Entenda a diferença entre luz quente e luz fria e crie a iluminação perfeita!

É normal ter dificuldade na hora de escolher um tipo de iluminação adequada para um ambiente. Quando se envolve questões estéticas, até os gostos influenciam nessa escolha.

Mas quem nunca errou na escolha da lâmpada? Para evitar esse problema vamos mostrar a diferença entre luz quente e luz fria.

Uma boa iluminação propicia conforto e eficiência. Mas uma má utilização é capaz de desvalorizar um ambiente e prejudicar completamente o funcionamento dos espaços.

Quando falamos de luz quente ou luz fria, não nos referimos ao calor físico da lâmpada, e sim à tonalidade de cor que ela fornece ao ambiente. Para facilitarmos essa compreensão, abordaremos alguns tópicos mais técnicos que ajudarão na escolha da melhor iluminação para o seu ambiente.

luz-quente-luz-fria-tipos-de-luz

luz quente luz fria: tipos de luz

Temperatura de Cor

 

Por volta de 1931, foi necessário desenvolver um sistema que pudesse classificar a tonalidade da luz emitida pelas lâmpadas. Esse sistema tem como intuito de classificar a cor de acordo com a sua temperatura.

Essa representação gráfica é obtida através de uma analogia de temperatura em Graus Célsius, transformados em Kelvin.

Para compreendermos melhor essa classificação, precisamos entender que quanto mais branca for a luz, mais alta é a temperatura de cor em Kelvin. Quanto mais baixa a temperatura de cor for, mais amarela será essa luz.

luz-quente-luz-fria-grafico-temperatura-de-cor

luz quente luz fria: gráfico temperatura de cor

Daremos como exemplo uma barra de ferro que, em seu estado mais frio, possui uma cor mais escura, sem emissão de luz, que quando aplicado em uma temperatura de 800K sobre a superfície, acarretará uma mudança na tonalidade, emitindo uma luz mais amarelada.

Ou seja, vemos que conforme aplicação de 3000K atribui-se uma tonalidade de luz, nesse princípio, foi criado a temperatura de cor em Kelvin.

luz-quente-luz-fria-temperatura-de-cor

luz quente luz fria: temperatura de cor

Cor não interfere na eficiência energética

 

Vale destacar que a temperatura de cor não possui nenhuma influência no consumo da lâmpada.

O produto não utiliza mais ou menos energia em função da tonalidade do seu facho de luminoso, mas sim de acordo com a potência do produto. Quanto maior sua potência mais será o seu consumo de energia.

Há quem tem a impressão de que quanto mais branca a iluminação, maior é a sua potência, ou que ilumina mais o ambiente que a cor amarela. Porém é utilizada a mesma intensidade luminosa no ambiente. O que difere é que a luz branca proporciona mais contraste e da percepção de mais claro. Já a luz quente traz mais aconchego e oferece maior conforto visual.

Temperatura cor de quente no ambiente

 

luz-quente-luz-fria-loja-de-roupa

luz quente luz fria: loja de roupa

Para ambientes que necessitam de uma iluminação com temperatura mais quente, o ideal é utilizar entre 2700K a 3000K. Geralmente a temperatura de luz com nível mais baixo de luminância tem como conceito a sofisticação e o aconchego.

A iluminação de um ambiente também pode ter influência direta no seu estado emocional e pode ser uma grande aliada no o seu bem-estar.

No quarto por exemplo, utilizando uma iluminação amarela, irá proporcionar um relaxamento maior do que uma iluminação mais fria.

luz-quente-luz-fria-dormitorio

luz quente luz fria: dormitório

Lembrando que, quanto mais baixa a temperatura de cor, menor será a sua eficiência. No caso das lâmpadas de Led e Fluorescente, o fluxo luminoso pode até ser igual, porém no caso da lâmpada de Led, por exemplo, para alcançar o mesmo nível de fluxo luminoso que uma lâmpada mais fria, ela terá um gasto um pouco mais elevado na sua potência do que se estiver em uma temperatura mais quente.

Outro fator importante é que, quando se tem uma temperatura de cor mais alta, consequentemente mais fria e branca, poderá ocorrer a percepção de um contraste maior e um efeito mais estimulante visualmente. Conheça a linha completa de lâmpadas quentes com opções até de 2.400K.

Confira também nosso curso gratuito de Lighting Design:

curso-light-design

Temperatura de cor fria no ambiente

 

No caso de ambientes que demandam uma atenção maior, como estações de trabalho, escritórios, bancos, escolas, indústrias, ambientes residenciais como cozinha, banheiro e área de serviço, utiliza-se uma temperatura de cor mais alta consequentemente mais branca. Veja um exemplo de lâmpada fria.

luz-quente-luz-fria-loja-de-tecnologia

luz quente luz fria: loja de tecnologia

Daremos como exemplo, uma loja de alto padrão de conceito mais dinâmico e tecnológico, onde demanda uma concentração maior de luminância, com temperatura de cor entre os níveis de 3000K a 4000k.

Em outros fatores, a Iluminação mais fria também é utilizada em ambientes onde já possui uma temperatura de cor mais alta, obtendo uma refrescância maior no resultado, ou vice-versa para resultados como de sensação de calor.

Outro exemplo, é a carga simbólica que a iluminação remete ao ambiente como postos de gasolina, supermercados e hospitais, a temperatura mais alta e fria de cor branca, é estrategicamente utilizada para uma maior concentração e visualização no estabelecimento.

Quer saber como calcular a luz? Aprenda a fazer um cálculo luminotécnico rápido e simplificado!

Temperatura de cor utilizada em água

 

Para iluminação mais decorativa ou funcional como em fontes de água, espelho d’água, piscinas entre outros, existem tipos de iluminação mais específica para esse tipo de utilização, como equipamentos de Led, que já tem um nível adequado na temperatura de cor com 10.000K.

luz-quente-luz-fria-fonte-de-agua

luz quente luz fria: fonte de água

A cor da iluminação possui um fator importante no nosso dia a dia. A cor branca de alto nível de temperatura possibilita criar estímulos visuais e interfere em atividades que demanda uma maior atenção na produtividade, enquanto a temperatura de cor mais baixa sugere ambientes de maior conforto e descanso.

Lembrando que não existe uma regra pré-estabelecida para a utilização das cores das lâmpadas, mas sim, o que se adequa melhor para a determinada função no ambiente. Ou seja, o que eventualmente é mais favorável para se utilizar na ocasião.

Quer saber mais? Veja o vídeo abaixo:

Esse conteúdo foi desenvolvido pela Ilunato, loja virtual de iluminação e decoração criada para atender profissionais. Conheça e se surpreenda com o nosso programa de especificadores parceiros!