1. Home
  2. Revista
  3. Flores e Plantas
  4. Plantas Carnívoras: 7 Espécies, Tipos de Armadilhas e Dicas de Cultivo

Plantas Carnívoras: 7 Espécies, Tipos de Armadilhas e Dicas de Cultivo

Apesar de já terem protagonizado muitos filmes e desenhos animados, as plantas carnívoras não são tão comuns em projetos de paisagismo e decoração. Porém, com sua beleza exótica e charme particular, esse tipo de planta pode, sim, ser usada para deixar o jardim, terraços, varandas ou mesmo os ambientes internos da casa  como sala de estar, sala de jantar, cozinha e banheiros mais bonitos – e interessantes.

Ah, e se você estiver se perguntando como cuidar de planta carnívora, nem precisa se preocupar, com certeza é bem mais fácil do que imagina. Aqui, vamos falar um pouco sobre os tipos de plantas carnívoras e, claro, sobre os cuidados necessários para tê-los em casa. Confira!

A planta carnívora Dioneia é a espécie mais conhecida de plantas carnívoras. Fonte: Clarin
1. A planta carnívora Dioneia é a espécie mais conhecida de plantas carnívoras. Fonte: Clarin

O que é planta carnívora?

As plantas carnívoras, também chamadas de plantas insetívoras, são plantas que possuem um jeito próprio de se alimentar. Sua estrutura folicular modificada permite atrair, capturar e digerir animais de pequeno porte. Os nutrientes das presas por sua vez servem de alimento para o crescimento e desenvolvimento da planta.

O que as plantas carnívoras comem?

As plantas carnívoras atraem, capturam e digerem animais de pequeno porte como insetos (moscas, abelhas, vespas…), aracnídeos e até mesmo anfíbios, aves e répteis.

As plantas carnívoras tem a capacidade de capturar, digerir e usar os nutrientes de suas presas para o seu desenvolvimento. Fonte: Doce Obra
2. As plantas carnívoras tem a capacidade de capturar, digerir e usar os nutrientes de suas presas para o seu desenvolvimento. Fonte: Doce Obra

Conheça os tipos de plantas carnívoras

As plantas carnívoras são, com certeza, bem peculiares e existem centenas de espécies delas em todo o mundo, inclusive no Brasil, que é o segundo país com maior número de tipos de plantas carnívoras, perdendo apenas para a Austrália.

Para “organizar” tanta variedade, existem algumas formas de classificar os tipos de vasos de plantas carnívoras. Conhecer essas “divisões” pode ser interessante para escolher a planta carnívora que você vai levar para casa e conhecê-la um pouco mais.

Várias plantas carnívoras podem ser usadas como plantas ornamentais. Fonte: BioDiversity4All
3. Várias plantas carnívoras podem ser usadas como plantas ornamentais. Fonte: BioDiversity4All

Tipos de plantas carnívoras de acordo com as folhas

As plantas carnívoras têm folhas modificadas que são chamadas de armadilhas. Essas folhas-armadilhas podem ter formatos diferentes e agir de formas diferentes.

  • Armadilhas jaula ou mordedoras: são acionadas quando a presa encosta nelas e fecham, prendendo a presa;
  • Armadilhas de sucção ou sugadoras: a presa é “sugada” para uma parte interna da planta quando entra em contato com ela;
  • Armadilhas ascídios, jarros ou urnas: têm formato similar a jarras e no interior têm um líquido digestivo;
  • Armadilhas colantes ou adesivas: têm glândulas “colantes” espalhadas pelas folhas (ou mesmo por toda a planta) que prendem a presa.
Plantas carnívoras do tipo Nepenthes com folhas grandes verdes Foto de Fernanda Scheid
4. Existem várias espécies e formatos de plantas carnívoras. Foto: Fernanda Scheid

Tipos de plantas carnívoras de acordo com a captura das presas

As plantas carnívoras podem ser classificadas também de acordo com o movimento que fazem para capturar as presas.

  • Plantas carnívoras ativas: se movimentam para capturar as presas;
  • Plantas carnívoras passivas: não se movimentam para capturar as presas;
  • Plantas carnívoras semiativas: fazem algum movimento após a captura para aumentar a área de contato com a presa, o que permite absorver melhor os nutrientes.
Plantas carnívoras da espécie Sarracenia em tons de vermelho e verde Foto de ParkSeed
5. As plantas carnívoras costumam ter cores fortes e chamativas. Foto: ParkSeed

7 plantas carnívoras para se ter em casa

Agora que você já conhece um pouco mais sobre elas, vamos falar sobre sete espécies de plantas carnívoras que você pode escolher ter em casa.

1. Planta carnívora Dioneia

A planta carnívora Dioneia ou Dionaea é, possivelmente, a espécie mais conhecida de plantas carnívoras. Com o seu visual de “boca”, a planta carnívora Dioneia pode ter de 5 centímetros a 15 centímetros de altura, podendo se encaixar perfeitamente na sua decoração. Na sala de estar, a planta carnívora Dioneia pode decorar a mesa de centro ou ficar exposta sobre o painel para TV ou mesmo em cima do aparador. Já na sala de jantar essas plantas carnívoras podem compor a decoração do buffet ou até mesmo do centro da mesa de jantar.

Plantas carnívoras da espécie Dioneia verde em caso branco Foto de CPUK Forum
6. Plantas carnívoras da espécie Dioneia. Foto: CPUK Forum

Qual é a planta carnívora mais perigosa?

Pode-se dizer que a Dioneia é uma das plantas carnívoras mais perigosas para os animais de pequeno porte, devido sua agilidade em prender a presa. A “boca” da planta carnívora Dioneia fica aberta todo o tempo e se fecha apenas quando uma presa ativa os filamentos que ficam na parte interna da “boca”. Quando ativada, a planta carnívora Dioneia fecha em uma fração de segundos e prende a presa.

A planta carnívora Dioneia funciona bem em jardins e terrários, portanto o local onde vai cultivá-la fica à sua escolha.

Plantas carnívoras da espécie Dioneia com inseto preso Foto de Britannica Escola
7. Inseto preso em plantas carnívoras Dioneia. Foto: Britannica Escola

2. Drosera

A Drosera é uma planta carnívora que tem um aspecto mais rústico. Ela tem “tentáculos” cobertos por “pelinhos” e uma substância pegajosa. Quando a presa pousa sobre a folha da Drosera, sua haste se enrola e leva o inseto até o centro da planta, onde ele é digerido.

Plantas carnívoras: a Drosera é uma planta carnívora com tentáculos. Fonte: Curious Plant
8. Plantas carnívoras: a Drosera é uma planta carnívora com tentáculos. Fonte: Curious Plant

3. Sarracenia

A Sarracenia é uma planta carnívora muito resistente e adaptável a climas extremos. A flor dessas plantas carnívoras aparece sempre na primavera, exalando um odor que atrai insetos polinizadores.

Plantas carnívoras: espécie Sarracenia. Fonte: AuE Paisagismo
9. Plantas carnívoras: espécie Sarracenia. Fonte: AuE Paisagismo

4. Nepenthes

As plantas carnívoras chamadas Nepenthes são espécies de trepadeiras. Com o formato de uma jarra com uma “tampinha”, as Nepenthes têm no seu interior “pelos” que prendem a presa que cai dentro delas, impedindo-as de subir de volta para o exterior.

As Nepenthes têm tamanho variável, mas suas armadilhas podem ser grandes, o que pode acabar gerando um certo acúmulo de presas no seu interior que, por sua vez, pode causar um odor desagradável.

Plantas carnívoras: espécie Nepenthes. Fonte: Horta em Casa
10. Plantas carnívoras: espécie Nepenthes. Fonte: Horta em Casa

5. Utricularia

Essas plantas carnívoras definitivamente não parecem plantas carnívoras. A Utricularia tem aparência de flor e muitos veem semelhança entre espécies dessa planta carnívora e orquídeas.

Aquáticas, as Utricularias são pequena e têm formato garrafal. Elas hibernam durante o inverno para resistir ao frio e usam a sucção para captura de presas quando estão ativas.

Plantas carnívoras: a Utricularia é uma espécie aquática. Fonte: NC State University
11. Plantas carnívoras: a Utricularia é uma espécie aquática. Fonte: NC State University

6. Drosophyllum lusitanicum

A Drosophyllum lusitanicum pertence ao grupo das plantas carnívoras. Essa planta apresenta caules grossos, curtos e as folhas se desenrolam por meio de uma roseta central, cobertas por glândulas com substância pegajosa que permite capturar e digerir as presas (insetos).

