Como ter êxito no empreendedorismo na arquitetura

O mercado da arquitetura mudou. O modelo tradicional já não é tão compatível com a atual economia mundial, extremamente competitiva, nem com a cultura de globalização.

Assim, esse mercado e seus profissionais vêm se tornando mais flexíveis e sensíveis a novos estímulos, visando adequar o empreendedorismo na arquitetura aos seus objetivos de forma a alcançar os melhores resultados.

Em uma pesquisa realizada pelo SASP/SEBRAE – SP sobre empreendedorismo na arquitetura e urbanismo, dos 770 entrevistados, 54,6% trabalham como autônomo.

Dos donos de negócios próprios, apenas 16,1% têm funcionários. A maior parte dos empreendimentos estão no mercado há mais de 10 anos e possuem um faturamento bruto anual de até 60 mil.

Sim, empreender não é simples, mas o arquiteto por natureza gosta de inovação. Essa profissão engloba diversas características e disciplinas e faz com que sejam desenvolvidas muitas outras, enriquecendo a formação e as experiências do profissional.

Jorge Ávila, fundador e diretor geral da tresensocial.com (um empresa espanhola dedicada a difundir o uso correto das mídias sociais entre os empreendedores) afirma, sobre a vontade de empreender:

Não é apenas gerar dinheiro e negócios, é uma oportunidade de fazer direito as coisas.

-Jorge Ávila

Nesse contexto, como praticar o empreendedorismo na arquitetura, fazer o seu melhor, com muita qualidade e dedicação, e, ao mesmo tempo, garantir a renda que você precisa?

É o que vamos ver a seguir, incluindo 10 dicas de como fazer isso de um a forma prática e que traga resultados.

Confira também em nosso blog como abrir um escritório de arquitetura e manter aberto por bastante tempo

Empreendedorismo na arquitetura

 

Empreendedorismo é uma forma de pensar em agir, guiada por visão holística e liderança, focada em agregar valor.

Definição de empreendedorismo segundo o Babson College.

Essa frase inspiradora nos traz diversos insights:

Há quem nasça empreendedor, mas a maioria se torna empreendedor.

Um requisito fundamental, além da liderança, é que você saiba lidar com o fracasso, porque apesar de desafiador e estimulante, o mundo do empreendedor é cheio de incertezas e você terá que aprender a viver com isso.

Agregar valor significa fazer exatamente o que seu cliente precisa, entendendo seus desejos, necessidades e descobrindo a solução ideal para ele, aquela que ele vai valorizar ao extremo, reconhecendo o valor do seu trabalho de arquiteto e remunerando bem por isso.

Neste artigo, trazemos algumas dicas práticas e valiosas para você se tornar um arquiteto empreendedor de sucesso, mas não deixe de consultar também, o Ciclo do Encantamento, nossa metodologia em 12 passos para ajudar arquitetos empreendedores a captarem mais clientes.

Confira os 6 Ps do arquiteto empreendedor e veja se está alinhado com eles

6ps

10 dicas para prosperar no empreendedorismo

 

1- Mude sua mentalidade

 

Agora você é um empresário e arquiteto. Tenha em mente que empreender não é fácil. É arriscado. Exige dinheiro, muito trabalho, tempo e uma grande capacidade de reinvenção e recuperação em relação ao jogo do mercado.

Porém, o empreendedorismo na arquitetura te oferecerá liberdade, tanto na parte criativa – o que é muito difícil se você não for seu próprio chefe – quanto em como gerenciar seu negócio. É um investimento de corpo e alma.

2- Tenha uma visão geral de onde você está entrando

 

empreendedorismo-na-arquitetura-matriz-swot

empreendedorismo na arquitetura: matriz swot

O grande desafio do autoemprego é que, no começo, você terá que realizar todas as funções do negócio.

Assim, primeiramente:

  • uma boa pesquisa de benchmarking, para saber sobre seus concorrentes e o mercado;
  • uma clara e descomplicada estratégia de trabalho;
  • defina seu orçamento: quanto vai precisar para pagar as contas mensais?

3- Seja cuidadoso e detalhista

 

Estamos falando do seu trabalho. Reflita e analise meticulosamente as soluções que você escolherá. Esteja atento para não decidir ou fazer algo que seja irreversível.

Lembre-se: o mercado da arquitetura é pequeno, todos se conhecem e suas decisões serão lembradas, assim como seus méritos.

Quer agregar valor? No empreendedorismo não existem atalhos: faça sempre o melhor e mais adequado para seu cliente, que será um grande divulgador de seu negócio.

