etc;
  7. Elementos Construtivos: se trata da escolha dos materiais que serão utilizados na estruturação do projeto e essas informações também dependem muito do programa de necessidades e do conceito pré-estabelecido;
  8. Flexibilidade: neste tópico é relevante que o profissional esteja aberto a mudanças ou pequenas alterações que podem ser necessárias no decorrer da obra;
  9. Implantação: consiste na forma como o projeto será estruturado no terreno, levando em conta questões climáticas (orientação do sol, vento…), influências do entorno, acesso, etc;
  10. Viabilidade: se trata do custo total do empreendimento, baseado na escolha dos elementos construtivos, na disponibilidade de equipamentos, etc.

Para a construção do parlamento alemão retratado na imagem abaixo, por exemplo, o escritório Norman Foster fez uso de diversos modelos de partido arquitetônico para a construção da cúpula do local. Inúmeros esboços foram feitos até validar o conceito de transparência proposto.

Partido arquitetônico: diferentes partidos arquitetônicos foram testados durante a criação do parlamento alemão. Fonte: Agenda Berlim

7. Partido arquitetônico: diferentes partidos arquitetônicos foram testados durante a criação do parlamento alemão. Fonte: Agenda Berlim

Partido arquitetônico integração: a influência do entorno no projeto de arquitetura

O partido arquitetônico integração é uma realidade que deve ser encarada do começo ao fim do projeto. Afinal, você não pode apenas olhar para a execução do projeto em si ou focar seus olhos estritamente na área que comporta o terreno da obra.

Logo, tenha em mente que a influência do entorno faz toda a diferença na hora de estruturar seu partido arquitetônico. Dessa maneira é importante analisar os aspectos ambientais, históricos, antrópicos e morfológicos da região em questão.

Aspectos Ambientais

Os aspectos ambientais também fazem parte do partido arquitetônico. Nesta etapa é importante levantar informações da região quanto ao relevo, hidrografia, vegetação, fauna, qualidade do ar, orientação do sol dentre outros aspectos. De maneira que oriente a estrutura de um projeto que preze pelo conforto térmico, acústico e luminoso.

Aspectos históricos

Os aspectos históricos que também norteiam um partido arquitetônico se tratam basicamente das informações históricas de uso e ocupação do bairro, da rua e propriamente do terreno do projeto. Visto que muitas vezes o histórico de uso e ocupação de uma área estudada pode indicar os motivos de uma possível contaminação de solo ou água subterrânea estar presente no espaço.

Os aspectos históricos também norteiam o partido arquitetônico de um projeto. Retrato da cidade de Nova York. Fonte: Pexels

8. Os aspectos históricos também norteiam o partido arquitetônico de um projeto. Retrato da cidade de Nova York. Fonte: Pexels

Veja também: Edifício Viadutos: Conheça o Prédio Icônico Desenhado por Artacho Jurado

Aspectos antrópicos

A análise dos aspectos antrópicos de uma região também remete ao aprofundamento dos aspectos históricos da área em questão e deve ser um condicionante do partido arquitetônico, já que a ação do homem no decorrer do tempo é responsável por diversas modificações no meio ambiente. 

Sendo assim, procure identificar quais edificações eu tenho próximas ao terreno de estudo? São comércios? São escritórios corporativos? São residências? Como é a via de acesso para o terreno?, e etc.

Aspectos morfológicos

Os aspectos morfológicos também devem estar alinhados com o seu partido arquitetônico. Nesta etapa procure analisar a paisagem urbana da região e identifique como são as edificações do entorno? Como são dispostos a ocupação dos terrenos? É possível ver morros ou demais acidentes geográficos?

Agora que você já sabe o que é partido arquitetônico, qual a sua importância e como colocá-lo em prática, continue com a visita em nosso blog e leia agora mesmo o texto “O que é o SketchUp e como melhorar sua apresentação de projetos” e descubra como fazer projetos com este programa de arquitetura.