Aprenda a fazer cálculo de rampa de um jeito simples!

Cálculos na arquitetura, muitas vezes, são uma dor de cabeça para os estudantes.

Quando falamos de cálculo de rampa, a porcentagem da inclinação é uma informação essencial para garantir a segurança e acessibilidade dos usuários.

Ainda tem dúvidas como chegar a esse número? Não se preocupe! Neste artigo, vamos explicar como calcular inclinação de rampa, de garagem e de rampa acessível.

Acompanhe!

Ainda tem dúvidas sobre cálculos na arquitetura? Veja também:

O que é uma rampa?

 

Cálculo de rampa

Cálculo de rampa

Antes de explicar como fazer o cálculo de rampa, vamos relembrar rapidamente o que é e a importância desse elemento na arquitetura.

Uma rampa permite superar barreiras físicas, além de facilitar o acesso a diferentes pavimentos em uma edificação.

Além disso, esse elemento auxilia a locomoção de pessoas com mobilidade reduzida, permite a circulação de carros ou objetos de grande porte, entre outras atividades.

Diante desse contexto, é possível perceber que o cálculo de rampa pode variar de acordo com o tipo de projeto e a necessidade do usuário.

Acompanhe agora os diferentes tipos de cálculo de rampa:

Como calcular inclinação de rampa?

 

Quando falamos de cálculo de rampa, uma das dúvidas mais comuns para estudantes e até mesmo arquitetos formados é como calcular a inclinação da rampa.

Essa medida pode ser expressa por meio de uma porcentagem. Para identificá-la, é simples:

Basta dividir a altura do desnível  (h) pela distância da rampa no plano horizontal (d). Em seguida, multiplique por 100. Veja o cálculo de inclinação simplificado:

(h/d) x 100 = inclinação

Ou seja, se tivermos um desnível de 16 cm, precisaremos de uma rampa com comprimento total de 2m para conseguir a inclinação ideal.

Cálculo de rampa: exemplo

Cálculo de rampa: exemplo

O máximo da inclinação da rampa é 8.33% para pedestre.

Aproveite também para tirar suas dúvidas sobre cálculo de escada.

Como fazer o cálculo de rampa acessível?

 

Cálculo de Rampa: Rampa de acessibilidade

Cálculo de Rampa: Rampa de acessibilidade

A acessibilidade na arquitetura é uma exigência em todo projeto criado para espaços públicos.

De acordo com a ABNT NBR 9050 (Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos), são consideradas rampas as superfícies de piso com declividade igual ou superior a 5%.

Apesar da norma especificar de forma detalhada como fazer o cálculo de rampa acessível, infelizmente, ainda é possível encontrar obras que não deram atenção especial a esse elemento tão importante.

Pequenos erros no cálculo de rampa acessível prejudicam e até impedem o uso.

Por exemplo: um rampa com inclinação muita alta exige um esforço a mais do cadeirante, que pode não conseguir subir a rampa sozinho.

Diante desse contexto, a rampa torna-se inviável, já que o usuário vai depender da ajuda de um terceiro para atravessá-la.

Veja exemplos de cálculo de rampa que deram errado:

Cálculo de rampa: rampa com inclinação excessiva e piso incorreto

Cálculo de rampa: rampa com inclinação excessiva e piso incorreto

Cálculo de rampa: rampa com inclinação excessiva

Cálculo de rampa: rampa com inclinação excessiva

Cálculo de rampa: rampa com inclinação excessiva

Cálculo de rampa: rampa com inclinação excessiva

As rampas devem ter a inclinação de acordo com os dados da tabela abaixo:

Cálculo de rampa: cálculo de rampa acessível

Cálculo de rampa: cálculo de rampa acessível

Existem alguns casos em que a inclinação no local pode ser maior, por exemplo em edificações que estão recebendo reformas ou projetos de retrofit.

Em situações excepcionais, podem ser utilizadas inclinações superiores a 8,33% até 12,5%, conforme a tabela abaixo:

Cálculo de rampa acessível: Cálculo de rampa acessível em caso de reforma

Cálculo de rampa acessível: Cálculo de rampa acessível em caso de reforma

Quanto maior for a altura que se quer vencer, mais suave tem que ser a rampa.

A NBR 9050 também recomenda que, ao fazer o cálculo da rampa, o arquiteto defina uma área de descanso a cada 50m de rampa, fora da área de circulação, caso o piso tenha até 3% de inclinação ou a cada 30m para pisos de 3% a 5% de inclinação.

O cálculo de rampa também deve definir a largura de acordo com as normas ABNT.

Os patamares devem possuir uma largura de 1,50m para ser acessível, sendo o mínimo admissível de 1,20m.

No início e no término da rampa devem ser previstos patamares com dimensão mínima de 1,50m, assim como a largura da rampa, além da área de circulação adjacente.

Além do cálculo de rampa, outro cuidado ao fazer uma rampa acessível é a escolha dos materiais. Ela precisa ter piso tátil para deficientes visuais, corrimão duplo e piso antiderrapante.

Como fazer cálculo de rampa de garagem?

 

Para definir a inclinação de uma rampa de garagem, o cálculo é o mesmo que explicamos no começo do texto.

Mas no caso do cálculo de rampa de garagem recomenda-se ficar atento a alguns detalhes.

O primeiro é que a inclinação de rampa de garagem recomendada é de 25% durante a rampa.

Mas não podemos esquecer que existem alguns carros que são mais baixos do que outros.

Nesse caso, nos primeiros e nos últimos 2 metros da rampa, é recomendado que se use uma inclinação de até 20%.

Dessa forma, carros mais baixos não correm o risco de raspar na rampa.

Exemplos de rampa de garagem:

 

Cálculo de rampa: Rampa de garagem

Cálculo de rampa: Rampa de garagem

Cálculo de rampa: rampa de garagem

Cálculo de rampa: rampa de garagem

Cálculo de rampa: rampa de garagem

Cálculo de rampa: rampa de garagem

cálculo de rampa: rampa de garagem

cálculo de rampa: rampa de garagem

O cálculo de rampa exige muito cuidado e atenção, por isso fique atento a todas as exigências.

Quer deixar seus projetos 3D ainda mais realistas? Receba gratuitamente nosso Kit de Escalas Humanas:

lp-rd-escala-humana-cta-blog