As 7 etapas de um projeto de arquitetura: da primeira reunião até o final da obra

Quem é estudante de arquitetura ou já se formou sabe que a faculdade não consegue ensinar tudo o que é necessário no dia a dia da profissão. Diante dessa realidade, muitos profissionais se formam sem saber exatamente quais são as etapas de um projeto de arquitetura.

Dúvidas como o que analisar na visita ao local da obra e o que incluir em um projeto de aprovação da Prefeitura são comuns entre estudantes e profissionais.

Esse é o seu caso? Não se preocupe, neste artigo, vamos mostrar as 7 etapas de elaboração de um projeto de arquitetura. Acompanhe!

Você é um futuro arquiteto? Confira mais dicas:

O que é um projeto de arquitetura?

 

Um projeto de arquitetura consiste em um conjunto de desenhos técnicos, representações gráficas e documentos elaborados com o objetivo de construir ou reformar uma obra.

Existem vários tipos de projetos arquitetônicos, que podemos dividir em grupos:

  • Residenciais: casas e apartamentos
  • Comerciais: restaurantes, clínicas, lojas, etc
  • Empresariais ou corporativos: escritórios e empresas
  • Institucionais: escolas, museus, hospitais, fóruns e obras governamentais no geral

Ao realizar o projeto arquitetônico, o arquiteto precisa seguir os procedimentos determinados em duas normas da ABNT. São elas:

Além das informações técnicas referentes a documentação, existem outros pontos importantes durante esse processo. Confira quais são:

7 etapas de um projeto de arquitetura

 

1- Programa de necessidades 

 

etapas de projeto de arquitetura programa de necessidades

Etapas de um projeto de arquitetura: programa de necessidades

O programa de necessidades é criado nas primeiras conversas com o cliente. Nessa etapa, o arquiteto precisa reunir o maior número de informações possível sobre os objetivos do contratante.

Por exemplo: em um projeto residencial, é necessário saber o número de cômodos, o tamanho aproximado de cada ambiente, a quantidade de moradores, entre outras informações.

É interessante criar um check list de perguntas com todos os dados que você considera essencial para começar a desenvolver os primeiros desenhos.

Esse momento costuma ser desafiador para os profissionais, já que o relacionamento com os vários tipos de clientes não é algo ensinado na faculdade — e sim aprendido no dia a dia da profissão.

Com certeza, vão surgir muitas dúvidas em relação ao orçamento da obra, serviços incluídos no pacote e prazos.

Além disso, muitas vezes, o cliente tem várias ideias, mas não tem o orçamento ou o tempo disponível para que tudo seja executado como ele espera.

Diante dessa realidade, o arquiteto precisa ter bastante jogo de cintura para explicar o que pode ser feito, sugerir alterações e mostrar um projeto que também agrade o cliente.

Após o fechamento do contrato com os valores e prazos, é hora de partir para a próxima etapa.

2- Visita ao local

 

Nessa etapa, o arquiteto deve fazer um levantamento de dados para identificar se o terreno está preparado para receber a obra.

E quais são as informações que devem ser levantadas? A metragem, os níveis, as condições topográficas e ambientais são alguns exemplos.

Durante as primeiras visitas, o profissional também pode começar a analisar a orientação solar do local para garantir o conforto térmico da obra. Em alguns casos, o arquiteto precisa solicitar um Levantamento Topográfico Planialtimétrico.

Trata-se de uma planta exata do terreno que, geralmente, é feita por um topógrafo profissional ou especialista em equipamentos de precisão.

etapas de projeto de arquitetura levantamento topografico planialtimétrico

Etapas de um projeto de arquitetura: levantamento topográfico planialtimétrico

Esse levantamento traz segurança e precisão ao arquiteto, que pode prever possíveis problemas relacionados ao terreno e se antecipar nos ajustes do projeto antes que as mudanças não sejam mais possíveis.

No caso de obras já prontas, a visita ao local é necessária para avaliar outros pontos, como:

  • Características gerais do uso do espaço
  • Características gerais das ruas e arredores da obra
  • Histórico do bairro
  • Construções e reformas em andamento nos arredores
  • Características dos imóveis vizinhos

Você também pode fazer um levantamento fotográfico para fazer um registro visual!

3- Estudo de viabilidade

 

Após fazer o levantamento das informações no local da obra, o arquiteto deve começar o estudo de viabilidade. Nesse momento, ele analisa se o projeto estará de acordo com o Plano Diretor e o Código de Obras da Cidade.

O que é o Plano Diretor?

 

Trata-se de um documento que define a política de desenvolvimento de um município. Um dos seus principais objetivos é orientar o poder público e a iniciativa privada na construção dos espaços urbanos e rurais.

Essa é uma forma de garantir o bem-estar e segurança da população durante o crescimento das cidades. A altura máxima de uma obra naquele local, a taxa de ocupação e o coeficiente de aproveitamento são algumas das informações encontradas no documento.