É como dizia Kotler, um dos maiores especialistas em marketing do mundo:

Se você criar um caso de amor com seus clientes, eles próprios farão sua publicidade

– Kotler

4- Sem medo de se promover

 

empreendedorismo-na-arquitetura-redes-sociais

empreendedorismo na arquitetura: não tenha medo de se promover

Agora você não é apenas o seu próprio patrão, mas a sua marca, então você precisa trabalhar a promoção.

Felizmente, na internet você encontrará redes sociais e serviços especializados que poderão se converter em aliados para divulgação do seu trabalho.

Como adicionar seu portfólio na Viva Decora e participar de redes sociais voltadas para arquitetura ou para arte em geral, inclusive internacionais:

Instagram ou Pinterest? Veja qual rede social pode trazer mais resultado financeiro para seu negócio

5- Networking

 

Empreendedorismo na arquitetura é aumentar e consolidar sua rede de contatos. Vá a workshops, conferências, mantenha contato com amigos de antigos trabalhos, professores da universidade e clientes.

Outra dica é se manter ativo no LinkedIn, principalmente se você tiver clientes corporativos.

6- Concursos de arquitetura

 

Para quem já está ou pretende se aventurar no empreendedorismo na arquitetura, uma das melhores estratégias de branding é participar de concursos para ganhar reconhecimento no mercado.

Existem diversos concursos organizados pelo governo, instituições privadas, alguns até internacionais.

Há realmente uma grande variedade. A Viva Decora, por exemplo, ajuda a fazer o evento Archaton, onde os vencedores ganham um espaço na CasaCor!

Leia este outro artigo de nosso blog em que citamos alguns concursos e mais dicas de como montar um escritório de arquitetura

7- Marketing de conteúdo

 

empreendedorismo-na-arquitetura-marketing-de-conteudo

empreendedorismo na arquitetura: faça marketing de conteúdo

Você pode alavancar seu empreendimento com o marketing de conteúdo. Estar nas redes sociais você já sabe que é necessário, mas aqui, falamos de ir além, produzir conteúdo relevante, em um blog próprio, para atrair seu público-alvo, mostrar seu trabalho e gerar novos clientes e fidelizar os já existentes.

Veja esses dados em entrevista com o diretor de marketing da Viva Decora, Pedro Renan.

  • Empresas que nutrem seus leads geram 50% mais vendas, gastando até 33% menos em verba.
  • Entre 57% e 70% de uma decisão de compra B2B é definida antes mesmo do consumidor entrar em contato com o fornecedor.
  • 94% dos links que as pessoas clicam são resultados orgânicos, não pagos.

8- Recompensar é fidelizar

 

Você já tem seus clientes e alguns novos estão surgindo ou demonstrando interesse no seu trabalho.

Dê algo gratuito para eles. Crie uma relação afetiva. Pode ser um e-book ou um vídeo-palestra, por exemplo, mas acredite, isso vai ajudar a sua marca (você) ficar mais forte e atrairá mais clientes.

Essa é uma tática usada em conjunto com o marketing de conteúdo, mencionado acima: ao acessar seu blog, o potencial cliente se interessa por um e-book ou palestra que você divulgou nas postagens e, em troca do acesso gratuito a elas, deixa seu e-mail e nome, para futuros contatos.

9- Formação contínua

 

Manter seu escritório no mercado significa que você está atualizado. Esteja por dentro das novas normas de edificação e uso de materiais, avanços e novas tecnologias sobre sustentabilidade, acompanhe as tendências internacionais e nacionais e faça cursos de capacitação e atualização.

Experimente assistir às nossas palestras gratuitas, disponibilizadas neste canal: Palestras Viva Decora

Você deve se diferenciar por ser a melhor opção no seu nicho e nunca por ser o mais barato.

10- Forme uma equipe produtiva e seja um líder pelo exemplo

 

Uma empresa nasce e cresce graças às suas colaborações. Um grupo diversificado, em que cada membro traga seu talento para aumentar a produtividade é algo fundamental.

Também é importante que você escute e tenha em mente as sugestões e ideias dos seus funcionários e mostre para eles que é sempre o primeiro a se engajar na busca das melhores soluções e no encantamento dos clientes.

Quer mais dicas de como se tornar ou melhorar sua atuação como arquiteto empreendedor?

Nosso blog tem uma sessão especialmente dedicada a isso, acesse e veja as melhores dicas de gestão para arquitetos.