5 coisas em comum que existem entre Game of Thrones e arquitetura

Se você for um fã da série e/ou dos livros tenho certeza que você vai adorar esse texto e ficar surpreso o quanto Game of Thrones possui uma relação clara com o mercado de arquitetura e interiores.

E, mesmo se você não fizer parte dos milhões de leitores e espectadores, tenho certeza que pelo menos já ouviu falar alguma vez de GOT, certo? Então fica comigo também que prometo que vai dar para entender tudo (ou quase)!

Muitas vezes assistimos seriados, filmes, lemos livros e acabamos não conectando aquelas experiências com o nosso dia a dia. Entretanto, se você treinar o seu olhar e a sua percepção, verá que dá para aplicar muita coisa do seu lazer ao seu trabalho.

Está pronto para essa jornada? Será mais saborosa que uma ida ao Casamento Vermelho! Te garanto! 😉

Quando desistir não é uma opção

 

game-of-thrones-e-arquitetura

game of thrones e arquitetura

“When you play a game of thrones you win or you die” – em uma tradução um pouco literal “Quando você joga um jogo dos tronos, ou você ganha ou você morre”.

“Rhaegar lutou valentemente, Rhaegar lutou com nobreza, lutou com honra. E Rhaegar morreu.”

Essas duas frases representam um pouco da filosofia de algum dos personagens de Game of Thrones e nos deixam alguns ensinamentos.

Se você vai entrar em algum jogo, você tem que entrar para vencer. Isso vale para o lançamento de um produto, de uma empresa, de um serviço, uma contratação etc. Se você vai brigar grande ou você ganha ou você morre.

A segunda frase é um complemento da primeira. De nada adianta lutar bravamente, ser justo, ser nobre e morrer. Ninguém quer morrer, ninguém quer perder, ninguém quer ter sua história limitada ou encurtada.

Então, de nada adianta você ter um produto excelente, um design incrível, uma marca linda, um nome forte no mercado, participar de todas as feiras, de todos os eventos etc se você não vende projetos, se você não cresce seu número de clientes, se você perde mais dinheiro do que ganha todos os meses.

Talvez seus amigos ou seus colegas de profissão achem interessante sua aparição na revista, sua ida na televisão, sua viagem para fora do país, mas certamente isso não fará tanta diferença para o seu cliente. E sabemos que no final do dia ele que paga a conta.

O que importa sempre é estar vivo, é contar sua história, é crescer e ganhar mais do que perder.

Não entenda essas frases com ser desonesto, corrupto etc. Entenda apenas que você precisa focar no que importa e fazer o que for necessário para isso dentro de uma linha aceitável. Ter um porquê de existir facilita bastante nessa jornada e uma vez que você entende isso, o resto (como dinheiro e outras coisas) vem como consequência.

Focar nas coisas erradas, nos locais errados e nas demandas erradas é o primeiro passo para a decadência.

E isso é um aprendizado enorme para o mercado de arquitetura e interiores, pois com a crise gigante que ocorreu, muitos escritórios fecharam, outros diminuíram de tamanho e alguns outros nasceram. Então, é um momento perfeito para se reinventar, para mudar conceitos, quebrar paradigmas e conquistar os sete reinos!

Você não vai desistir, mas também não irá ganhar todas as batalhas

 

game-of-thrones-e-arquitetura-tyrion-varys

game of thrones e arquitetura: tyrion e varys

Quem leu o livro ou viu a série sabe o jogo pesado que Mindinho, Tyrion e Varys fazem para conseguir o que querem.

Manipulam pessoas, fazem alianças, prometem coisas, têm olhos e ouvidos em todos os cantos e sabem exatamente em quem podem confiar ou não.

Óbvio que na vida real de uma empresa, você não pode agir ser dessa forma, mas existe uma essência em isso tudo que dá para ser aproveitada.

Você claramente não pode ser desonesto, não pode manipular as pessoas para seu próprio bem, mas você deve ouvir as pessoas, formar alianças e saber que às vezes para ganhar você precisa perder.

Formar alianças é muitas vezes um termo pejorativo e parece corrupção. Mas imagina que você faz aliança do seu setor com outros setores, que você faz aliança com outras empresas, que você faz aliança com outros líderes, que você faz aliança com a sua equipe etc.

Você pode ter parcerias com corretores de imóveis, com construtoras, imobiliárias, empresas de consumo final, sites de decoração, assessoria de imprensa, agências de publicidade etc.

Imagina que você muitas vezes irá perder algumas brigas para ganhar outras… se você briga por tudo, certamente sua empresa e você estão perdendo. Pois um cabo de guerra se instaura e ninguém faz nada. Seja inteligente e abdique de coisas que para você não serão tão importantes, mas que para outros será extremamente relevante. E dessa forma você terá apoio naquela briga maior que você deseja vencer.

Uma empresa não difere muito de política ou de uma briga por tronos. Todos possuem ego, todos tem interesses envolvidos, todos tem necessidades e todos querem aparecer e serem relevantes. Aprenda a jogar o jogo, se adapte ao ambiente e tente sempre fazer amigos e influenciar pessoas.