Plantas carnívoras: a Drosophyllum lusitanicum apresenta caules grossos e curto. Fonte: Flores e Folhagens
12. Plantas carnívoras: a Drosophyllum lusitanicum apresenta caules grossos e curto. Fonte: Flores e Folhagens

7. Darlingtonia californica

Conhecida como planta cobra, a Darlingtonia californica, também pertence ao grupo das plantas carnívoras. A planta engenhosa captura os insetos por meio do buraco no qual os mesmos entram e seguidamente são envolvidos por uma secreção viscosa e imobilizadora. Essa secreção por sua vez contêm microrganismos  e enzimas que degradam os insetos que caem, digerindo-os.

Plantas carnívoras: espécie Darlingtonia californica. Fonte: Alchetron
13. Plantas carnívoras: espécie Darlingtonia californica. Fonte: Alchetron

Como cuidar de planta carnívora

Afinal, plantas carnívoras como cuidar? Antes de começar a passar as instruções de como cuidar de planta carnívora, já adiantamos que ela exige, sim, alguns cuidados diferenciados e ferramentas de jardinagem, mas nada muito complexo.

Ah, e também é legal deixar claro que, ao contrário do que muitos pensam, a planta carnívora faz fotossíntese. Porém, como essas espécies são comuns em locais onde o solo é muito pobre em nutrientes, elas se alimentam de insetos e, em alguns casos, de pequenos crustáceos e larvas, para obter nitrogênio.

Plantas carnívoras Dioneia em tons de verde e vermelho Foto de Pinterest
14. Aprenda como cuidar de planta carnívora e faça as suas sobreviverem por muito tempo! Foto de HypeScience

Agora vamos às dicas de como cuidar de planta carnívora:

  • Recrie da maneira mais fiel o habitat natural da sua planta carnívora;
  • Nunca use solo rico em nutrientes para a sua planta carnívora;
  • Faça uma combinação de musgo, areia e pó de xaxim para plantá-la;
  • Deixe a sua planta carnívora próxima a janelas para capturar presas e pegar luz do sol;
Plantas carnívoras Drosera com detalhe nos filamentos vermelhos Foto de SouthBay Traps
15. Detalhe de uma planta carnívora Drosera. Foto de SouthBay Traps
  • Introduza a sua planta aos poucos à luz solar forte;
  • Mantenha o solo constantemente úmido regando-o todos os dias;
  • Dê preferência ao uso de água da chuva ou água destilada, ao invés de mangueiras para regar sua planta;
  • Nunca adube o solo da sua planta carnívora;
Detalhe das plantas carnívoras do tipo Sarracenia Foto de Plakat69
16. Detalhe das plantas carnívoras do tipo Sarracenia. Foto de Plakat69
  • Evite muito vento e umidade baixa do ar, isso resseca as plantas carnívoras;
  • Não cutuque as armadilhas das plantas carnívoras, isso faz a planta gastar energia desnecessariamente e pode acabar até matando-a;
  • Não alimente a sua planta carnívora;
  • Faça o replantio com o uso de ferramentas de jardinagem quando as plantas carnívoras se tornarem muito grandes para o vaso ou quando o musgo começar a se decompor;
Plantas carnívoras Urticalaria em tons de rosa claro Foto de Orchid Borealis
17. Plantas carnívoras Urticalaria em tons de lilás. Foto de Orchid Borealis
  • Na hora do replantio use pás e tenha cuidado com as raízes da sua planta carnívora, elas são bem frágeis;
  • Prefira fazer o replantio durante a primavera, que é uma época durante a qual as plantas carnívoras costumam se desenvolver mais.

Viu só? Cuidar de plantas carnívoras não requer muitas habilidades, apenas alguns conhecimentos básicos e uma boa dose dedicação. E, agora que você já sabe tudo isso, está pronto para escolher a planta carnívora que terá em casa!

Ana do Viva Decora

Conteúdo exclusivo da Viva Decora. Para releases, indicação de conteúdo ou parcerias envie um e-mail para bianca.alvarenga@vivadecora.com.br

Confira também:

O capim dos pampas pode chegar a 2,5 metros de altura. Fonte: CASS Design

Capim dos Pampas: Como Cultivar? +40 Arranjos Para Usar no Decor

Antúrio Branco: Significado, Como Cuidar e +43 Arranjos Lindos

Decore seu ambiente com a dracena pau d'água. Fonte: Amigos de La Jardinería

Pau d’água: Como Cultivar e Propagar a Planta Que Purifica o Ar

Vaso Pequeno: +56 Ideias para Plantar Flores, Hortaliças e Decorar sua Casa

Deixe um comentário

2 Comentários em "Plantas Carnívoras: 7 Espécies, Tipos de Armadilhas e Dicas de Cultivo"

[…] Fonte: Viva decora […]

wpDiscuz