Entenda o que é retrofit e quando vale a pena investir nele

Criar um projeto do 0 é muito desafiador, e é por isso que o retrofit tem aparecido como uma opção interessante.

Quem é arquiteto ou engenheiro sabe quais são todas as dificuldades e desafios de uma construção, não é mesmo?

Além de reduzir custos, o retrofit também ajuda na revitalização dos espaços urbanos e na recuperação de prédios históricos.

Quem conhecer mais sobre esse processo? Neste artigo, vamos tirar suas principais dúvidas sobre o retrofit!

Veja nossas dicas para cacular os materiais em uma obra:

O que é Retrofit?

Retrofit é um processo de melhoria de instalações antigas que busca atualizar o espaço, corrigir problemas e torná-lo mais seguro e confortável para os usuários.

Explicando de forma mais simples, é como se o profissional fizesse um novo projeto usando os mesmos conceitos, mas aplicando novas soluções, tecnologias e materiais.

Esse processo é realizado em edificações e pode incluir a atualização de instalações elétricas, hidráulicas, fachadas, estrutura e revestimentos.

O que é retrofit: exemplo de retrofit

O que é retrofit: exemplo de retrofit

O objetivo principal do retrofit é dar espaço para as tecnologias atuais e tornar o local mais seguro, sem tirar suas características originais.

Esse processo é muito utilizado na Europa, já que grande parte das obras lá são muito antigas. Aproveite para conhecer a arquitetura de alguns países Europeus:

Qual a diferença entre retrofit e reforma?

A principal diferença entre retrofit e reforma é que, no primeiro caso, existe uma preocupação em manter as características originais do projeto.

Além disso, um projeto de retrofit costuma ser mais caro, já que exige a contratação de mão de obra especializada e atenção maior com os materiais.

Outra diferença é que o retrofit é utilizado em processos de revitalização de grandes áreas urbanas.

Etapas de um projeto de retrofit em edificações

1- Demolição controlada

2- Reforço na estrutura

3- Fechamento

4- Acabamentos

5- Substituição e modernização de elétrica, telefonia e dados

6 – Hidráulica e ar condicionado

5 – Piso e revestimentos

6- Fachada

Vantagens do retrofit

  • Valoriza mais o projeto no mercado imobiliário
  • Cria instalações modernas e customizadas
  • Aumenta a sustentabilidade das edificações, já que materiais podem ser substituídos por versões sustentáveis
  • Revitaliza espaços urbanos

Quando o retrofit é necessário?

Mas, afinal, o que determina que uma obra ou instalação precisa de um projeto de retrofit?

Essa necessidade surge quando os custos de manutenção tornam-se muito altos ou a vida útil das instalações chega ao fim.

O retrofit também é feito quando uma edificação antiga precisa se adaptar às normas atuais, como o acesso de pessoas com necessidades especiais, sistemas de segurança, tecnologias sustentáveis, etc.

Tem dúvidas sobre como criar espaços inclusivos? Confira: Acessibilidade na arquitetura – como criar ambientes práticos e acessíveis para todos

O que é retrofit: acessibilidade na arquitetura

O que é retrofit: acessibilidade na arquitetura

Também é comum que construtoras comprem edificações antigas em áreas bem localizadas e invistam em projetos de retrofit.

Esse processo é muito vantajoso, afinal as empresas podem expandir seus projetos com um custo menor em relação a construção de um novo empreendimento.

Então um projeto de retrofit é sempre a melhor opção para a modernização de edifícios?

Não necessariamente!

Quanto mais antiga a edificação, mais caro e crítico fica projeto de retrofit.

Diante desse contexto, em alguns casos, demolir e construir outra obra é mais vantajoso financeiramente. Vale destacar que essa opção não se aplica em edificações de valor histórico.

Veja também: Inspire-se com a arquitetura moderna e acolhedora da Praça das Artes

O que é retrofit de fachada?

O retrofit pode ser realizado em várias partes de uma edificação, trazendo mais conforto, segurança e redução de custos.

O retrofit de fachada é um dos processos mais solicitados dentro desse serviço.

O que é retrofit: retrofit de fachada

O que é retrofit: retrofit de fachada

Uma das principais atualizações que podem ser feitas no retrofit de fachada é a troca dos vidros, substituindo por um material que tenha controle solar.

Essa substituição melhora o conforto térmico, reduz o uso de energia (iluminação, ar condicionado) e cria uma estética mais bonita para a edificação.

A revitalização das fachadas também pode incluir a troca de pastilhas e janelas, o mapeamento de falhas, o tratamento de fissuras, a inclusão de pingadeiras, entre outras atualizações.

Como fazer um projeto de retrofit?

Antes de começar um projeto de retrofit de fachada, o arquiteto precisa fazer um briefing diferenciado com o cliente.

O primeiro passo é entender quais elementos o proprietário quer preservar para definir os cuidados necessários durante o processo.

Outro ponto importante é pesquisar os melhores materiais e parceiros que são especializados nesse tipo de serviço.

Essa etapa é importante em qualquer projeto de arquitetura, mas no caso do retrofit deve receber uma atenção especial.

O profissional deve ficar atento à combinação de cores e elementos dos materiais já existentes na obra com os novos.

Exemplos de retrofit

Nosso primeiro exemplo de retrofit é o Hotel Fasano, em Salvador.

O prédio original, em estilo art déco, foi inaugurado em 1930 e durante 45 anos abrigou alguns escritórios, entre eles a sede do jornal A Tarde.

O que é retrofit: antigo prédio do jornal A Tarde Salvador

O que é retrofit: antigo prédio do jornal A Tarde Salvador

O que é retrofit: Hotel Fasano

O que é retrofit: Hotel Fasano

Outro exemplo de retrofit na cidade de Salvador é o Fera Palace Hotel, que foi inaugurado em 1934 e reinaugurado em 2017 depois de um trabalho detalhista de restauração.

O que é retrofit: Palace Hotel (ao fundo)

O que é retrofit: Palace Hotel (ao fundo)

O que é retrofit: Palace Hotel

O que é retrofit: Palace Hotel

Em São Paulo, um dos exemplos de retrofit mais famosos é o Edifício Altino Arantes (atual Farol Santander), inaugurado em 1947.

Após a última reforma, em 2017, ele passou a abrigar um espaço cultural e um museu com a história do edifício.

É possível ver o mobiliário original usado na época, entre outros objetos.

O que é retrofit: edifício Altino Arantes em 1976

O que é retrofit: edifício Altino Arantes em 1976

O que é retrofit: edifício altino arantes atualmente

O que é retrofit: edifício altino arantes atualmente

Agora que você sabe mais sobre o retrofit, receba nosso material e aprenda, com dicas práticas, a fazer o gerenciamento e gestão de obras: