Como funciona a arborização urbana? Confira 15 árvores ideais para grandes cidades

Arborização urbana é o ato de plantar árvores em áreas urbanas. Esse trabalho contribui com o bem-estar dos moradores, ajudando tanto na saúde física como mental. Problemas como a falta de espaço nas ruas, fiações elétricas e solo inadequado são os maiores desafios enfrentados nesse processo.

Quando falamos de planejamento urbano, áreas verdes contribuem para as cidades trazendo beleza, conforto e até mesmo saúde para os moradores.

Mas, infelizmente, em algumas situações as árvores acabam causando mais problemas do que vantagens para as pessoas.

Isso acontece quando o plano de arborização urbana de uma cidade não está de acordo com algumas determinações.

Quer descobrir quais são elas?

Neste artigo, vamos mostrar o que é arborização urbana, quais são seus desafios e 15 espécies de árvores ideias para o plantio em cidades. Boa leitura!

Um projeto de arborização urbana merece um lindo paisagismo. Veja o que já publicamos sobre o assunto:

O que é arborização urbana?

Arborização urbana é um termo usado para definir a distribuição de árvores dentro do espaço urbano.

Entram nesse grupo as árvores plantadas nas ruas, praças, parques e jardins privados.

Arborização Urbana

Arborização Urbana

Um plano de arborização urbana é fundamental para o bem-estar dos moradores, pois contribui para reduzir a poluição e o excesso de ruídos, presente principalmente nas grandes capitais.

As árvores também elevam a permeabilidade do solo e ajudam a controlar a temperatura e a umidade do ar.

Além disso, a arborização urbana traz um visual mais agradável para as cidades, fornecendo sombra para quem circula pelas ruas e abrigo para pequenos animais.

Veja também: Como criar hortas urbanas? Veja 16 exemplos que deram certo

Como funciona um plano de arborização urbana?

Cada município pode ter um plano de arborização urbana criado por especialistas.

Nesse documento são especificadas várias recomendações para garantir a segurança, organização e beleza dos espaços arborizados.

Por exemplo, quando falamos das características físicas do local, o responsável pelo projeto de arborização urbana deve analisar:

  • largura da calçada
  • existência de rede elétrica aérea
  • recuo de imóveis
  • distanciamento de equipamentos
  • tipo de uso da rua (se passam mais carros ou ônibus, por exemplo)

Veja o exemplo do manual técnico de arborização urbana da cidade de São Paulo.

Quais são os desafios da arborização urbana?

Quando falamos das grandes cidades, cercadas de concreto e carros, manter um projeto de arborização urbana traz alguns desafios.

O primeiro deles, sem dúvida, é a falta de espaço para o crescimento adequado das árvores.

Além de prejudicar a infiltração da água e de nutrientes nas raízes, essa situação traz outros problemas que veremos ao longo do texto.

Outro obstáculo enfrentado pela arborização urbana são os danos que as espécies sofrem ao longo do tempo.

Colisões de carros, poluição e presença de fiações elétricas são alguns exemplos que prejudicam as árvores na arborização urbana.

Arborização urbana: fiação elétrica

Arborização urbana: fiação elétrica

Também não podemos esquecer da ação de vândalos ou, muitas vezes, de moradores que não têm consciência da importância da preservação das espécies.

Vale lembrar que várias cidades apresentam leis municipais que proíbem o corte e poda de árvores sem a autorização da Prefeitura.

Veja também: De área contaminada à exemplo de sustentabilidade: conheça o projeto da Praça Victor Civita

Arborização urbana: espécies utilizadas

Uma árvore é escolhida para um projeto de arborização urbana de acordo com algumas características, que são:

  • porte
  • arquitetura da copa
  • diâmetro
  • tempo de crescimento
  • frutos produzidos

Elas ainda são divididas em 3 grupos (pequeno, médio e grande porte).

Em um projeto de arborização urbana é interessante incluir espécies nativas brasileiras. Além de serem lindas, elas ajudam a preservar nossa identidade.