Cada município tem seu próprio Plano Diretor, que pode sofrer modificações de acordo com os anos. Por esse motivo, é importante que arquitetos e profissionais ligados à construção civil estejam sempre atentos às atualizações do documento.

O que é o Código de Obras?

 

Trata-se de um documento que determina normas técnicas para todo tipo de construção realizada no município.

O Código de Obras tem como objetivo garantir o conforto ambiental, a conservação de energia, a acessibilidade de pessoas com a mobilidade reduzida, entre outros fatores que contribuem para o bem-estar da área urbana e rural de um município.

4- Estudo preliminar

 

Essa etapa é a que todo estudante de arquitetura mais aprende na faculdade. É nela que o arquiteto começa a trabalhar o conceito do projeto de acordo com as necessidades do cliente.

Durante o estudo preliminar, a criatividade precisa vir à tona para o desenvolvimento dos primeiros desenhos.

A criação de croquis é muito bem-vinda para estimular o surgimento de ideias e dar início as primeiras plantas baixas, maquetes 3D e outras representações gráficas do projeto.

etapas de projeto de arquitetura estudo preliminar

Etapas de um projeto de arquitetura: Estudo preliminar

Dominar os principais programas de arquitetura, como o SketchUp, é importante para conseguir criar uma representação realística e encantar o cliente.

Ainda tem muitas dúvidas na hora de projetar no SketchUp? Conheça o curso do Viva Decora Pro Academy e dê um UP na sua carreira:

SketchUP-Basico

5- Anteprojeto

 

etapas de projeto de arquitetura anteprojeto

Etapas de um projeto de arquitetura: anteprojeto

O anteprojeto é uma etapa de aprofundamento do estudo. É nesse momento que o arquiteto define aspectos mais técnicos da obra para garantir um bom projeto executivo.

As informações necessárias em um anteprojeto podem variar, mas, de modo geral, são:

  • Plantas baixas (com as especificações de cada ambiente)
  • Plantas de cobertura
  • Plantas de cortes
  • Plantas de fachadas
  • Planta de localização do terreno
  • Planta de situação
  • Maquete 3D final

Também é no anteprojeto que o arquiteto começa a pensar nos projetos complementares, que são o estrutural, hidrossanitário e elétrico. O ideal é acionar a equipe de parceiros (engenheiros, eletricistas, encanadores) para validar essas informações.

Vale destacar que quando o projeto é passado para a fase executiva, os ajustes podem demandar mais tempo e, até mesmo, aumentar os custos do serviço.

Por isso, uma dica é deixar claro para o cliente que todas as sugestões de mudança devem ser feitas no anteprojeto. Após a aprovação do material, é hora de partir para a parte mais burocrática do processo.

6- Projeto legal ou projeto de aprovação

 

Trata-se do projeto de aprovação enviado à Prefeitura do município para que a construção seja autorizada.

Cada cidade tem suas exigências e normas específicas, mas, de modo geral, o arquiteto precisa entregar todos os documentos que explicam o projeto, ou seja: o programa de necessidades, os levantamentos feitos no local da obra, o estudo preliminar e o anteprojeto.

Com esse material, o arquiteto da Prefeitura responsável pela avaliação poderá checar se tudo está de acordo com as normas do município.

Caso falte alguma informação ou algum ponto não esteja de acordo com as exigências, o projeto volta para o arquiteto responsável.

É importante destacar que reformas de interior de apartamentos, casas, lojas, etc, não precisam de aprovação da Prefeitura. No caso de apartamentos, é necessária apenas a aprovação do condomínio.

7- Projeto Executivo

 

etapas de projeto de arquitetura projeto executivo

Etapas de um projeto de arquitetura: Projeto Executivo

Trata-se de um conjunto de especificações e documentos necessários para que a obra possa ser iniciada. Explicando de forma mais simples, o projeto executivo são as plantas que vão para o canteiro de obras.

É nele que o arquiteto específica os materiais que serão utilizados (revestimentos, torneiras, cubas, móveis), as dimensões dos elementos construtivos, tipologias, pontos hidráulicos e de iluminação, entre outros tipos de detalhamento.

As pranchas executivas são enviadas para o mestre de obras e para o responsável técnico pela execução da obra.

E qual é a importância de um projeto executivo detalhado?

Caso o arquiteto não deixe claro o que os profissionais precisam fazer, as instalações vão precisar ser refeitas. Isso pode gerar mais custos e atraso no prazo de entrega.

Para evitar esse tipo de problema, o profissional também pode oferecer o serviço de acompanhamento de obra. Nesse caso, o arquiteto supervisiona todo o processo, desde a compra de materiais até o acabamento final.

Apesar da padronização das etapas de um projeto de arquitetura, cada escritório ou profissional autônomo define seu próprio cronograma de trabalho.

Esse processo pode variar de acordo com o tipo de projeto, necessidades de cada cliente e processos internos da empresa.

Após a finalização do projeto de arquitetura, alguns arquitetos fazem o acompanhamento da obra. Se esse é o seu caso, aprenda como elaborar um cronograma de obra em 5 passos e nunca mais atrase uma entrega.