Conheça o arquiteto português Eduardo Souto de Moura, criador de obras únicas e vencedor de vários prêmios

Eduardo Souto de Moura: Residência Unifamiliar em Ponte de Lima

Até a década de 1970, Portugal sofria com um regime autoritário, de normas restritas, que dificilmente permitiam qualquer influência do exterior.

Mas eis que alguns atores de sua sociedade começaram a agir contra isso.

Eles lutaram para mudar a realidade, a todo custo. Mesmo que o país nunca tivesse assumido, de fato, participação no movimento moderno, essa realidade, pouco-a-pouco, foi se tornando mais consistente.

Após a Revolução dos Cravos, começou a mudança.

A “Escola do Porto” fez surgir uma nova geração de arquitetos – simplistas, concisos, e de talento inigualável.

Sua atuação no âmbito social e utilitário foi tão inovadora que abriu as portas para a reinvenção do modernismo ou o lançamento do pós-modernismo português.

Confira também nosso posts sobre arquitetura modernista:

Confira também a biografia de Aires Mateus, o arquiteto português com obras incríveis que valorizam o material puro

Biografia de Eduardo Souto de Moura

 

Depois de Álvaro Siza, um dos expoentes máximos da arquitetura no país, é Eduardo Elísio Machado Souto de Moura.

Ele foi graduado em arquitetura pela Escola Superior de Belas Artes do Porto.

Também foi o vencedor do concurso para o Centro Cultural do Porto, em 1981 – o ponto inicial de sua carreira independente.

Nesse tempo, ele fundou seu próprio escritório, a Souto Moura Arquitectos Lda.

As conquistas do arquiteto Eduardo Souto de Moura seriam reforçadas depois de ganhar o primeiro lugar para o projeto de um hotel na zona história de Salzburgo, na Áustria, em 1987.

A partir disso, seu nome seria reconhecido internacionalmente.

Isso é tão verdade que, depois, ele foi convidado para projetar em diversas partes do mundo e a lecionar em universidades como de Lausanne, Zurique, Dublin, Paris, e até mesmo em Harvard.

Em 2008, o arquiteto foi convidado para participar, ao lado do artista plástico Ângelo de Sousa, da XI Bienal Internacional de Arquitetura de Veneza.

Esse é mais um feito importante, dentre muitos que o levaram a receber o título de Doutor Honoris causa pela Universidade de Aveiro, em 2011.

Mas Eduardo Souto de Moura também iria receber muitas outras honrarias.

Você conhece as melhores faculdades de Design de Interiores e de Arquitetura do Brasil? Confira quais são em nossos posts.

Premiações do arquiteto Eduardo Souto de Moura

 

  • Prêmio Pritzker;
  • Prêmio Pessoa;
  • Prêmio Mies Van der Rohe;
  • Prêmio Wolf;
  • Prêmio da Fundação Antônio de Almeida;
  • Prêmio da Fundação Antero de Quental;
  • Prêmio Secil;
  • Bienal Ibero-Americana;
  • Medalha de ouro Heinrich Tessenow.

Projetos consagrados de Eduardo Souto de Moura

 

Eduardo Souto de Moura produziu uma arquitetura magnífica, inspirada e influenciada pelo trabalho de grandes artistas, como Álvaro Siza, Fernando Távora, Mies van der Rohe e Donald Judd.

Ela é marcada, de acordo com cada fase de sua carreira, por diferentes vertentes, como pela “Escola do Porto”, o modernismo, o neoplasticismo e o minimalismo.

Num primeiro momento, sua linguagem arquitetônica faz desenvolver uma lógica construtiva baseada na valorização das texturas dos materiais, na cultura popular, e no local onde as obras são implantadas.

Ele respeita a paisagem, as estruturas ao redor e as infraestruturas disponíveis.

Com o tempo, ele passa da limpeza e pureza das formas para a complexidade e dinamismo dos jogos de sobreposições.

(…) Eduardo Souto de Moura produziu um conjunto de trabalhos do nosso tempo, mas também ecoa tradições arquitetônicas. Seus prédios têm uma capacidade única de transmitir características aparentemente conflitantes – poder e modéstia, bravura e sutileza, autoridade pública ousada e um senso de intimidade – ao mesmo tempo.

– citação do júri do Prêmio Pritzker.

As obras mais importantes de Eduardo Souto de Moura

 

O currículo de Souto de Moura é repleto de inúmeras obras, espalhadas por toda Portugal, mas também por países como Espanha, Itália, Alemanha, Reino Unido e Suíça.

Sua primeira grande comissão foi o Mercado Municipal de Braga, no Porto.

Mas outro trabalho seu que deve ser destacado é a o pavilhão de 2005 para a Serpentine Gallery, nos Jardins de Kesington, em Inglaterra – feito, aliás, em parceria com Siza.

Dentre os demais projetos emblemáticos realizados por Souto de Moura estão casas unifamiliares, shopping centers, hotéis, escritórios, galerias de arte, museus, escolas, instalações esportivas e outros.

Uma de suas obras de maior destaque foi a casa em Moledo que Eduardo Souto de Moura projetou encravada na terra e na rocha e enfrentando grandes desafio topográficos com maestria.

Outras obras de Eduardo Souto de Moura

 

  • Habitações nas cidades do Porto, Algarve, Cascais e Miramar;
eduardo-souto-moura-habitacao-porto

Eduardo Souto de Moura: Habitação em Porto

  • Intervenções no Convento de Sta. Maria de Bouro, em Amares;
eduardo-souto-moura-convento

Eduardo Souto de Moura: Convento Sta Maria

  • Exposições na antiga Cadeia da Relação, convertida no Centro Português de Fotografia; e no Metrô do Porto;
eduardo-souto-moura-instituto-fotografia

Eduardo Souto de Moura: Instituto Português de Fotografia

  • O Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro;

Eduardo Souto de Moura: Departamento de Geociências

  • O Estádio Municipal de Braga;
eduardo-souto-moura-estadio-braga

Eduardo Souto de Moura: Estádio Municipal de Braga

  • O Edifício Burgo, a Casa das Artes, Alfândega do Porto e a Casa do Cinema de Manoel de Oliveira, no Porto.
eduardo-souto-moura-burgo

Eduardo Souto de Moura: Edifício Burgo

Em nosso blog destacamos a biografia de grandes arquitetos como meio de aumentar seu conhecimento na área.

Mas a capacitação de arquitetos e designers de interiores vai além.

Conheça a Viva Decora PRO Academy e seus curso online voltados especialmente para designers de interiores e arquitetos.

curso ciclo do encantamento