Entretanto, jamais ultrapasse a linha do respeito e da honestidade para fazer isso. E tente ter uma “família” dentro do seu escritório mais unida que a família Lannister! 😉

Não se deixe cegar pelo poder e pelo ego

 

game-of-thrones-e-arquitetura-cersei

game of thrones e arquitetura: cersei

Quando Cersei finalmente chega ao trono de ferro através do Tommen e passa a “tomar as decisões” você percebe claramente quando alguém está cega pelo poder e perde toda a capacidade de pensar e raciocinar entre o certo e o errado.

Ela passa a cometer ações por vingança, por impulso, por inveja ou simplesmente por pirraça.

E, claro, o final dela é degradante e humilhante. Assim como também ocorreu com Theon Greyjoy, Viserys Targaryen entre tantos outros personagens de Game of Thrones.

Muitos líderes e donos de empresa acabam entrando nessa cilada e acham que estão no auge, que não precisam mais aprender, que tem o melhor escritório, que tem dinheiro, que tem o melhor produto etc etc etc.

E isso cega. Isso limita. Isso afasta pessoas. Isso destrói amizades e empresas.

Então, sempre mantenha pessoas perto de você que te façam ter os pés no chão, que te façam pensar nas decisões, que te puxem para a realidade e que não deixem você tomar decisões por impulso ou raiva.

Hold the door… e se possível que seja pivotante

 

game-of-thrones-e-arquitetura-hodor

game of thrones e arquitetura: hodor

Primeiro perdão pelo trocadilho acima (esse realmente é para quem assistiu ou leu Game of Thrones). Essa parte é dedicada justamente ao Hodor, o gigante mais amado e prestativo do mundo.

Para quem não assistiu ou leu Game of Thrones, em um resumo muito grande e longe de definir o Hodor, seria um personagem que “basicamente” vive para ajudar Bran Stark (um garoto de família nobre e que por um descuido ao ver Jaime e Cersei Lannister fazendo o que não deviam ficou paraplégico).

Esse senso de servidão, de ajudar e de ouvir muito mais do que falar são características fenomenais presentes em Hodor e que deveria ser regra para todo profissional de arquitetura e interiores.

Muitas vezes em um primeiro contato ou ainda na fase de análise de perfil você acaba falando mais sobre seu portfólio, sua história, seus prêmios do que necessariamente ouvindo o cliente. Outro grande erro é falar de coisas muito técnicas, de termos distantes da realidade do consumidor.

Em uma reunião ideal você escuta por 80% do tempo e fala somente 20%.

Entenda o que o seu cliente necessita, coloque-se no lugar dele, saiba suas dores, seus desejos, seus anseios e só depois disso veja como você pode ajudar ele da melhor maneira que você pode.

Mas lembre-se: é sempre sobre ele e não sobre você. Hodor.

Na adversidade o estudo pode te salvar

 

game-of-thrones-e-arquitetura-tyrion-no-trono-de-ferro

game of thrones e arquitetura: tyrion no trono de ferro

Imagina você nascer em uma das famílias mais poderosas do mundo, com mais dinheiro, com mais influência e com um poderio militar de dar inveja. Parece incrível, né?

E se tudo isso fosse verdade, mas se por acidente sua mãe morresse no seu parto e você nascesse anão e sem todo o corpo totalmente desenvolvido?

O cenário muda, certo?

Essa é um pouco da história de Tyrion Lannister, um dos principais personagens de Game of Thrones.

Ela é extremamente relevante para você que é arquiteto ou designer de interiores, pois com toda essa adversidade ele ainda consegue façanhas incríveis, apesar de derrotas dolorosas também.

E grande parte das coisas boas que ele consegue fazer ou conquistar é fruto do seu enorme prazer pelo estudo. Tanto das pessoas quanto de tudo que cerca a vida dele.

  • Qual o último livro que você leu?
  • Qual último curso que você fez?
  • Qual último blog que você leu?
  • Qual última habilidade que você adquiriu?

Se você teve dificuldade para responder com precisão algumas dessas perguntas, fica o alerta. E te convido a responder outras 3 perguntas abaixo:

  • Quantas horas por dia você passa nas redes sociais?
  • Quantas horas por semana você passa indo em eventos que não vão te trazer nada além de satisfação pessoal para o ego?
  • Quantas vezes por dia você culpa outras pessoas ou outros fatores por seus problemas?

Se agora você teve facilidade de responder e se essas respostas foram números altos, então agora temos dragões cuspindo fogo para te alertar que existe um problema real.

Então, você pode seguir o caminho da sabedoria de Tyrion ou da força bruta de Ramsay Bolton.

O cuidado necessário depois de ler esse texto inspirado em Game of Thrones

 

game-of-thrones-e-arquitetura-night-walkers

game of thrones e arquitetura: night walkers

Os personagens são extremamente complexos e tudo que foi escrito e filmado até hoje é impossível de descrever em algumas linhas. Então, a intenção não é julgar o certo ou errado ou apontar que tipo de comportamento é melhor ou pior.

A intenção é só abrir seu olhar, é te mostrar um diferente ponto de vista e que é possível ter ensinamentos para a vida e para o seu dia a dia no trabalho vindos de um seriado, livro etc.

Todos os personagens de Game of Thrones assim como todos nós, possuímos pontos positivos, pontos a melhorar e colecionamos vitórias e derrotas ao longo da vida.

A questão é por qual caminho e qual tipo de pessoa/profissional você deseja ser.

Lembre-se disso, porque tenho certeza que o norte nunca irá esquecer.