Conheça a incrível arquitetura minimalista da Japan House

A Japan House é aquele tipo de obra que não passa despercebida nem pelos olhares mais distraídos.

O Centro Cultural de 2.500 metros quadrados e 3 andares, localizado em São Paulo, tem um objetivo muito importante: ajudar a difundir a cultura japonesa no país.

Além das exposições e eventos, é claro que a arquitetura da Japan House também traz muitos significados e está totalmente relacionada à cultura nipônica.

Quer conhecer mais sobre a Japan House? Neste artigo, trouxemos um panorama sobre esse centro cultural que encantou os paulistanos. Boa leitura!

Veja também: Conheça os projetos de arquitetura de museu mais inspiradores do mundo!

Japan House: delicadeza e design na Av. Paulista

 

Japan House SP

Japan House SP

A Japan House SP (ou Japanese House) é um centro cultural localizado em São Paulo. Ele foi inaugurado no dia 5 de maio de 2017 e tornou-se um dos principais pontos turísticos da Av. Paulista.

Sua construção foi iniciativa do governo japonês no Brasil e faz parte de um projeto que tem como objetivo difundir a cultura do país para a comunidade internacional.

Além de São Paulo, Los Angeles e Londres foram as outras cidades escolhidas para receber a Japan House. A capital paulistana foi a primeira localidade que recebeu o centro cultural.

Por que a escolha de São Paulo?

 

A cidade foi escolhida para abrigar a Japan House porque é aqui que vive a maior população de origem japonesa fora do Brasil. Diante desse contexto, as ligações econômicas e culturais são muito fortes.

Além disso, São Paulo é o principal centro econômico da América Latina e um polo cultural muito relevante.

O que encontrar na Japan House?

 

Mas, afinal, o que podemos encontrar na Japan House? O museu é um espaço de cultura, tecnologia e negócios e traz uma visão contemporânea do Japão.

Ele recebe uma série de palestras, seminários, eventos culturais e performances artísticas.

Além disso, várias personalidades japonesas de perfis variados marcam presença na Japan House para promover o intercâmbio cultural, realizar encontros, workshops e master classes.

Japan House: Arquitetura

 

O projeto arquitetônico da Japan House é de autoria do arquiteto Kengo Kuma em parceria com o escritório FGMF Arquitetos.

Japan House: Kengo Kuma

Japan House: Kengo Kuma

Kengo Kuma é um dos nomes mais importantes da arquitetura japonesa. Confira alguns de seus projetos mais famosos:

  • Estádio Nacional do Japão
  • Museu de Arte Folclórica da Academia de Artes da China
  • Conservatório musical Darius Milhaud de Aix-en-Provence (França)
  • Museu-ponte de madeira de Yusuhara (Japão)

Ele é conhecido por sua arquitetura orgânica e o uso de materiais modernos e ecológicos, como a madeira e o bambu.

Seus projetos são marcados pelas tradições construtivas japonesas aliadas a elementos contemporâneos.

A Japan House SP traz várias características que já viraram marca registrada de Kengo Kuma. Vamos conhecê-las mais de perto?

O museu de 3 andares é dividido pelos seguintes espaços:

  • Recepção
  • Soto-doma (Pátio Externo)
  • Salão Multiuso
  • Café
  • 2 lojas
  • Espaço Multimídia
  • 3 salas para seminários e workshops
  • Terraço
  • Restaurante
  • Galeria

A Japan House foi projetada a partir de uma estrutura já existente, um antigo edifício que abrigava uma agência bancária.

Mesmo com os limites impostos diante dessa realidade, Kengo Kuma conseguiu criar um espaço inovador.

Vamos começar falando sobre a fachada da Japan House.

Japan House São Paulo: Fachada

Japan House São Paulo: Fachada

Japan House São Paulo: detalhe da fachada

Japan House São Paulo: detalhe da fachada

A fachada da Japan House, assim como o restante da obra, combina traços brasileiros e nipônicos.

Ela é formada por uma cortina de 630 réguas de madeira trabalhadas por artesãos que vieram do Japão para realizar esse trabalho.

Japan House São Paulo: construção da fachada

Japan House São Paulo: construção da fachada

A técnica de encaixe utilizada na fachada foi criada a mais de 300 anos na arquitetura japonesa.

A madeira utilizada se chama Hinoki, um material nobre considerado sagrado na religião xintoísta. Ele também é utilizado para a construção de templos sagrados, móveis, utensílios, esculturas e na fabricação de navios.

A inspiração para a fachada da Japan House veio após uma visita de Kengo Kuma ao Pavilhão Japonês do Parque do Ibirapuera, inaugurado em 1954. Lá também foi utilizado o hinoki e técnicas de encaixe.

Uma curiosidade é que a estrutura de 36 metros de largura e 11 de altura foi montada e desmontada no Japão para garantir que os encaixes estariam perfeitos.

É interessante observar como a fachada da Japan House traz elementos da arquitetura japonesa e, ao mesmo tempo, foge totalmente dos estereótipos japoneses conhecidos pelos brasileiros.

O toque brasileiro na fachada da Japan House vem com uma bela parede de cobogó de concreto em fibra.

Japan House: Cobogó

Japan House: Cobogó

O paisagismo da área externa e do terraço da Japan House é feito com bambus, uma planta brasileira e, ao mesmo tempo, japonesa.

Japan House: Pátio Externo

Japan House: Pátio Externo

Japan House: peça em bambu no jardim (fonte: São Paulo sem mesmice)

Japan House: peça em bambu no jardim (fonte: São Paulo sem mesmice)

Japan House: Terraço (fonte: São Paulo sem mesmice)

Japan House: Terraço (fonte: São Paulo sem mesmice)

O interior da Japan House também tem a madeira como um dos materiais de destaque.

Outra característica da arquitetura japonesa que observamos na Japan House é a flexibilidade dos ambientes.

Telas feitas de papel artesanal (washi) se movem em várias direções, conforme a necessidade do momento.

Japan House: paredes flexíveis

Japan House: paredes flexíveis

Japan House: paredes flexíveis

Japan House: paredes flexíveis

Os tons predominantes na Japan House são neutros, dando um ar minimalista ao local. A ideia do arquiteto foi que as cores e objetos do museu não disputassem a atenção com as obras expostas.

Japan House: mobiliário com tons neutros

Japan House: mobiliário com tons neutros

Japan House: Loja

Japan House: Loja

Japan House: exposição Bambu - Histórias de um Japão

Japan House: exposição Bambu – Histórias de um Japão

Japan House: Biblioteca

Japan House: Biblioteca

A Japan House também se destaca por sua arquitetura sustentável, já que ele conta com fontes de energia renovável.

Como visitar o Japan House?

 

Quer visitar uma exposição na Japan House e conhecer a arquitetura do local? Confira o endereço:

Japan House: Avenida Paulista 452 – São Paulo (próximo ao metrô Brigadeiro da Linha Verde)

Funcionamento: De terça a sábado das 10h00 às 20h00 e domingo das 10h às 18h00 / Restaurante Junji Sakamoto de terça a sexta do 12h00 às 15h00 e das 18h00 às 22h00, sábados do 12h00 às 22h e domingos e feriados do 12h00 às 18h00.

A entrada é gratuita!

Quem visitar uma exposição na Japan House, sem dúvida, vai se encantar com o melhor da cultura e arquitetura japonesa. Quer conhecer outros museus brasileiros icônicos? Confira também: