Como Escolher os Melhores Tipos de Rejuntes? Dicas para Acertar em Cheio

Pensar em quais tipos de rejuntes serão usados no decorrer da construção ou reforma é fundamental para garantir a vida útil não só do revestimento a ser usado, mas também do acabamento do imóvel como um todo. Afinal, quando escolhido ou aplicado corretamente, os diferentes tipos de rejuntes têm a capacidade de evitar infiltrações, fissuras  e até facilitar o alinhamento das placas de revestimento.

Ainda ficou com dúvidas sobre o assunto? Veja com mais detalhes o que é, para que serve e quais os principais tipos de rejuntes que podem fazer parte do seu projeto.

O que é e para que serve os diferentes tipos de rejuntes?

O rejunte é formado a partir de compostos agregados minerais, cimentos, polímeros e outros aditivos que, ao receber água, se transformam em uma massa maleável. E apesar do material ser simples e bastante acessível seu uso realmente faz toda a diferença na decoração do imóvel.

No projeto, os diferentes tipos de rejuntes são usados para preencher as frestas entre as placas de revestimento (porcelanatos, cerâmicas e azulejos), de forma a vedá-los e assim evitar possíveis fissuras e infiltrações no cômodo. Além disso, o uso dos diferentes tipos de rejuntes ajuda a compensar as pequenas diferenças de tamanho entre as placas, facilitando o alinhamento entre os revestimentos.

Veja também: Revestimento Para Churrasqueira: Conheça os 8 Tipos Mais Usados e +24 Projetos

Quantos tipos de rejunte existem no mercado?

Nos dias de hoje existem diversas opções de rejuntes no mercado. Estas opções se diferem a partir das propriedades impermeabilizantes, formas de aplicação distintas, cores variadas e tipo de composição responsável por determinar quais as dimensões das juntas de dilatação que serão executadas entre as peças.

Dessa forma, pode-se dizer que os tipos de rejuntes se dividem em três categorias, sendo elas: cimentício, acrílico e epóxi.

Rejunte cimentício

O rejunte cimentício é feito a partir de cimento, areia fina, pigmentos, polímeros e aditivos e, portanto, oferece um acabamento rústico, já que normalmente é áspero e rugoso. Com base em suas características específicas, o material pode ser usado em juntas de 2 mm até 10 mm. 

Quanto às aplicações, os tipos de rejuntes cimentícios são indicados para pisos, paredes e revestimentos cerâmicos em áreas internas e externas. Com relação ao tempo de secagem, no caso dos tipos de rejuntes cimentícios é de 48 horas.

Tipos de rejuntes: o rejunte cimentício pode ser usado em juntas de 2 mm até 10 mm. Fonte: Pinterest

1. Tipos de rejuntes: o rejunte cimentício pode ser usado em juntas de 2 mm até 10 mm. Fonte: Pinterest

Rejunte acrílico

O rejunte acrílico é resultado da mistura de resina acrílica com aditivos que conferem textura fina, impermeabilidade, resistência à fungos e alto desempenho da massa. Por sua vez, os diferentes tipos de rejuntes acrílicos podem ser usados em juntas de 1 mm até 4 mm. 

Quanto às aplicações, os diferentes tipos de rejuntes acrílicos são indicados para rejuntar revestimentos cerâmicos, granitos, mármores e porcelanatos de áreas internas e externas. Com relação ao tempo de secagem, no caso dos tipos de rejuntes acrílicos é de 12 horas.

Veja também: 4 ideias de revestimentos para deixar o seu projeto moderno e prático

Tipos de rejuntes: os rejuntes brancos que preenchem as frestas dos azulejos se conectam diretamente com o tom do revestimento. Projeto de Keleen Schmidt Inácio

2. Tipos de rejuntes: os rejuntes brancos que preenchem as frestas dos azulejos se conectam diretamente com o tom do revestimento. Projeto de Keleen Schmidt Inácio

Veja também: Concreto Usinado – Vale a Pena Usar em Obras Pequenas? Descubra!

Rejunte epóxi

O rejunte epóxi é feito a partir da mistura de resina epóxi e catalisador, responsável por deixar a massa firme a ponto de rejuntar. Suas propriedades específicas, tornam o rejunte epóxi mais caro, em contrapartida  o rejuntamento apresenta alta sofisticação e qualidade. Logo, diante de suas características, os diferentes tipos de rejuntes epóxi são usados em juntas de 1 mm até 5 mm.