Veja agora quais são as espécies indicadas em um projeto de arborização urbana:

Pequeno Porte

  • Jacaranda Puberula (Carobinha)

Arborização urbana: carobinha

  • Bauhinia variegata (Pata de vaca)
Arborização urbana: pata de vaca

Arborização urbana: pata de vaca

  • Casearia Sylvestris (Guaçatonga)
Arborização Urbana: Guaçatonga

Arborização Urbana: Guaçatonga

  • Psidium Cattleianum (Araçá)
Arborização urbana: Araçá

Arborização urbana: Araçá

  • Eugenia uniflora (Pitangueira)
Arborização urbana: Pitangueira 

Arborização urbana: Pitangueira

  • Cordia superba (Guanhuma)
Arborização urbana: Guanhuma

Arborização urbana: Guanhuma

  • Erythrina speciosa (Mulungu)
Arborização Urbana: Mulungu

Arborização Urbana: Mulungu

Médio Porte

  • Handroanthus Chrysotrichus (Ipê-Amarelo)
Arborização urbana: ipê amarelo

Arborização urbana: ipê amarelo

  • Andira fraxinifolia (Angelim-doce)
Arborização urbana: Angelim-doce

Arborização urbana: Angelim-doce

  • Licania tomentosa (Oiti)
Arborização urbana: Oiti

Arborização urbana: Oiti

  • Michelia Champaca (Magnólia Amarela)
Arborização urbana: magnólia amarela

Arborização urbana: magnólia amarela

Grande Porte

  • Caesalpinia peltophoroides (Sibipiruna)
Arborização urbana: Sibipiruna

Arborização urbana: Sibipiruna

  • Tipuana tipu (Tipuana)
Arborização urbana: tipuana

Arborização urbana: tipuana

  • Jacaranda mimosifolia (Jacaranda Mimoso)
Arborização urbana: jacarandá mimoso

Arborização urbana: jacarandá mimoso

  • Caesalpinia ferrea (Pau-Ferro)
Arborização urbana: pau-ferro

Arborização urbana: pau-ferro

Veja também: Descubra quais são os tipos de solo e evite problemas na estrutura da obra

Por que tantas árvores caem em época de chuva?

Em épocas de chuva, é comum acompanharmos notícias de quedas de árvores pelo país.

Um exemplo de cidade que sofre nesse período é o Rio de Janeiro.

No começo desse ano, a Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) registrou a limpeza de 781 árvores na capital fluminense.

Arborização urbana: queda de árvore no Rio de Janeiro

Arborização urbana: queda de árvore no Rio de Janeiro

Mas, afinal, porque esse problema acontece?

Sabe-se que a arborização urbana começou com as primeiras sementes trazidas da Europa, de árvores como mangueiras, jaqueiras, fruta-pão, tamarindo e figueiras.

Muitas dessas espécies têm as copas frondosas, o que revela que suas raízes também são robustas.

Com a expansão do espaço urbano, a gola de algumas árvores (espaço livre de terra em volta das raízes) começou a ficar mais apertada, dando menos espaço para o crescimento correto dessa sustentação.

Por isso é comum encontrar calçadas estufadas ou ver tantas espécies caindo em dias de chuva.

Arborização urbana: problemas na calçada

Arborização urbana: problemas na calçada

Outro problema encontrado na arborização urbana é a ação de moradores sem fiscalização.

Na intenção de enfeitar suas calçadas, algumas pessoas plantam árvores que não são adequadas, causando problemas futuros.

Podemos citar também a falta da manutenção correta da arborização urbana.

Arborização urbana: árvore presa na fiação

Arborização urbana: árvore presa na fiação

É comum que algumas árvores comecem a atrapalhar a fiação elétrica, não é mesmo?

Nesses casos a prefeitura da cidade é chamada para fazer a poda, mas nem sempre os funcionários responsáveis foram treinados da forma adequada para conservar a arborização urbana.

Retirar os galhos é um trabalho minucioso que, se feito errado, pode prejudicar a estrutura da árvore e favorecer as quedas.

Veja também: Veja 7 dicas incríveis para promover a arquitetura sustentável e decolar nesse novo nicho de mercado

Qual é a cidade mais arborizada do Brasil?

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a cidade mais arborizada do Brasil é Goiânia, com 89,5% de área verde.

Arborização urbana: Parque Vaca Brava (Goiânia)

Arborização urbana: Parque Vaca Brava (Goiânia)

Confira o restante do ranking de arborização urbana:

  • Campinas (88,4%)
  • Belo Horizonte (83%)
  • Porto Alegre (82,9%)
  • Curitiba (76,4%)
  • São Paulo (75,4%)
  • Fortaleza (75,2%)
  • Guarulhos (72,4%)
  • Rio de Janeiro (72,2%)
  • Recife (60,8%)

Cidades planejadas investem na arborização urbana. Saiba mais sobre elas: