1. Home
  2. Revista
  3. Construção e Reforma
  4. Revestimento para piso: A importância de conhecer a norma técnica

Revestimento para piso: A importância de conhecer a norma técnica

 

A estética de um projeto e a durabilidade de uma obra estão intimamente ligados aos cuidados de instalação com cada acabamento, entre eles, o revestimento para piso. Por isso não basta fazer uma boa escolha para o ambiente e acertar na instalação, é preciso também entender a norma técnica de desempenho de revestimentos.

Revestimento para piso: Entenda  mais sobre o  assunto

 

A norma de revestimento para piso surgiu com o intuito de entregar o projeto com maior qualidade na conclusão. Para isso, distribui a responsabilidade entre fabricantes, incorporadores, construtoras, especificadores (designer de interiores ou arquiteto), e por último, não menos importante, os usuários. Juntos, devemos escolher os revestimentos que vão garantir maior durabilidade em cada área a ser instalada.

Revestimento para piso escritorio

Projeto por Ana Cinthia Lopes

Nesse cenário proposto pela atual norma de revestimento para piso, o papel do especificador é o ponto de equilíbrio nessa cadeia de responsabilidade, pois tem condições de compilar as informações técnicas em prol do usuário, do espaço e, além disso, zelar pela questão estética do projeto. Do que valeria um piso durável que não fosse atrativo? Ou o contrário? É aí que entra a condição e a capacidade do designer de interiores para orientar a melhor escolha.

Como vice-presidente da ABD – Associação Brasileira de Designers de Interiores, entendo que a norma de 2013 veio para agregar entendimento ao profissional e a sociedade. Graças à ela, aspectos que muitas vezes eram esquecidos, como a questão da segurança, da instalação e da durabilidade, ganharam foco com a incumbência de proporcionar melhor aprovação em cada detalhe do projeto.

 

Revestimento para piso cozinha

Projeto por Adriana Giacometti

Às vezes o especificador acertou tudo, a característica técnica, o tamanho e a cor, mas o cliente não consegue fazer a manutenção do revestimento pós-instalação. É preciso ter o produto que se encaixe dentro da norma e nas condições de cada usuário. Para isso, só um profissional bem qualificado que se interessa por essas diretrizes tem condições de garantir o bom resultado na conclusão.

Com a norma 15.575, os fabricantes de revestimentos para piso assumiram o compromisso de fornecer a ficha técnica completa dos seus produtos, trazendo informações detalhadas capazes de dar subsídios para que os profissionais de interiores tenham segurança ao especificar os materiais nos projetos.

Essa ficha cita o produto, seus sistemas, sua manutenção e até mesmo a estimativa do tempo de vida útil, caso as manutenções efetuadas pelos usuários sigam as indicações do fabricante.  Assim, o grande beneficiário dessa norma passa a ser o cliente e a sociedade, pois terão a segurança de que o investimento será válido em todos os processos, desde o projeto, por conter especificações técnicas, até a garantia do tempo de vida útil  da obra.

 

Texto  escrito por Bianka Mugnatto, vice-presidente da ABD – Associação Brasileira de Designers de Interiores

Conheça mais sobre  Bianka Mugnatto

bianka

Equipe Viva Decora

Conteúdo exclusivo da Viva Decora. Você, profissional de interiores ou de paisagismo, que gostaria de escrever para a Viva Decora, envie um e-mail para bianca.alvarenga@vivadecora.com.br

Confira também:

Drywall de nichos com coleção

Drywall: Conheça a Técnica e Confira Vantagens e Desvantagens

revestimento 3d sala de jantar com vasos suculenta casacor2016 105084

Revestimento 3D: 71 Modelos de Ambientes Incríveis

sala de estar e de jantar conjugada com piso laminado

54 Modelos de Piso Laminado: Dicas, Inspirações, Vantagens e Mais

Lavabo com pia de granito cinza Projeto de Kali Arquitetura

51 Modelos de Granito: Conheça os Tipos, Cores e Saiba Como Usá-lo

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz