6 curiosidades sobre o Guggenheim Bilbao: um ícone da arquitetura desconstrutivista

Museus são obras especiais, que ajudam a reunir importantes acervos e oferecer uma experiência inesquecível aos visitantes.

Quando falamos do Museu Guggenheim Bilbao, ele fez mais do que isso.

A obra é responsável pelo crescimento econômico da pequena cidade de mesmo nome localizada no sul do Espanha.

Mas como ele conseguiu essa façanha? Neste artigo, vamos mostrar a história do Museu Guggenheim Bilbao, suas características e 6 curiosidades. Boa leitura!

Conheça outras obras famosas por sua grandiosidade:

  • Desvende tudo sobre o Burj Khalifa: o maior prédio do mundo!
  • MASP de Lina Bo Bardi: bruta simplicidade
  • Quantos metros tem o Edifício Martinelli? Descubra 7 curiosidades sobre a obra!

Museu Guggenheim Bilbao: um ícone da arquitetura que mudou a história de uma cidade

 

O Museu Guggenheim Bilbao fica localizado na cidade de Bilbao, no norte da Espanha.

Se você gosta de arquitetura de museu, com certeza já viu esse nome em outra obra, não é mesmo?

Não, você não está confundindo os projetos! A ideia do projeto é fruto de uma parceria entre o Museu Guggenheim de Nova York, o governo municipal de Bilbao e o governo espanhol.

O Museu Guggenheim Bilbao é uma expansão do Museu Solomon R. Guggenheim, localizado em Nova York e mantido pela fundação de mesmo nome.

Museu Guggenheim Bilbao: Museu Solomon R. Guggenheim, em Nova York

Museu Guggenheim Bilbao: Museu Solomon R. Guggenheim, em Nova York

Assim que o governo de Bilbao soube que havia o interesse da instituição em expandir o museu para a Europa, houve a proposta da cidade Espanhola que resultou nessa parceria de sucesso.

O responsável pela arquitetura dessa obra icônica é o grande arquiteto desconstrutivista Frank Gehry.

O ganhador do Prêmio Pritzker é conhecido por outras obras famosas como a Dancing House, o Vitra Design Museum, entre outras.

Museu Guggenheim Bilbao: Frank Gehry

Museu Guggenheim Bilbao: Frank Gehry

A construção do Museu Guggenheim Bilbao teve início em 1992 e durou 5 anos.

A obra foi construída na zona portuária como parte de um projeto de modernização da área industrial de Bilbao.

Museu Guggenheim Bilba: construção

Museu Guggenheim Bilbao: construção

O Museu Guggenheim Bilbao trouxe para a cidade o que ficou conhecido como “Efeito Bilbao”.

Esse fenômeno acontece quando uma obra de arquitetura consegue transformar uma cidade sem atrativos e de economia pequena em um destino cultural internacional de sucesso.

(…) exemplo mundial de uma cidade que renasceu ao investir em arquitetura e infraestrutura

– Trecho de reportagem da revista Deutsche Welle Brasil sobre Bilbao

Veja também: Centro Georges Pompidou – veja 5 curiosidades sobre a obra que chocou Paris!

Museu Guggenheim Bilbao: arquitetura

 

O Museu Guggenheim Bilbao tem 24.000 m² de superfície, dos quais 11.000 são destinados ao espaço expositivo.

A obra, apesar de chamar muito a atenção na cidade, consegue se integrar perfeitamente aos arredores.

Museu Guggenheim de Bilbao: integração com a cidade

Museu Guggenheim de Bilbao: integração com a cidade

Um dos destaques do projeto do Museu Guggenheim Bilbao é que ele foi um dos primeiros a ser criado com o uso de um software CAD nos cálculos estruturais.

O nome do programa utilizado era CATIA (Computer Aided Three-Dimensional Interactive Application).

Veja o que já publicamos sobre softwares de arquitetura:

  • Tutorial: como importar dwg e outros formatos de arquivos para o SketchUp 2018
  • Dúvida entre ArchiCad ou Revit? Confira nossa análise e descubra qual software é melhor para suas necessidades
  • Aprenda a usar o Lumion 3D, baixe blocos para o programa e apresente os mais incríveis projetos para seus clientes

A cobertura do Museu Guggenheim Bilbao é feita de superfícies de titânio curvada em vários pontos.

Outros materiais presentes são o calcário e o vidro. O formato em curva, além de dar sensação de movimento, foi projetado para capturar a luz.

O revestimento lembra escamas de peixe, uma característica presente em outras obras de Frank Gehry.

Museu Guggenheim Bilbao: Cobertura refletindo a luz solar

Museu Guggenheim Bilbao: Cobertura refletindo a luz solar

Museu Guggenheim de Bilbao: detalhes da fachada

Museu Guggenheim de Bilbao: detalhes da fachada

O átrio central do Museu Guggenheim de Bilbao tem 50 metros de altura e, visto de cima, lembra uma flor cheia de pétalas.

Museu Guggenheim Bilbao: vista aérea

Museu Guggenheim Bilbao: vista aérea

Já quando é visto do rio, o Museu Guggenheim Bilbao lembra um barco, uma clara referência e homenagem ao entorno da obra.

Museu Guggenheim Bilbao: vista do lado de fora

Museu Guggenheim Bilbao: vista do lado de fora

Ao redor do Museu Guggenheim Bilbao existem algumas obras fixas, como o Puppy, uma escultura de arbusto em formato de cachorro criada pelo escultor Jeff Koons.

Outros exemplos são as Tulipas, também de autoria de Jeff Koons, e a Mamá, uma aranha gigante criada por Louise Bourgeois.

Museu Guggenheim Bilbao: Puppy

Museu Guggenheim Bilbao: Puppy

Museu Guggenheim Bilbao: Tulipas de Jeff Koons

Museu Guggenheim Bilbao: Tulipas de Jeff Koons

Museu Guggenheim Bilbao: Aranha Madá

Museu Guggenheim Bilbao: Aranha Madá

No interior do Museu Guggenheim Bilbao, a partir do átrio se desmembraram as salas de exposição.

São 3 pavimentos onde os visitantes podem visitar as galerias, o auditório, um café e lojinhas.

O fluxo de visitação funciona da seguinte maneira: assim que as pessoas finalizam a visita uma exposição, elas retornaram ao átrio para ir à próxima galeria.

Esse espaço funciona como um guia para tornar a experiência do passeio mais organizada.

Museu Guggenheim: Bilbao Átrio

Museu Guggenheim Bilbao: átrio

Museu Guggenheim de Bilbao: curvas no átrio

Museu Guggenheim Bilbao: curvas no átrio

Museu Guggenheim de Bilbao: assentos no átrio

Museu Guggenheim Bilbao: assentos no átrio

As 10 galerias do Museu Guggenheim Bilbao têm tamanhos variados, a maior ter 30 metros de largura e 130 de comprimento.

Museu Guggenheim de Bilbao: Galeria

Museu Guggenheim Bilbao: Galeria

Museu Guggenheim Bilbao: Maior galeria do local

Museu Guggenheim Bilbao: Maior galeria do local

 6 curiosidades sobre o Museu Guggenheim

 

1 – A escolha de Frank Gehry

 

Frank Gehry não foi escolhido logo de cara para o projeto do Museu Guggenheim Bilbao. Os idealizadores convidaram 3 arquitetos famosos para criar estudos e as ideias de Gehry foram as que mais se destacaram.

2 – Presença do Rei

 

A inauguração do Museu Guggenheim Bilbao contou com muitas presenças ilustres, entre elas a do Rei da Espanha na época, Juan Carlos.

3- Trocas de roupa do Puppy

 

Puppy “troca de roupa” pelo menos 2 vezes ao ano, que é quando suas flores são podadas.

4 – Geração de empregos

 

Segundo dados do Museu Guggenheim Bilbao, o local ajuda a manter cerca de 9.000 empregos na cidade. Além dos colaboradores que trabalham lá, o museu é responsável direto pela maior parte do turismo do local, que movimenta hotéis, restaurantes, etc.

5- O terceiro mais visitado da Espanha

 

De acordo com dados da agência de notícias EFE, o Museu Guggenheim Bilbao foi o mais visitado da Espanha em 2018, ficando atrás apenas do Museu do Prado e o Rainha Sofia, localizados em Madrid.

6 – O primeiro a ganhar Estrela Michelin

 

Museu Guggenheim Bilbao: Restaurante Nerue, o primeiro a ganhar a estrela Michelin

Museu Guggenheim Bilbao: Restaurante Nerue, o primeiro a ganhar a estrela Michelin

Museu Guggenheim Bilba: Terraço do Restaurante Neru

Museu Guggenheim Bilbao: Terraço do Restaurante Neru

O Museu Guggenheim Bilbao foi o primeiro Museu Guggenheim a ter um restaurante com a estrela Michelin, um dos guias gastronômicos mais respeitados do mundo.

Frank Gehry encantou o mundo com o Museu Guggenheim Bilbao, e você também pode encantar seu cliente com um projeto incrível. Receba nossa material e confira nossa dicas que vão dar um UP na sua carreira: