O Que é Dimmer? Para Que Serve, Como Escolher e Mais!

Dimmer é um dispositivo de controle de luminosidade de lâmpadas. Ele tem como função aumentar ou diminuir a intensidade de luz emitida no ambiente de acordo com a necessidade do momento.

Trata-se de uma peça essencial em um projeto de iluminação, já que permite diversificar o uso dos ambientes e cria espaços ainda mais aconchegantes. Quer conhecer mais vantagens do dimmer? No post de hoje, vamos mostrar com mais detalhes como ele funciona e dar dicas para escolher a melhor opção para o seu projeto. Boa leitura!

O que é dimmer?

Dimmer é um dispositivo de controle de luminosidade de lâmpadas. Ele tem como função aumentar ou diminuir a intensidade de luz emitida no ambiente de acordo com a necessidade do momento.

O que é dimmer foto iStock

O que é dimmer (foto: iStock)

Além de ser usado na iluminação, ele também pode ser conectado a diferentes equipamentos para controlar a intensidade de uso. O dimmer para ventilador, por exemplo, faz o controle da velocidade da rotação do aparelho. Também é possível utilizar o dimmer em outros equipamentos domésticos como liquidificadores, espremedores e etc.

Veja também: O que é Lighting Design? Veja como esta técnica pode ajudá-lo a criar obras deslumbrantes e únicas

Qual é a função do dimmer?

A função do dimmer é controlar a intensidade da iluminação do ambiente. Diante desse contexto, ele auxilia na economia de energia, já que é possível reduzir a quantidade de luz emitida de acordo com o período do dia.

O dimmer também é uma peça essencial quando falamos de projeto de iluminação. Vale lembrar que um ambiente bem iluminado não depende apenas do tipo de forro escolhido e de lâmpadas posicionadas estrategicamente, mas também da intensidade de luz adequada.

Para alcançar um bom resultado, o profissional deve identificar qual é o tipo de iluminação mais indicada para o ambiente, e o dimmer é um dispositivo que faz a diferença nesse momento.

Por exemplo: A sala de estar é um local onde os moradores podem tanto receber visitas como curtir um momento de descanso vendo TV. São duas situações diferentes que exigem uma iluminação mais forte (no primeiro caso) e mais suave (no segundo). Com o dimmer, é possível fazer esse ajuste de luminosidade de uma forma prática e rápida.

Por isso, o uso do dimmer é indispensável para criar ambientes mais agradáveis e aconchegantes.

Dimmer pode deixar sala de estar mais aconchegante foto Raduan Arquitetura (1)

Dimmer pode deixar sala de estar mais aconchegante (foto: Raduan Arquitetura)

Veja também: Veja os tipos de luz e como fazer um bom projeto de iluminação de sala de estar

Como funciona o dimmer?

O dimmer funciona por meio de resistores ajustáveis, que suportam alterações de cargas elétricas e permitem o controle da intensidade da luz.

Como o próprio nome diz, os resistores são componentes capazes de dificultar e resistir à passagem de corrente elétrica. Sendo assim, eles reduzem a tensão da rede elétrica média que é enviada para a lâmpada ou equipamentos, controlando a potência desse mecanismo.

Quanto maior o caminho da corrente elétrica dentro do resistor, mais energia dispersada na forma de calor e menor a tensão. Quanto menor a tensão, menos luminosidade é assim que o dimmer permite o ajuste da luz nos ambientes e redução dos gastos.

Em relação à estética, um dos modelos mais comuns de dimmer é o rotativo. Basta girá-lo no sentido horário ou anti-horário para controlar a intensidade da luminosidade. Além dele, existem modelos com diferentes designs, mas a funcionalidade e os cuidados de instalação são os mesmos.

Dimmer modelo rotativo foto TRIDAN Componentes Elétricos

Dimmer modelo rotativo (foto: TRIDAN Componentes Elétricos)

Existe hoje no mercado dimmers inteligentes, que podem ser acionados por aplicativos ou até mesmo à distância, por comando de voz, por meio de um smart speaker. Trata-se de uma solução interessante para clientes que querem uma automação residencial.

Dimmer inteligente com controle de voz foto Wish

Dimmer inteligente com controle de voz (foto: Wish)

Posso usar dimmer para lâmpada LED?

A resposta é sim, mas é necessário que a lâmpada LED seja dimerizável, ou seja: ela deve permitir o ajuste de iluminação por meio do dimmer. Essa informação fica na embalagem ou descrita no corpo da lâmpada, por isso fique atento(a) no momento da compra.

Lâmpada de LED dimerizável foto Mercado Livre

Lâmpada de LED dimerizável (foto: Mercado Livre)

Quais são os tipos de dimmer?

Existem dois tipos principais de dimerizadores: o dimmer tradicional e o LED dimmer. O primeiro é um aparelho que reduz a voltagem para ajustar a intensidade da luz, para que ela brilhe mais ou menos.

Já o dimmer para lâmpada LED é mais sensível às mudanças na intensidade da corrente. Por isso, nesse tipo de dimmer é possível ajustar o brilho das lâmpadas LED sem interferir na corrente elétrica.

O dimmer para lâmpada LED também gera uma economia de energia maior do que com os modelos de dimmers tradicionais ou com o uso de lâmpadas incandescentes.

Diante desse contexto, essa opção pode apresentar mais custo-benefício a longo prazo.

Como escolher o dimmer?

Existem alguns pontos que devem ser considerados no momento de escolher o dimmer. Confira quais são eles:

  • Tensão do circuito (220V ou 127V);
  • Tipo de lâmpada utilizada no projeto;
  • Potência das lâmpadas;
  • Quantidade de módulos;
  • Quantidade de lâmpadas que vão ser controladas por meio do dimmer.

Gostou de aprender mais sobre a importância do dimmer? Então, compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

Comentários

comentários em "O Que é Dimmer? Para Que Serve, Como Escolher e Mais!"