12 Etapas da Obra Que não Podem Faltar Na Execução da Obra

Planejar uma obra não é tarefa para amadores. As atividades e tarefas a serem consideradas são muitas, e qualquer erro aqui pode acabar custando caro para o cliente. Sendo assim, organizar as etapas da obra em um cronograma de obras é a melhor forma de garantir a entrega do projeto dentro dos prazos e limites financeiros estipulados pelo cliente! 

Vale lembrar que, tão importante quanto conhecer as etapas da obra necessárias para tornar o projeto em realidade, é colocá-las em uma sequência lógica de execução – desde a concepção do projeto até a entrega da obra para o cliente.

No artigo de hoje você confere as 12 etapas da obra que não podem faltar na execução do seu projeto. Ficou curioso? Então fica com a gente até o final!

A Importância De Planejar As Etapas da Obra

A verdade é que não importa o tamanho da sua obra: ter uma obra bem planejada é o primeiro passo para garantir o sucesso do projeto. Essa organização é o que irá te ajudar a alcançar os objetivos desejados ao final de todo o processo. Afinal, o papel aceita tudo!

Pensando nisso, separamos as etapas de obra que você precisa considerar no seu planejamento de obra para garantir que o projeto será entregue dentro do prazo, orçamento e qualidade estipulados pelo cliente:

1) Projeto de Arquitetura e projetos complementares

Tudo começa com um bom projeto de arquitetura! É nessa etapa da obra que você deverá se dedicar para conhecer um pouco mais sobre o seu cliente, para que seja possível desenvolver um programa de necessidades.

O foco aqui deve ser em entender quais as expectativas do cliente, gostos, preferências, necessidades funcionais e sociais, e tudo mais o que for relevante para que seja possível desenvolver um projeto dos sonhos.

Com o projeto de arquitetura pronto e aprovado, é hora de seguir para os projetos complementares. É nessa etapa da obra que deverão ser contratados os profissionais responsáveis pelas instalações elétricas, hidrossanitárias, telefonia, internet e o que mais estiver previsto no projeto de arquitetura.

2) Orçamento da obra 

De nada adianta desenvolver um projeto incrível, mas que não cabe no bolso do cliente. É por isso que a elaboração do orçamento de obra é uma das etapas de obra mais importante!

A dica aqui é aproveitar os projetos realizados na etapa anterior para criar uma lista de atividades da obra e, claro, realizar o levantamento dos quantitativos de materiais, custo de mão de obra, ferramentas e outros serviços necessários para tirar o projeto do papel.

A elaboração do orçamento de obra é uma das etapas da obra mais importante.

1. A elaboração do orçamento de obra é uma das etapas da obra mais importante.

Lembre-se que as opções do mercado são muitas! Por isso, para que seja possível desenvolver um projeto compatível com os gostos e o bolso do cliente, é importante saber qual o valor disponível para investimento. Isso ajuda a balizar a escolha dos materiais e acabamentos. 

3) Sequenciamento de atividades

É somente por meio do planejamento da obra que será possível prever o andamento da mesma e, consequentemente, evitar erros e desperdícios.

Agora que você já tem a lista de atividades necessárias e o quantitativo dos recursos necessários, é hora de organizar todas essas atividades em uma sequência lógica, e em seguida distribuir os custos entre cada uma das etapas da obra. 

Todo esse controle permite a criação de um fluxo de caixa da obra, e é exatamente o que irá ajudar o seu cliente a se organizar financeiramente evitando que a obra tenha que ser interrompida por falta de recursos, por exemplo. 

Uma boa dica é contar com softwares de gestão de projetos. Essas ferramentas auxiliam nas etapas do planejamento da obra de forma prática e assertiva. 

4) Fundações e Estrutura

Essa é uma daquelas etapas da obra que merece atenção especial. Afinal, são as fundações que sustentam uma edificação, seja ela uma casa, prédio, shopping ou outro. Nesse sentido, o tipo de fundação a ser feito deve levar em consideração o tipo de edificação e também o tipo de solo do terreno.

Em seguida vem a estrutura da edificação, como os pilares, vigas e lajes que ficam acima da terra. Ou seja, a sustentação da edificação. O tipo de estrutura também varia de acordo com a edificação, porém no Brasil as mais comuns são: alvenaria estrutural, concreto armado convencional ou protendido e estruturas metálicas.

5) Paredes e telhado e vedações

É nessa etapa que será feita a execução das paredes em alvenaria, chapisco, emboço ou reboco, e também a construção do telhado.

Se você quer evitar problemas de infiltração no futuro, então essa etapa da obra deve ser realizada com muita atenção e cuidado. Para garantir a qualidade, durabilidade, conforto e salubridade do imóvel, é fundamental contar com a impermeabilização das estruturas. 