Quanto às aplicações, os diferentes tipos de rejuntes epóxi são indicados para as mesmas finalidades do cimentício e acrílico, só que também é adequado para rejuntar revestimentos para piscina. Com relação ao tempo de secagem, no caso dos tipos de rejuntes acrílicos é de 72 horas.

Tipos de rejunte: o rejunte branco favorece o destaque dos revestimentos em tons de verde do banheiro. Projeto de Fernanda Peçanha

3. Tipos de rejunte: o rejunte branco favorece o destaque dos revestimentos em tons de verde do banheiro. Projeto de Fernanda Peçanha

Quais são os tipos de rejuntes para porcelanato?

Os tipos de rejuntes para porcelanato mais indicados são os rejuntes de acrílico e epóxi.

Como acertar na cor dos diferentes tipos de rejuntes?

Avaliar a cor do rejunte é tão importante quanto a escolha dos revestimentos que serão usados no ambiente. Afinal, as duas coisas estão intimamente ligadas. Dessa forma, o mais indicado é optar por uma cor que atenda às suas expectativas e que gere harmonia estética ao espaço.

No projeto, se a ideia é criar um efeito de uniformidade e amplitude, a dica é apostar em diferentes tipos de rejuntes que se aproximem aos tons das cerâmicas, granitos, mármores e porcelanatos. Por exemplo, se o piso for claro opte por rejuntes com tonalidade clara.

Veja também: 5 aplicações criativas com revestimento que você nunca imaginou

Tipos de rejuntes: a pequena fresca preenchida com rejunte branca passa quase despercebida por entre as placas de revestimento. Projeto de Consuelo Jorge

4. Tipos de rejuntes: a pequena fresca preenchida com rejunte branca passa quase despercebida por entre as placas de revestimento. Projeto de Consuelo Jorge

Agora se a ideia é realçar as placas de revestimento individualmente, invista em diferentes tipos de rejuntes com tonalidades contrastantes como o clássico piso preto com rejunte branco, por exemplo.

Como escolher os tipos de rejuntes para cada ambiente do projeto?

Como podemos perceber os diferentes tipos de rejuntes podem ser aplicados no projeto todo, indo desde o piso até as paredes, seja nas áreas secas ou úmidas, internas ou externas.

Em se tratando de ambientes secos como salas, quartos, closets, e corredores, o rejunte cimentício é o mais indicado. Além de econômico, ele é eficaz em preencher os espaços entre os revestimentos de pedras, ladrilho hidráulico e cerâmicas.

Em áreas levemente molhadas ou com contato moderado de umidade, os tipos de rejuntes de acrílico são os mais indicados , pois eles impedem a formação de bolor e estufamento das placas de revestimento. Os tipos de rejuntes de acrílico são mais indicados para cozinhas, lavanderias e garagem coberta.

Veja também: 6 normas de revestimento cerâmico para conferir antes de colocar a mão na massa!

Tipos de rejuntes: o rejunte escuro traz a sensação de continuidade já que o revestimento também é preto. Projeto de Fernanda Duarte

5. Tipos de rejuntes: o rejunte escuro traz a sensação de continuidade já que o revestimento também é preto. Projeto de Fernanda Duarte

Agora, em se tratando de ambientes muito molhados como banheiros, áreas de lazer, terraços e sacadas abertas, os tipos de rejuntes devem ser ainda mais resistentes e impermeáveis, por isso a recomendação é usar o rejunte epóxi.

Por sua vez, se surgir a dúvida sobre qual o melhor tipo de rejunte para banheiro saiba que o mais recomendado são os tipos de rejuntes epóxi.

Tipos de rejuntes: projeto de banheiro com revestimento rosa e rejunto escuro. Fonte: Casa e Jardim

6. Tipos de rejuntes: projeto de banheiro com revestimento rosa e rejunto escuro. Fonte: Casa e Jardim

E aí, o que você achou do nosso post sobre tipos de rejuntes? Gostou?! Então, aproveite sua visita em nosso blog e leia agora mesmo o texto “Dificuldade em calcular o rejunte de sua obra? Aprenda como fazer e escolher a cor que mais combina com o seu revestimento” e confira dicas exclusivas para ter um acabamento perfeito.