6) Instalações Hidráulicas

Depois chega a vez das instalações hidráulicas, que podem ser divididas em água fria, água quente, esgoto, e água de reuso caso houver necessidade.

Normalmente essa é uma das etapas da obra que consome bastante recursos financeiros, por isso a dica é não economizar aqui! Isso é o que ajuda a evitar vazamentos e também o que garante a durabilidade dos materiais por anos a fio.

7) Instalações Elétricas

O mesmo vale para as instalações elétricas! É nesse momento que deverá ser feita a passagem de fios, cabos, eletrodutos, bem como a instalação das tomadas e dos interruptores. 

Lembre-se de perguntar para o seu cliente na etapa de projeto qual a necessidade do uso de tomadas e interruptores. Isso evita aqueles acidentes que ocorrem por sobrecarga de energia.

Etapas da obra: verifique com o seu cliente na etapa de projeto qual a necessidade do uso de tomadas e interruptores.

2. Etapas da obra: verifique com o seu cliente na etapa de projeto qual a necessidade do uso de tomadas e interruptores.

8) Acabamentos e revestimentos

Agora que a parte estrutural foi realizada, é hora de partir em direção a uma das etapas da obra que mais empolga o cliente: o assentamento de pisos, azulejos e granitos.

Atente-se ao fato de que a aplicação de revestimentos é muito mais do que só uma questão de estética, mas também um fator essencial para a segurança da edificação. Tanto o revestimento interno quanto externo têm a função de proteger a estrutura da construção como um todo, pois formam a primeira camada entre os elementos estruturais e os materiais de acabamento.

O trabalho realizado nessa etapa da obra merece atenção especial, pois normalmente os materiais utilizados são caros e sensíveis, e qualquer descuido pode resultar em prejuízos graves para o cliente.

9) Esquadrias

Tudo isso feito, é hora de partir para a instalação das portas e janelas! Essa etapa também necessita de cuidado especial para garantir que não haverá nenhum problema na abertura das mesmas.

Não esqueça que as portas e esquadrias também contribuem para a estética do ambiente, e por isso devem ser escolhidas com bastante cuidado e atenção para que seja possível garantir a harmonia do ambiente.

10) Louças e metais e marcenaria

Agora chegou a hora de instalar as louças e metais. Isso inclui os lavatórios, bancadas de cozinha, box do banheiro, espelhos, entre outros. Aproveite também para realizar a instalação da marcenaria e dos móveis planejados!

Como muitas dessas atividades são dependentes uma das outras, é preciso programá-las de forma bem cautelosa no cronograma da obra para evitar atrasos e custos extras. Esse é mais um motivo para contar com profissionais qualificados na sua obra!

Etapas da obra: instalação de louças, metais e marcenaria deve ser feito de forma programada para que não ocorra atrasos.

3. Etapas da obra: instalação de louças, metais e marcenaria deve ser feito de forma programada para que não ocorra atrasos.

11) Pinturas e texturas 

O uso de tintas, papel de parede e texturas é o queridinho daqueles que querem repaginar o ambiente, mas sem gastar muito! Além disso, é também uma forma incrível de atribuir maior personalidade a um ambiente. 

Lembre-se de preparar e proteger as paredes, pisos e tetos, aplicar o selador, massa corrida, e em seguida realizar a pintura com a tinta em duas ou três demãos.

Veja também: Tipos de Tinta – Você Conhece Todos? Descubra Já!

12) Finalização

Agora sim, chegou a hora de realizar a limpeza final antes da entrega das chaves. Esse trabalho deve ser feito com bastante cuidado, assim você garante que a primeira impressão do proprietário sobre o seu trabalho será a melhor possível! 

Não se esqueça de testar o funcionamento de todas as instalações antes de dar a obra como pronta. Isso também ajuda no gerenciamento de expectativas do cliente!

Etapas da obra: procure testar o funcionamento de todas as instalações antes de dar a obra como pronta.

4. Etapas da obra: procure testar o funcionamento de todas as instalações antes de dar a obra como pronta.

Conclusão 

É claro que todas as etapas da obra citadas neste artigo variam de acordo com o projeto a ser executado. Em alguns casos algumas dessas etapas podem ser dispensadas ou nem existir!

O importante é entender que para garantir o sucesso da obra é preciso acompanhar e controlar uma série de variáveis importantes, e que o planejamento efetivo das etapas da obra pode ser um grande facilitador.

Lembre-se que contar com a ajuda de profissionais qualificados é o que ajuda a evitar dores de cabeça e, principalmente, a entregar a obra dentro dos prazos e limites estipulados pelo cliente.

Este artigo foi escrito pela equipe do VEJA OBRA, o software de gestão de obras.